Crítica | Sharper – Uma Vida de Trapaças – Sebastian Stan é Trambiqueiro em Ótimo Suspense com Julianne Moore e Justin Smith

Sebastian Stan pode até ter esse rostinho de bom moço, mas nem sempre ele interpreta o mocinho da história. E não, não estamos falando do Bucky de ‘Capitão América e o Soldado Invernal’, que foi de vilão a anti-herói a testemunha do novo herdeiro do escudo. Ator versátil e em alta dentre a garotada, entre um e outro trabalho para a Marvel ele se aventura em fazer filmes que o distancie de seu papel como Bucky Barnes, como podemos ver no novo suspense ‘Sharper – Uma Vida de Trapaças’, que chega a partir de hoje aos assinantes da Apple TV+.

Tudo começa com uma história de amor. Tom (Justice Smith) está tranquilamente trabalhando na sua livraria quando, certo dia, uma cliente entra casualmente, e esse encontro muda sua vida. Encantado por Sandra (Briana Middleton), os dois começam a se envolver romanticamente, e as afinidades entre ambos dá a entender que foram feitos um para o outro. Até que, certa noite, um homem bate enfurecidamente na porta da casa de Sandra: é seu irmão, que deve muito dinheiro à gente perigosa e sempre recorre à ela para saldar suas dívidas. Envergonhada, ela tenta se afastar da relação, mas Tom está disposto a lutar pelo romance deles, e se dispõe a pagar a dívida de U$350 mil dólares do rapaz. Mal sabia ele, porém, que aí teria início um sórdido capítulo de sua vida.

Com quase duas horas de duração, ‘Sharper – Uma Vida de Trapaças’ é construído em capítulos, no total de quatro, sendo que cada um é centrado em um personagem para, ao final, todas as partes se encaixarem dentro do intrincado roteiro de Brian Gatewood e de Alessandro Tanaka. Assim, o que inicialmente começa como uma história de amor envolvente, aos poucos vai se configurando em um suspense repleto de dúvidas e reviravoltas, desses em que nada é o que parece e tudo pode acontecer.

Para dar vida à produção, a Apple TV+ pôde contar com um elenco renomado, que, além dos nomes acima citados, inclui ainda Julianne Moore, Sebastian Stan e John Lithgow, o que ajuda a conferir credibilidade ao espectador. E o elenco não desaponta, entregando atuações condizentes com as atitudes dos personagens – que, por suas vezes, demonstram que o submundo das ambições e puxadas de tapete da alta sociedade nova iorquina é bem mais passional do que imaginamos. Benjamin Caron tem uma direção segura de seu projeto; ainda que por vezes alguns ângulos não favoreçam a oscarizada Julianne Moore, no geral as tomadas ajudam a construir o clima de suspense crescente à medida que a índole dos personagens vai sendo apresentada, mostrando, inclusive, o contraste entre o cenário amontoado da livraria em oposição ao espaço clean da mansão da high society.

Bem construído, ‘Sharper – Uma Vida de Trapaças’ é um filme cheio de reviravoltas que entrega mais do que se espera de sua sinopse. Seja pelo bom elenco, seja pela boa construção narrativa, é um suspense que fisga a gente e vale ser assistido na Apple TV+.

Mais notícias...

Siga-nos!

2,000,000FãsCurtir
370,000SeguidoresSeguir
1,500,000SeguidoresSeguir
183,000SeguidoresSeguir
158,000InscritosInscrever

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MATÉRIAS

CRÍTICAS

Sebastian Stan pode até ter esse rostinho de bom moço, mas nem sempre ele interpreta o mocinho da história. E não, não estamos falando do Bucky de ‘Capitão América e o Soldado Invernal’, que foi de vilão a anti-herói a testemunha do novo herdeiro...Crítica | Sharper - Uma Vida de Trapaças - Sebastian Stan é Trambiqueiro em Ótimo Suspense com Julianne Moore e Justin Smith