O conceito de Multiverso nunca esteve tão em alta em Hollywood! Com o sucesso dos filmes da DC Comics e da Marvel – especialmente com o recente lançamento de ‘Doutor Estranho no Multiverso da Loucura‘ –, é interessante notar que a produção que melhor apresentou a proposta de um multiverso não envolve super-heróis. ‘Tudo em Todo Lugar ao Mesmo Tempo‘ quebrou todas as barreiras do multiverso justamente por explorar sua própria liberdade.

A trama segue Evelyn Wang, uma cansada mulher chinesa-americana que luta para se manter em sua vida comum. As coisas ficam estranhas quando ela descobre que é a chave para salvar o multiverso, e pode acessar o conhecimento e os talentos de todos os seus vários “eus” através dos infinitos universos.


Quando se trata de multiverso, ‘Tudo em Todo Lugar ao Mesmo Tempo‘ reina supremo e não há nada que a DC ou a Marvel possam fazer para mudar isso. Ao contrário dos filmes de super-heróis, esse longa não precisa se encaixar em fórmulas pré-existentes de um gênero específico. Não há limites nesse filme para a exploração do multiverso – que aqui é apresentado de todas as formas, cores, tons e emoções. ‘Tudo em Todo Lugar ao Mesmo Tempo‘ não tem medo de ser estranho e inconvencional. De fato, o longa abraça isso.


No entanto, nada disso funcionaria tão perfeitamente se o elenco não estivesse à altura. Michelle Yeoh está absolutamente fantástica no papel principal. A atriz nos leva nessa jornada insana e testemunhamos a inquestionável evolução de sua personagem de forma orgânica – a combinação de um roteiro bem desenvolvido e de sua poderosa performance. Ke Huy Quan também merece destaque, trazendo um peso emocional à história e ancorando a mensagem do filme em uma cena que certamente fará seus olhos se encherem de lágrimas.

Aproveite para assistir:



O roteiro é tão bem estruturado que consegue construir, com sucesso, diversos universos em apenas um filme. E essa justamente é a base para um multiverso bem-sucedido. Nós não nos importamos apenas com os personagens, mas sim com TODAS as versões deles – até mesmo as mais improváveis.

Tudo em Todo Lugar ao Mesmo Tempo‘ é um filme estranho, divertido, emocionante e fantástico, que não tem medo de explorar e se aventurar na bizarrice de seu próprio conceito, mas nunca se esquece onde o foco de uma boa história deve estar: em seus personagens. E, após se tornar a maior bilheteria da história da A24 – com US$ 83.5 milhões arrecadados mundialmente –, ‘Tudo em Todo Lugar ao Mesmo Tempo‘ prova que as telonas não são apenas para os super-heróis, e que a originalidade pode ser um dos maiores poderes.


Não deixe de assistir: