O ano era 1984. Hollywood inventou uma história absurda e hipnotizante, de um grupo de homens desempregados que, em plena Nova York, salvava a cidade de uma infestação inacreditável de… fantasmas! A história deu tão, tão certo, que mais de trinta anos se passaram e o público ainda pede pela franquia ‘Ghostbusters’. Após uma sequência homônima fora da curva em 2016, que tinha forte viés cômico, chega no próximo dia 18 aos cinemas brasileiros ‘Ghostbusters: Mais Além’, que é, sem dúvidas, a sequência perfeita que essa franquia merecia – e que os fãs tanto esperavam ver!

Callie (Carrie Coon) é a mãe de Trevor (Finn Wolfhard) e Phoebe (Mckeena Grace). Quando recebe a notícia de que vai ser despejada e, ao mesmo tempo, seu pai falece em uma cidadezinha no interior, Callie não pensa duas vezes e se muda com os filhos para a casa caindo aos pedaços que seu pai deixara. Uma vez lá eles descobrem que a herança que o Dr. Egon (Harold Ramis) deixou para família é muito mais do que uma fazenda abandonada e uma reputação esquisita, e, aos poucos, Phoebe – com a ajuda de seu novo amigo, Podcast (Logan Kim), e seu novo professor, Sr. Grooberson (Paul Rudd) – e Trevor vão perceber que o avô não era o maluco que a cidade achava, e o legado dos ‘Ghostbusters’ ainda corre nas veias da família.



Esqueçam o filme de 2016: ‘Ghostbusters: Mais Além’ é o filme que real e literalmente passa o bastão para um novo elenco que, com muita competência e carisma, conseguiu receber a enorme responsabilidade de protagonizar a franquia para um novo público, e fizeram isso com muito talento. A dupla mirim que carrega o filme – Mckeena Grace e Logan Kim – é maravilhosa, na medida certa entre a seriedade e o humor, com uma química que convence facilmente que os dois são grandes amigos. Mckeena não vacila em nenhuma cena, como se tivesse nascido para o protagonismo de uma franquia anterior ao seu próprio nascimento, e assustadoramente semelhante aos trejeitos de Egon.

Aproveite para assistir:

O roteiro de Gil Kenan, Jason Reitman e Dan Aykroyd é um presente para os fãs e um deleite para a garotada que está chegando agora, recheado de referências da cultura pop de hoje e de ontem, além de novas criaturinhas que, sim, vão fazer você querer gastar o dinheiro que você não tem só para comprar os novos bonecos que serão lançados. Em cerca de duas horas de duração, o filme de Jason Reitman encontra espaço para homenagear os clássicos do terror, de Stephen King a ‘Chucky’, além de recuperar a estética tosqueira dos efeitos visuais dos anos 1980 só pela diversão; ao mesmo tempo, mescla um elenco do pop atual com rostinhos novos e participações especiais que farão o público vibrar na cadeira.



Para a nossa felicidade, ‘Ghostbusters: Mais Além’ é um filme excelente! Uma aventura divertida, com pitadas de terror trash e fantasmagoria, encabeçado por uma turma que honrou o legado herdado em uma história inesperadamente emocionante – não se espante se umas lagriminhas escorrerem em seu rosto no final. É o capítulo certo para reiniciar a franquia para as futuras gerações, deixando duas cenas pós-crédito que nos fará ansiar pelas próximas continuações.

COMENTÁRIOS

Não deixe de assistir: