Crítica | Chef Jack: O Cozinheiro Aventureiro – Animação 100% Nacional Para a Galerinha Ligada nos Reality

Gostando ou não, os reality show já são uma febre de audiência, atendendo a todos os públicos, inclusive as crianças. Os pequenos também andam consumindo esse tipo de entretenimento oferecido tanto na tv aberta quanto nos streamings, em programas muitas vezes estrelados pela própria garotada, como o ‘The Voice Kids’ e o ‘Panela de Pressão’, da Ana Maria Braga. De olho nesse novo formato que vem fazendo sucesso com a galerinha na última década, a animação ‘Chef Jack: O Cozinheiro Aventureiro’ chega a partir de hoje nas salas de cinema do país.

Chef Jack (dublado por Danton Mello) é um dos melhores cozinheiros do mundo, super requisitado dentre as pessoas mais importantes. Sempre querendo aprimorar seus pratos, Chef Jack gosta de misturar ingredientes, mas, quando faz isso em um pedaço de quiche oferecido ao filho de uma importante liderança, a criança tem uma forte reação alérgica, o que faz com que Chef Jack caia em desmérito. Decidido a recuperar sua reputação, Chef Jack decide se inscrever no reality “Convergência de Sabores”, o mais importante programa desse tipo no mundo gastronômico, realizado nas Ilhas Culinárias. Porém, muito mais do que uma mera competição pelo prêmio, o programa envolve sobrevivência na selva, elaboração de pratos em condições extremas e muita, muita disputa entre os participantes, que têm que levar consigo um assistente. Assim, o que inicialmente parecia uma boa ideia aos poucos vai se tornando um desafio ainda maior para Jack, especialmente porque seu assistente é uma criança, o jovem Leonard (Rodrigo Waschburger). 

Com uma hora e vinte de duração (tempo suficiente para contar uma história que prenda a molecada na sala de cinema), ‘Chef Jack: O Cozinheiro Aventureiro’ é, como anuncia seu título, uma aventura, antenada na nova demanda de uma geração que já nasce imersa no mundo virtual. Para isso, o filme de Guilherme Fiúza Zenha mescla influências de programas como ‘No Limite’, ‘Master Chef’, ‘Mestre do Sabor’ e até mesmo ‘Big Brother’, já que a coisa toda é transmitida ao vivo em tempo real para quem assiste pela tv.

O roteiro escrito por Artur Costa, Roger Keesse e Matheus B. Oliveira interage bem com a contemporaneidade, fazendo trocadilhos para provocar o riso (todos os lugares são gastronômicos no filme, como Ilhas Culinárias e Reino de Bisteca), personagens que atendam a diversos  tipos de raças (negra, asiática, europeia), uma mensagem importante conjunta com um bom aprendizado (a amizade prevalece acima de tudo, e é importante estar atento a isso; numa competição, nem sempre o prêmio é o principal, e nem sempre o importante é competir: na maioria das vezes, o que se aprende na jornada é o mais valoroso dos prêmios). Tudo isso corroborado por uma boa técnica de animação e de traço, produzido pela Immagini Animation Studios.

Para refrescar a garotada nesse verão escaldante, ‘Chef Jack: O Cozinheiro Aventureiro’ é uma aventura leve para uma tarde no cinema. Curto e divertidinho, é uma boa opção para esse público cada vez mais jovem e mais antenado nos reality show.

Mais notícias...

Siga-nos!

2,000,000FãsCurtir
370,000SeguidoresSeguir
1,500,000SeguidoresSeguir
183,000SeguidoresSeguir
158,000InscritosInscrever

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MATÉRIAS

CRÍTICAS

Gostando ou não, os reality show já são uma febre de audiência, atendendo a todos os públicos, inclusive as crianças. Os pequenos também andam consumindo esse tipo de entretenimento oferecido tanto na tv aberta quanto nos streamings, em programas muitas vezes estrelados pela própria...Crítica | Chef Jack: O Cozinheiro Aventureiro - Animação 100% Nacional Para a Galerinha Ligada nos Reality