Jon Hamm analisa o final da série 'Mad Men'

Jon Hamm analisa o final da série 'Mad Men'


ATENÇÃO para os SPOILERS!

Foi ao ar no domingo (17) nos EUA o episódio final da série ‘Mad Men’, que terminou de forma ambígua após sete temporadas. O último episódio da sétima e derradeira temporada foi assistido por 3,3 milhões de espectadores.

Na última cena, Don Draper (Jon Hamm) aparece meditando num retiro espiritual na Califórnia; de um close no seu rosto, a tela então salta para uma famosa - e real - campanha da Coca-Cola de 1971. Na trama, tal campanha publicitária teria sido criada por Draper que, além de assumir a conta da gigante empresa, também teria inspirado as cenas do comercial - hipóteses não confirmadas no episódio.

Ao jornal The New York Times, Hamm reconheceu que a conclusão da série ficou aberta à interpretações.



"Conversei sobre esse final por muito tempo e essa era a imagem que Matt [Weiner, criador da série] queria. Eu fiquei arrebatado pela poesia dela. Não sabia quais eram seus planos de levar Don para esse local contemplativo. Eu só sabia que ele tinha essa imagem final em mente."

O ator, porém, não assume a autoria de seu personagem na campanha da Coca. Ele apenas diz que Draper termina com um “momento sereno de compreensão e descobrindo quem realmente é, um publicitário”.

“O mundo não acaba quando aquele comercial da Coca termina. Ninguém sugere que Stan e Peggy viveram felizes para sempre, ou que o negócio de Joan é um sucesso absoluto, ou que Roger e Marie voltam juntos de Paris. Isso não acontece. Matt disse em certo momento, 'Quero que meus personagens sejam um pouco mais felizes do que eram no começo'. E acho que isso é bem verdadeiro”, concluiu.

Veja a campanha da Coca mostrada no final de 'Mad Men':





Inscreva-se em nosso canal e receba conteúdo exclusivo » http://goo.gl/mPcJ5c