terça-feira, fevereiro 20, 2024

Crítica | Uma Fada Veio Me Visitar – Xuxa Volta às Telonas em Filme Didático sobre Bullying

A adolescência é uma fase conturbada. Hormônios à flor da pele, notas baixas, busca por popularidade e por amizades: tudo ganha mais profundidade no universo jovem, inclusive porque muitos desses sentimentos são sentidos pela primeira vez. E tudo isso fica ainda mais complexo no mundo globalizado, conectado, que precisa de curtidas, seguidores e aprovações virtuais. Antenado nesse universo, chega aos cinemas para o feriadão de Dia das Crianças o filme juvenil ‘Uma Fada Veio Me Visitar’.

Luna (Tontom Périsé) é uma jovem que vive sua vida normalmente, indo à escola e conversando com sua melhor amiga. Porém, de uns tempos pra cá ela anda muito irritada, sem saber o motivo. Certa noite, a jovem recebe uma visita inesperada: a fada Tatu (Xuxa) simplesmente aparece no seu quarto, dizendo ter uma missão e que precisa da ajuda de Luna. Desconfiada, a jovem não consegue acreditar no que vê, até que finalmente Tatu lhe conta a verdade: ela estivera congelada nas últimas quatro décadas e precisa fazer com que Luna se torne amiga de Lara (Vitória Valentin) para ser promovida. O problema é que Lara é exatamente a maior inimiga não só de Luna, mas da escola toda.

Uma Fada Veio Me Visitar’ é uma refilmagem do longa ‘É Fada!’, anteriormente estrelado pela youtuber Kéfera Buchmann, que tinha uma pegada completamente diferente do projeto atual. E notadamente essa é a maior motivação em fazer uma nova versão dessa história, que é um livro homônimo de Thalita Rebouças: contar a história dessa jovem adolescente de uma maneira mais consciente. A autora, que também assina o roteiro nessa versão, repaginou a própria para torná-la mais didática, mais relevante ao público atual, que fala abertamente sobre os temas pertinentes à própria idade.

Assim, esse novo filme é tão didático, mas tão didático, que pode ser tranquilamente utilizado por professores em sala de aula para tratar temas como o bullying e a propagação do ódio. Entretanto, a montagem final do projeto de Vivianne Jundi parece ter deixado de fora cenas importantes para a compreensão da trama, por exemplo, a efetiva prática de bullying por Lara: quando a antagonista entra na história, todo mundo a odeia, mas não vemos a jovem de fato fazer nada contra ninguém, o que fica um pouco confuso.

O maior acerto nesse novo projeto é, sem dúvidas, a reaparição de Xuxa no terreno do audiovisual de ficção. É nítido como a atriz mantém seu carisma mesmo após tanto tempo afastada, e sua personagem, com uma pegada de anos 80, traz diversas referências a personalidades musicais que são divertidas de assistir. Entre autorreferências à momentos da própria carreira, Xuxa ressignifica e apresenta uma década divertida à uma geração que se distanciou do que é analógico. Ver Xuxa nas telonas é o maior presente que esse novo projeto traz para o circuito atual.

Com participações especiais de Dani Calabresa, Zezeh Barbosa e Livia Inhudes, ‘Uma Fada Veio Me Visitar’ é uma comédia leve para mostrar às crianças e jovens que todo mundo passa por problemas, e que nem sempre sabemos o mais profundo da vida do coleguinha, então, antes de odiar gratuitamente, o melhor é sempre conversar sobre as inquietações. Programão em família nos cinemas nesse feriadão.

Mais notícias...

Siga-nos!

2,000,000FãsCurtir
370,000SeguidoresSeguir
1,500,000SeguidoresSeguir
183,000SeguidoresSeguir
158,000InscritosInscrever

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MATÉRIAS

CRÍTICAS

A adolescência é uma fase conturbada. Hormônios à flor da pele, notas baixas, busca por popularidade e por amizades: tudo ganha mais profundidade no universo jovem, inclusive porque muitos desses sentimentos são sentidos pela primeira vez. E tudo isso fica ainda mais complexo no...Crítica | Uma Fada Veio Me Visitar – Xuxa Volta às Telonas em Filme Didático sobre Bullying