quarta-feira, maio 29, 2024

Quentin Tarantino abre o jogo sobre o FRACASSO de ‘Grindhouse’

Em entrevista ao Variety, Quentin Tarantino (‘Kill Bill’) revelou que o fracasso de ‘À Prova de Morte‘ – que arrecadou apenas US$ 25 milhões nos EUA, em sessões duplas com o terror ‘Planeta Terror‘ – realmente abalou sua confiança como cineasta.

“Tive muita sorte em escrever histórias que se conectaram com o público, o que me permitiu praticar minha arte sem as restrições que a maioria dos cineastas enfrenta. Então, uma coisa engraçada aconteceu: eu estava recebendo muitas propostas de projetos até que os estúdios começaram a desistir, achando que eu só estava interessado nas minhas próprias histórias. Depois que ‘À Prova de Morte’ fracassou nas bilheterias, minha confiança ficou abalada, mas eu comecei a receber essas propostas novamente. Eles devem ter pensado que eu estava com o ego ferido, então o momento era perfeito. E não havia nada errado com isso, porque eles me ofereceram projetos interessantes, mas eu decidi me reinventar e fiz ‘Bastardos Inglórios’.”

Anteriormente, o cineasta havia declarado ter feito uma má avaliação sobre o interesse do público ao lançar o ambicioso projeto ‘Grindhouse‘ – sessão dupla que contou com os filmes ‘Planeta Terror‘ e ‘À Prova de Morte‘: “Em relação ao ‘Grindhouse’, eu e o Robert [Rodriguez] realmente achamos que os espectadores iriam se interessar pelo conceito de sessões duplas, mas isso não aconteceu. Não mesmo. O público não fazia a menor ideia do que estava assistindo. Não significava nada para eles.

Vale lembrar que, recentemente, Tarantino anunciou que o último filme de sua carreira será intitulado ‘The Movie Critic‘. O longa marcará sua despedida na direção de longas-metragens.

Apesar de detalhes sobre a trama não terem sido revelados, a história alegadamente será ambientada no final dos anos 70, em Los Angeles, e será focada em uma protagonista feminina.

Além de dirigir, Tarantino também será responsável pelo roteiro.

Rumores apontam que a trama vai girar em torno de Pauline Kael, uma das críticas de cinema mais influentes da história. Ela também era conhecida por brigas intensas com editores e cineastas.

No final dos anos 70, Kael trabalhou brevemente como consultora para a Paramount Pictures, uma posição que ela aceitou a pedido do ator Warren Beatty. O período parece coincidir com a ambientação da história. Além disso, Tarantino é conhecido por ter uma grande admiração pela crítica, o que torna ainda mais provável que ela seja a protagonista do filme que deve marcar sua despedida como diretor.

Apesar do projeto ainda não ter um estúdio definido, o site indica que a Sony Pictures é uma das principais possibilidades. A Sony já havia colaborado anteriormente com o cineasta em ‘Era uma Vez em… Hollywood‘, que arrecadou US$ 377 milhões mundialmente e recebeu 10 indicações ao Oscar – tendo ganhado 2 delas.

Mais notícias...

Siga-nos!

2,000,000FãsCurtir
370,000SeguidoresSeguir
1,500,000SeguidoresSeguir
183,000SeguidoresSeguir
158,000InscritosInscrever

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MATÉRIAS

CRÍTICAS