sexta-feira, junho 14, 2024

Diretor de ‘Quarteto Fantástico e o Surfista Prateado’ revela a origem do controverso visual do Galactus

Uma das maiores críticas à adaptação de ‘Quarteto Fantástico e o Surfista Prateado‘ foi o visual abstrato do vilão Galactus, já que os fãs espervam ver o Devorador de Mundos em sua forma física.

No filme, ele apareceu apenas como uma sombra cósmica desintegrando planetas, o que decepcionou o público.

Durante uma entrevista para o Comic Book, o diretor Tim Story foi questionado sobre o assunto e revelou a origem secreta do controverso design do Galactus.

“Você sabe, a própria Marvel Studios passou por questionamentos quando decidiu adaptar histórias de personagens espaciais, mas fizeram isso de forma bastante inteligente e bem-sucedida”, disse ele, referindo-se aos ‘Guardiões da Galáxia’.

No entanto, o cineasta disse que a equipe de ‘Quarteto Fantástico e o Surfista Prateado‘ estava com medo de mostrar Galactus em sua forma como nos quadrinhos porque não sabia se o público iria gostar de ver um homem gigante no espaço.

“Não tenho nenhum problema em deixar registrado que, na época, isso era novo [adaptar personagens do espaço para o cinema. Os responsáveis pelo visual do Galactus estavam com medo do que poderia ser porque isso nunca foi trabalhado antes. Meio que não estávamos preparados para a reação do público. Sabemos que aquele visual não é o que deveria ter sido.”

Agora só nos resta torcer para que o vilão ganhe um visual de respeito nos vindouros filmes da equipe.

De acordo com o The Hollywood Reporter, a Marvel Studios está considerando dar início as filmagens do longa em janeiro de 2024, caso a atual greve dos roteiristas não se estenda por mais de seis meses.

Isso significa que o elenco pode ser anunciado oficialmente pelos próximos meses.

O relatório diz que:

Não deixe de assistir:

“‘Quarteto Fantástico‘ representa a busca de elenco mais cobiçada desde que a Marvel contratou Tom Holland para interpretar o Homem-Aranha há oito anos. O estúdio pretende iniciar as filmagens em janeiro de 2024 em Londres. No entanto, isso pode mudar se a greve dos roteiristas se prolongar por seis meses ou mais, embora isso seja improvável segundo fontes ligadas ao sindicato.”

Por falar em elenco, o diretor Matt Shakman tocou no assunto durante uma entrevista para o Comic Book, dizendo:

“Há muito lá fora, cara”, ele conta. “Realmente há. É doido. Como eu aprendi com ‘WandaVision’, é adorável ver o nível de engajamento que os fãs têm com esse material, porque sou fã também e tenho lido ‘Quarteto Fantástico’ desde que eu era uma criança”.

Ele continuou: “eu amo esses personagens. Amo a chance de poder trazê-los ao MCU e realmente quero acertar. E sei que todo mundo está muito animado. E eu encorajo isso. Acho que é ótimo. Mas não tenho respostas para ninguém hoje sobre o elenco”.

Lembrando que o roteiro fica a encargo de Jeff Kaplan e Ian Springer.

O curioso é que nenhum dos dois roteiristas têm experiência com grandes projetos do cinema, a não ser com comédias românticas como ‘Bert and Arnie’s Guide to Friendship‘ (2013) e ‘The Last of the Great Romantics‘ (2014).

Esta será a quarta tentativa de honrar o legado da equipe, logo depois do imemorável filme de Roger Corman em 1994, a mini-franquia fracassada de Tim Story iniciada em 2005, e a versão de Josh Trank em 2015, que foi massacrada pelo público e pela crítica. 

Por enquanto, ainda não há nenhuma outra informação sobre a vindoura adaptação.

O último reboot de ‘Quarteto Fantástico‘ foi um dos maiores fiascos de críticas e público na história recente, enquanto os bastidores caóticos geraram uma das histórias mais interessantes da indústria cinematográfica (especialmente quando foi revelado que um dos atores quase chegou às vias de fato com o diretor Josh Trank).

O remake de ‘Quarteto Fantástico‘ custou US$ 120 milhões e a arrecadou apenas US$ 167 milhões mundialmente.

Mais notícias...

Siga-nos!

2,000,000FãsCurtir
370,000SeguidoresSeguir
1,500,000SeguidoresSeguir
183,000SeguidoresSeguir
158,000InscritosInscrever

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MATÉRIAS

CRÍTICAS