Desde 1967, com a primeira animação do Amigo da Vizinhança mais famoso da Marvel, o público já conferiu diversas versões diferentes, tanto animada quanto em live action, do Homem-Aranha. Entre boas, divertidas, medianas e ruins, Peter Parker já teve sua história contada e recontada muitas vezes nas telinhas e telonas. Ademais, ele também tem vasta coleções de HQs com diferentes personagens usando a máscara em outras terras/dimensões. Entretanto, voltando para o audiovisual e analisando toda trajetória, é preciso admitir que nenhuma se compara ao que é Homem-Aranha no Aranhaverso.

Dirigido por Bob Persichetti (O Pequeno Príncipe), Peter Ramsey (A Origem dos Guardiões) e Rodney Rothman (Anjos da Lei 2), e roteiro assinado pelo próprio Rothman e Phil Lord (Uma Aventura Lego), o longa-metragem tem Miles Morales (Shameik Moore) como centro de sua história. O jovem, ao ser picado por uma aranha radioativa da Alchemax e ganhar os mesmos poderes que do Aranha original, ele começa a esbarrar com outras versões do herói de diferentes dimensões e juntos precisam enfrentar uma ameaça que pode destruir toda a realidade.

A narrativa é, sem dúvidas, uma das mais bem roteirizadas de todas as versões que já foi vista do Homem-Aranha. O filme navega entre a comédia com algumas pitadas de drama de forma coerente. Além disso, o espectador é facilmente imerso na trama parecendo que está vivendo toda a história mostrada na tela juntamente aos personagens. A jornada do herói, neste caso de Miles Morales, transmite veracidade e consegue trazer peculiaridades que transforma o longa no tipo de produção que constitui seus próprio universo.

Apesar de Morales ser o protagonista, os outros personagens, especialmente, Peter B. Parker (Jake Johnson), sendo este de outra dimensão, também encara sua própria trajetória durante a trama de Homem-Aranha no Aranhaverso. O rapaz que vive uma realidade completamente diferente do Parker da Terra de Miles, se encontra tendo que encarar as consequências de suas decisões e entender em quais quesito precisa mudar para melhorar sua vida. A interação dos dois (Peter e Miles) é um dos pontos altos da animação.

Evidentemente não se pode deixar de falar a respeito dos outros personagens que completam o filme. Gwen Stacy (Hailee Steinfeld) é a primeira a fazer aparição, sua conexão com o personagem de Moore é imediata e a jovem dá um show como Mulher-Aranha. Quem também vem parar nesta dimensão é o Homem-Aranha Noir, tendo Nicolas Cage como dublador, Spider-Ham (John Mulaney) e Peni Parker (Kimiko Glenn). O quinteto, além de provocar nostalgia no telespectador, possuem uma química quase palpável entre si e com Morales, o que só torna fácil a criação de identidade para com a trama.

10 filmes de terror no Amazon Prime Video para fugir dos problemas…

Aproveite para assistir:

10 Séries de Comédia para Maratonar nas Próximas Semanas

Além destes, Aunt May (Lily Tomlin) tem sua aparição um tanto quanto diferente e mais presente na vida de herói do sobrinho. Doc Ock (Kathryn Hahn) também está presente, e possui uma ótima cena com Peter. Wilson Fisk (Liev Schreiber), o Rei do Crime, é o antagonista da animação e consegue passar todo o ar de vilania que possui, criando no público facilmente o desprezo pelo mesmo e ranço. Toda esta construção de personagens só acrescenta ainda mais em positivo para a produção de Persichetti, Ramsey e Rothman.

As cores escolhidas para o longa-metragem são espetaculares, vividas e lembrando em muito os quadrinhos do Homem-Aranha, sem contar os balões de pensamentos. A ambientação moderna da história juntamente com as referências aos filmes mais antigos agradam tanto o público mais velho quanto mais novo. Ademais, a trilha sonora é tão parte do filme quanto seus personagens, provocando uma imensa vontade de escutar em looping eterno.

No geral, Homem-Aranha no Aranhaverso é um longa-metragem que acerta em todos os quesitos, especialmente, no coração de todos aqueles que sempre amaram e acompanharam as histórias do Amigo da Vizinhança. Prepare-se para assistir um dos melhores, senão o melhor, filme do Homem-Aranha.

PS.: a cena pós-crédito não poderia ser melhor nem se tentassem.

15 Séries da Netflix Para Maratonar

15 Séries da Globoplay Para Você Maratonar

15 Séries da Amazon Prime Para Maratonar neste mês

10 reality shows insanos pra você que amou The Circle e Casamento às Cegas

Não deixe de assistir:

SE INSCREVA NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE