Associação é acusada de homofobia por classificar filme

Associação é acusada de homofobia por classificar filme


A associação norte-americana MPAA (Motion Pictures Association of America) se envolveu em uma nova polêmica. O crítico de cinema Stephen Whitty, do New Jersey Star-Ledger, acusou a associação de homofobia pela classificação indicativa dada ao drama 'Love is Strange', dirigido por Ira Sachs ('Deixe a Luz Acesa').

O filme acompanha a história de George e Ben, interpretados por Alfred Molina ('Homem-Aranha 2') e John Lithgow ('Shrek'), um casal de homossexuais que decide se casar após 39 anos de relacionamento.

A associação deu ao filme classificação etária R-rating, em que menores de 17 anos não podem assistir sem a presença de um responsável. O motivo? O contexto homossexual.

“Só tem cenas com álcool quando dois adultos estão tomando um vinho em um jantar, sem presença de crianças. Não há violência ou sangue. É uma história sensível e emocionante sobre dois homens que se amam em um relacionamento de longo prazo. O que assusta tanto a MPAA?”, afirmou o crítico.




Não há previsão de estreia no Brasil. Assista ao trailer:

O órgão vive sofrendo acusações. No começo do ano, baniu um dos cartazes de 'Sin City 2: A Dama Fatal' (Sin City: A Dame to Kill For) dos cinemas norte-americanos. A arte, estampada pela diva Eva Green ('Sombras da Noite', '007 -Casino Royale'),  foi rejeitada "por nudez - sob a curva de mama e círculo do mamilo visível através do vestido". A Dimension Films teve que relançar a versão editada da arte, que modifica o mamilo com photoshop.

Frescura, não é?

Confira o cartaz editado e o original:

sincity2_11

sincity2_10





Inscreva-se em nosso canal e receba conteúdo exclusivo » http://goo.gl/mPcJ5c