domingo, maio 26, 2024

‘Guerra Civil’: Wagner Moura fala sobre novo filme da A24 e o HORROR da Guerra

O ator brasileiro Wagner Moura, conhecido por seu papel em ‘Narcos’, está no elenco do novo filme da A24, ‘Guerra Civil’. Em entrevista ao The Hollywood Reporter, ele falou sobre a história e seu personagem.

Moura explica que ‘Guerra Civil’ não se trata de um conflito entre ideologias específicas, mas sim sobre os horrores da guerra em geral e as consequências devastadoras do pós-guerra em um contexto polarizado.

“Acho que é uma ótima jogada em termos de roteiro, mas também, quando penso nos filmes que vi sobre tropas americanas no Iraque ou no Afeganistão, eles não explicam a situação. Eles simplesmente estão lá, e então a ação acontece. E acho inteligente que ele não tenha uma agenda ideológica. As pessoas esperam que a guerra seja entre linhas liberais ou conservadoras, e é mais sobre guerra em geral e como o pós-guerra pode ser horrível em uma situação polarizada. Eu não acredito em dizer que um filme tem uma certa mensagem porque cada um tem sua própria interpretação, mas para mim é sobre o horror da guerra”, explicou Wagner Moura. 

Para construir seu personagem, Joel, um jornalista, Moura, que estudou jornalismo, explicou que conversou com amigos jornalistas, principalmente aqueles que cobriram zonas de guerra.

“Na verdade, estudei jornalismo na faculdade e trabalhei como jornalista no início da minha carreira. Mas eu nunca interpretei um como ator até fazer uma série chamada Iluminadas, com Elisabeth Moss. A maioria dos meus melhores amigos são jornalistas, então entrei em contato com algumas pessoas enquanto me preparava para esse papel. Mas isso era investigativo, e o jornalismo de guerra é outra coisa — as experiências que passam em zonas de guerra, é semelhante ao que acontece com os soldados. Eles voltam para casa e as coisas não fazem sentido. Para me preparar para este filme, li muitos livros sobre jornalismo de combate, e meus amigos me colocaram em contato com algumas pessoas para conversar. Eu não estava procurando entender intelectualmente o personagem tanto quanto o sentimento que ele teria em seu corpo. O que você sente como civil em uma zona de guerra? Aprendi que, na maioria das vezes, o tempo passa de maneira muito diferente”, revelou Wagner Moura. 

“Há algo de encantador nele, mas também um toque de humor. É uma pessoa muito calorosa”, disse o diretor Alex Garland sobre o ator brasileiro. “Eu queria um ator que pudesse retratar alguém com um trabalho bastante extremo, mas que também tivesse um lado emocionalmente comovente. E ele é essa pessoa”.

O longa será lançado nos cinemas nacionais no dia 18 de abril.

Na trama, uma família luta pela sobrevivência enquanto uma guerra civil assola a América.

Relembre o trailer:

Não deixe de assistir:

‘Guerra Civil’ é estrelado por Wagner Moura (‘Tropa de Elite’) e Kirsten Dunst (‘Homem-Aranha’).

O elenco também inclui Cailee Spaeny (‘Priscilla’), Stephen McKinley Henderson (‘
Um Limite Entre Nós’)
, Jesse Plemmons (‘Assassinos da Lua das Flores’)
e Nick Offerman (‘The Last of Us’).

O filme é dirigido por Alex Garland, renomado por seu trabalho em ‘Ex_Machina’.

Com 25 críticas publicadas até o momento, o longa conquistou com 88% de aprovação dos críticos no Rotten Tomatoes.

O consenso geral afirma que o longa ressalta, através de cenas perturbadoras e chocantes, uma visão tensa e violenta da incerteza de sobrevivência em uma nação em crise.

Separamos os trechos das principais críticas:

“O constante aumento na tensão e o impressionante estilo documental conseguem capturar o terror brutal e garantem uma experiência cinematográfica de tirar o fôlego.” (Bloody Disgusting)

“Uma experiência sensorial perturbadora, que destaca o caos e o terror da guerra, com cenas tão pesadas, vastas e intensas, que você consegue praticamente sentir o cheiro de pólvora no ar.” (Inverse)

“É um filme que nos faz questionar o quanto de humanidade ainda há dentro de nós, e isso se materializa em um filme provocativo, tenso e monstruoso.” (AV Club)

“‘Guerra Civil’ não aprofunda muito seus personagens ou seu próprio universo, o que nos deixa apenas com cenas limitadas, mas efetivamente tensas – como a capital em chamas, as avenidas desertas e um tiroteio visceral na Casa Branca.” (Guardian)

“Alex Garland pode ter nos entregado um dos filmes mais tensos e viscerais do ano. É um filme que iremos debater por um bom tempo.” (Collider)

“Sem texto explícito, ‘Guerra Civil’ apresenta uma visão sinistra do que poderia acontecer com a nação uma vez que as instituições se tornam sombras de si mesmas.” (The Film Stage)

“Com a performance sólida de Kristen Dunst, ‘Guerra Civil’ é um dos melhores filmes do ano.” (Screen Anarchy)

Mais notícias...

Siga-nos!

2,000,000FãsCurtir
370,000SeguidoresSeguir
1,500,000SeguidoresSeguir
183,000SeguidoresSeguir
158,000InscritosInscrever

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MATÉRIAS

CRÍTICAS