J.K. Rowling, autora da saga ‘Harry Potter’, comentou pela primeira vez a existência de estudantes gays em Hogwarts.

A escritora foi questionada por um fã no Twitter sobre a possibilidade de um “clube gay” na escola, algo nunca mencionado nos livros.

“Você acha que há um grande número de estudantes LGBT em Hogwarts? Gosto de imaginar que eles formaram uma espécie de clube gay. Acho que a escola tinha uma grande variedade de pessoas e gosto de pensar que era um lugar seguro para esses alunos”, disse o seguidor.

Rowling respondeu que “sim” e postou junto a imagem de uma bandeira gay com a legenda: “Se Harry Potter nos ensinou algo, é que ninguém deveria viver num armário”.


Veja:

jk-rowling-harry-potter-gay

Aproveite para assistir:

Em 2007, a autora já havia revelado a homossexualidade do professor Dumbledore durante o lançamento de ‘Harry Potter e as Relíquias da Morte’.

Ovacionada pela declaração, ela disse na época: “Se eu soubesse que a notícia deixaria vocês tão felizes, teria dito antes”.

Recentemente, Rowling anunciou que voltará a escrever sobre o universo mágico do bruxinho. Ela está publicando doze contos inéditos sobre os personagens do universo de Potter, um por dia, do dia 12 até 24 de Dezembro. Um dos contos será focado na história de Draco Malfoy, inimigo de Harry Potter.

Quem dúvida que um novo livro pode ser anunciado em breve?


A saga literária vendeu mais de 450 milhões de livros em mais de 200 países, e foi traduzida para 73 idiomas. A franquia Harry Potter teve 8 filmes, lançados entre 2001 e 2011, que combinados renderam mais de U$ 7,7 bilhões nas bilheterias do mundo todo.

Comentários

Não deixe de assistir:

SE INSCREVA NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE