quarta-feira, abril 24, 2024

‘Sideways’, ‘Diários de Motocicleta’, ‘A Queda!’ e os Filmes Cult Muito Adorados que Completam 20 Anos em 2024!

O significado de filmes cult não possui uma definição exata. Em resumo, ele pode ser considerado o oposto dos filmes populares. Existem aqueles filmes que até mesmo os seres em Marte são capazes de conhecer.

Afinal, ao soltarmos a frase ‘De Volta para o Futuro’, o planeta inteiro associará ao clássico dos anos 80. ‘Titanic’ é a mesma coisa! ‘O Exterminador do Futuro’ é mais um exemplo. E por aí vai. Esses são os filmes populares, que mesmo que você nunca os tenha assistido, certamente já ouviu falar sobre eles.

Por outro lado, temos as produções cult. Essas são os filmes que despertam uma legião de fãs, mas não são exatamente populares. Em sua maioria são filmes mais alternativos, que despertam atenção de um grupo mais cinéfilo, de pessoas verdadeiramente apaixonadas por cinema e que buscam algo diferente do comum.

Esses filmes fora da caixinha começam a ser muito comentados nesses círculos, podendo vir a furar essa bolha e se tornar muito populares – como foi o caso com ‘Pulp Fiction’, de Quentin Tarantino, por exemplo, que começou como cult de festivais e se tornou um dos longas mais populares do cinema.

Pensando nisso, abaixo iremos apresentar 10 filmes cult muito queridos pelos cinéfilos (e alguns pelo grande público também), que estão completando aniversário de 20 anos de estreia em 2024. Confira.

Sideways – Entre Umas e Outras

Se você gostou de ‘Os Rejeitados’, filme lançado recentemente nos cinemas, que concorre ao Oscar (mesmo que você não tenha ficado preso dentro do cinema), recomendamos muito que corra atrás de ‘Sideways’, do mesmo diretor. Protagonizado pelo mesmo Paul Giamatti, ele vive Miles, um sujeito que sai com o melhor amigo para a despedida de solteiro dele em uma viagem pelas vinícolas da Califórnia. No caminho eles conhecem duas mulheres e imprevistos hilários ocorrem. A sacada do diretor Alexander Payne, no entanto, são sempre as relações humanas.

O Operário

Você já viu o “camaleão” Christian Bale interpretando heróis no cinema como Batman e John Connor de ‘O Exterminador do Futuro’. Já o vimos inclusive acima do peso para ‘Trapaça’. Porém, um ano antes de Batman, Bale surgiu como um esqueleto humano neste perturbador thriller dramático. Ele vive um operário que não consegue dormir há um ano, e começa a duvidar de sua própria sanidade mental. É uma performance digna de Oscar, mas o ator foi esnobado sem sequer uma indicação da Academia.

Não deixe de assistir:

Diários de Motocicleta

Muito querido aqui no Brasil em sua época de lançamento há 20 anos, esse longa chamou atenção em nosso país pois na direção temos nosso conterrâneo Walter Salles, de ‘Central do Brasil’. Coprodução entre EUA, Reino Unido, Alemanha, Chile, Peru, Argentina e França, o longa conta a trajetória da viagem de moto realizada pelo argentino Ernesto “Che” Guevara e seu amigo Alberto Granado, que lhe trouxe a vocação para ser médico. Gael García Bernal interpreta Che no filme, e o longa foi indicado para melhor roteiro adaptado e melhor canção – saindo vencedor do segundo.

A Queda! As Últimas Horas de Hitler

Outro filme que deu o que falar em sua época de lançamento, ‘A Queda’, como diz o título, apresenta os momentos finais do que é considerado o maior monstro da humanidade, o ditador nazista Adolf Hitler, interpretado brilhantemente pelo alemão Bruno Ganz. Essa é outra performance que merecia ter sido lembrada, mas que foi solenemente ignorada pelo Oscar. A proposta aqui é humanizar o máximo possível a figura do genocida que cometeu altos crimes de Guerra e promoveu o extermínio de uma raça inteira. O filme foi indicado na categoria de produção estrangeira.

Super Size Me – A Dieta do Palhaço

O que aconteceria se uma pessoa se alimentasse apenas comendo as refeições do McDonald’s durante um mês? Bem, não precisa ser um gênio para imaginar que isso não seria nada bom para a saúde de ninguém. E nem mesmo há 20 anos isso era muito mistério. Mas foi isso que o diretor e maluco de primeira Morgan Spurlock decidiu fazer em seu documentário ‘Super Size Me’ para provar um ponto. Deu o que falar na época. Sendo por efeito deste longa ou não, o McDonald’s adicionou produtos mais saudáveis em seu cardápio ao longo dessas duas décadas. E acredite, foi indicado ao Oscar de melhor documentário.

O Clã das Adagas Voadoras

O Tigre e o Dragão’ (2000), de Ang Lee, não apenas foi um fenômeno de bilheteria mundial, como também levou para casa 4 estatuetas do Oscar, incluindo filme estrangeiro. O filme foi lançado na esteira do boom de ‘Matrix’, que viu uma febre de artes marciais e efeitos práticos com cabos suspendendo atores em suas acrobacias tomar Hollywood de assalto, e se tornar influente até hoje. Assim, no início dos anos 2000 outras produções pegaram carona nesse sucesso. Uma das mais belas e celebradas foi ‘O Clã das Adagas Voadoras’, de Zhang Yimou, que contou com o protagonismo da jovem estrela de ‘O Tigre e o Dragão’, Zhang Ziyi, interpretando uma jovem dançarina cega no filme. O longa foi indicado ao Oscar, não na categoria de produção estrangeira, mas sim de melhor fotografia.

Mar Adentro

Por falar em filmes cult com o prestígio do Oscar que completam 20 anos em 2024, o espanhol ‘Mar Adentro’ possui a honra de ter levado para casa a estatueta de melhor produção estrangeira nos prêmios da Academia. Esse foi o filme que chamou atenção do mundo para o sempre ótimo Javier Bardem – mesmo que ele já tivesse trabalhado em outros longas cult em seu país de origem, como ‘Carne Trêmula’ de Pedro Almodóvar. Dirigido por Alejandro Amenábar (‘Os Outros’), essa é a biografia de Ramón Sampedro, que após sofrer um grave acidente e ficar paralisado do pescoço para baixo, lutou em uma campanha pelo direito de morrer, por 30 anos.

Maria Cheia de Graça

Outra produção cult muito comentada aqui no Brasil em sua época de lançamento, que tem a pompa do Oscar. O filme escreveu o nome da colombiana Catalina Sandino Moreno nos radares do cinema mundial. Na trama, ainda bem jovenzinha, aos 22 aninhos, Moreno vive Maria, uma moça pega em um dilema que pode ter consequências mortais. Grávida e desesperada por dinheiro para ajudar a família, ela se depara com o mundo das mulas que transportam drogas em seu próprio corpo nos aeroportos para outros países do mundo, ingerindo um número absurdo de cápsulas. Um filme enervante, que indicou Sandino ao Oscar.

Querido Frankie

Há 20 anos no cinema, muitos talentos eram revelados ao mundo. Antes de ficar conhecido e se tornar um astro graças a ‘300’, de Zack Snyder, o truculento Gerard Butler fazia um filme “bonitinho”, com esse romance dramático britânico, que foi exibido em Cannes. Durante toda a sua vida, Lizzy (Emily Mortimer) mentiu para seu filho, o pequeno Frankie (Jack McElhone), sobre a verdadeira identidade de seu pai. Chegando a uma certa idade de compreensão, o menino insiste em conhecer o progenitor, ao que a matriarca tem uma atitude desesperada: contrata um homem (Butler) para se passar pelo pai do garoto. Um filme muito tocante.

Hora de Voltar

Finalizando a lista com os filmes cult que completam 20 anos em 2024, essa comédia dramática marcou a estreia na direção com o pé direito de Zach Braff, então sucesso na sitcom nonsense ‘Scrubs’ (2001-2010). Braff decidiu fazer seu próprio filme independente, e fez um enorme sucesso no circuito indie de arte e em rodinhas cinéfilas, com seu teor romântico.

Sem dúvida ajudou o fato de ter tido lábia suficiente para arrebanhar uma certa Natalie Portman em papel de destaque no longa, no mesmo ano em a moça entregava sua primeira performance indicada ao Oscar em ‘Closer’. Na trama, Braff interpreta um sujeito retornando para sua cidade natal para o funeral de sua mãe, após ter ficado uma década afastado. Ele termina reencontrando antigas amizades e amores.

Mais notícias...

Siga-nos!

2,000,000FãsCurtir
370,000SeguidoresSeguir
1,500,000SeguidoresSeguir
183,000SeguidoresSeguir
158,000InscritosInscrever

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MATÉRIAS

CRÍTICAS