domingo, junho 16, 2024

‘Star Wars’: George Lucas ODEIA a nova trilogia? Relembre tudo o que ele disse sobre os filmes

As sequências de ‘Star Wars‘ lançadas entre 2015 e 2019 continuam dividindo os fãs da saga criada por George Lucas, alegando que a atual trilogia não está aos pés dos filmes originais (1977 a 1983) e das prequels (1999 a 2005).

Mas você sabe o que o próprio Lucas pensa sobre tudo isso?

Quando ‘O Despertar da Força’ foi lançado em 2015, os fãs não poderiam estar mais animados, já que o último filme em live-action havia sido lançado em 2005: ‘A Vingança dos Sith’.

O novo projeto parecia estar em boas mãos com J.J. Abrams, responsável revitalização de ‘Star Trek’ nas telonas, mas a sequência estrelada por Daisy Ridley e Adam Driver foi bastante criticada por ser essencialmente uma releitura de ‘Uma Nova Esperança‘.

A busca de Abrams em homenagear um filme que ele amava resultou em uma pobre imitação que, embora divertida, foi um péssimo começo para a trilogia sequencial.

Pelo menos foi assim que Lucas se sentiu depois de assistir ao filme.

De acordo com o SffGazette, um trecho do livro de Bob Iger, CEO da Disney, intitulado ‘The Ride of a Lifetime: Lessons Learned From 15 Years As CEO Of The Walt Disney Company‘, revela que após uma exibição:

“Lucas não escondeu sua decepção. ‘Não há nada de novo'”, disse ele.

Em cada um dos filmes da trilogia original, era importante para ele apresentar novos mundos, novas histórias, novos personagens e novas tecnologias. Neste, ele disse que:

“Não houve avanços visuais, narrativos ou técnicos suficientes.”

Não deixe de assistir:

O lendário cineasta também admitiu que ficou chateado com a decisão da Disney e da Lucasfilm de não usar os esboços da história que ele forneceu.

“Eles olharam as histórias e disseram: ‘Queremos fazer algo novo para os fãs’. Eles decidiram que não queriam usar essas histórias, eles decidiram que iriam fazer suas próprias coisas. Eles não estavam tão interessados ​​em me envolver de qualquer maneira… E então eu disse: ‘Ok, vou seguir meu caminho , e vou deixá-los seguir o seu’.”

O capítulo mais polêmico da trilogia sequencial, ‘Os Últimos Jedi‘ foi criticado pelo papel que Luke Skywalker desempenhou na trama, mas principalmente por ignorar os grandes mistérios introduzidos em ‘O Despertar da Força‘.

Por outro lado, Lucas nunca falou publicamente sobre o filme, mas uma de suas representantes, Connie Wethington, compartilhou sua avaliação de que foi “lindamente conduzido”.

No entanto, o cineasta ainda se mantém calado, então só podemos fazer suposições sobre seu ponto de vista acerca do destino de Luke.

Já ‘A Ascensão Skywalker’ é de longe a parte menos popular da nova trilogia, descrita pelos fãs como uma conclusão apressada, infantil e sem identidade, levando a um fim nada marcante para os heróis e vilões apresentados durante a jornada, que é vista ao todo como um desperdício do trio original: Luke, Han e Leia.

Apesar de responder às perguntas sobre os pais de Rey e a origem do Supremo Líder Snoke, o Imperador Palpatine foi incluído na mistura, mesmo sem indícios de que ele era o grande mal por trás da Primeira Ordem.

Lucas nunca comentou sobre o ‘Episódio IX‘ por indiferença ou porque não tem nada de bom para dizer.

O que se sabe é que ele nunca apoiou a ideia da ressurreição do Imperador no Universo Expandido, atualmente conhecido como Legends. Por isso, é pouco provável que Lucas tenha apreciado ‘A Ascensão Skywalker‘, já que o filme praticamente anula todo o significado de ‘O Retorno dos Jedi‘, incluindo o sacrifício de Anakin.

De qualquer forma, o fato de Lucas não ter comparecido à estreia do filme já deixa seu posicionamento em relação narrativa.

Lembrando que foi confirmado que a franquia irá ganhar um novo filme, escrito por Justin Britt-Gibson, que escreveu (‘The Strain’), série de terror produzida por Guillermo del Toro.

E, de acordo com o The Hollywood Reporter, a trama será ambientada após os eventos de ‘Star Wars: A Ascensão Skywalker‘, o que abre a possibilidade de vermos o retorno de Rey (Daisy Ridley), Poe Dameron (Oscar Isaac) e companhia.

No entanto, o projeto não será continuação da trilogia lançada entre 2015 e 2019, mas uma produção autônoma e que pode gerar uma trilogia independente, caso o primeiro filme faça sucesso.

Até o momento, a trama ainda está sendo desenvolvida, então não há muitos detalhes, o que significa que as gravações devem demorar para começar.

A direção ficas por conta de Sharmeen Obaid-Chinoy, que comandou o 4º episódio de ‘Ms. Marvel’.

Até lá, relembre o trailer de ‘A Ascensão Skywalker‘:

Com o retorno do Imperador Palpatine (Ian McDiarmid), todos voltam a temer seu poder. Assim, a Resistência toma a frente da batalha que ditará os rumos da galáxia. Treinando para ser uma completa Jedi, Rey (Daisy Ridley) ainda se encontra em conflito com seu passado e futuro, mas teme pelas respostas que pode conseguir a partir de sua complexa ligação com Kylo Ren (Adam Driver), que também se encontra em conflito pela Força.

Mais notícias...

Siga-nos!

2,000,000FãsCurtir
370,000SeguidoresSeguir
1,500,000SeguidoresSeguir
183,000SeguidoresSeguir
158,000InscritosInscrever

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MATÉRIAS

CRÍTICAS