walle


Wall-e

A Pixar conseguiu novamente. E desta vez, fez ainda melhor. ‘Wall-e’ não é só o melhor filme da mágica empresa até o momento, mas também uma das melhores animações já feitas.

É dificil conter a emoção após assistir o filme. Fofo, mágico, divertido, e ainda com as famosas lições de vida camufladas com uma história simples, mas muito bem desenvolvida.



Em um futuro pós-apocalíptico, os humanos destruiram a terra e não existem mais. Os protagonistas são os Wall-E, robôs desenhados para limpar o lixo deixado na superfície da Terra. Essas máquinas, no entanto, não deram conta da tarefa e começaram a pifar lentamente, até que apenas um robô restou. É ele o protagonista, Wall•E. O nome é na verdade a sigla para Waste Allocation Load Lifters – Earth (“Levantadores de Cargas Desnecessárias da Terra”). Todos os dias, ele executa sua rotina de catar o lixo que encontra pela frente a fim de cumprir a (impossível) tarefa de juntar todo o lixo que existe no planeta. A única ajuda que ele recebe é a de Spot, sua barata de estimação.

Enquanto todos reparam na animação perfeita criada pelo estúdio, esquecemos que nos longas da Pixar, o elemento principal é a personalidade de seus personagens. E que personalidade! Wall-e consegue conquistar até os machões com coração de pedra, mesmo soltando poucos e mínimos sons, seus atos e características emocionam a todos.

É interessante entender que, mesmo feito para crianças, todos os longas da Pixar consegue conquistar qualquer adulto que o assista. Ele nos leva a uma jornada em um momento de nossa vida em que não tinhamos tanta malícia e ambição, e consegue nos fazer sair da sala de cinema pensando como criança, mesmo que por poucos minutos.

Desde sua cena inicial, a abertura com a logomarca do filme, conseguimos perceber que ‘Wall-e’ foi concebido para emocionar. Além das belíssimas cenas criadas pela animação, também temos uma jornada pela história do cinema, com referências às grandes obras cinematográficas exibidas até hoje… e se você é um amante do cinema, certamente reconhecerá todas!

E o amor? Ah, o amor está lá. A pixar é a única a conseguir a proeza de nos passar emoção ao fazer dois robôs se apaixonarem… Num romance tão puro que consegue tirar o brilho de muitos astros dos romances mais pastelões.

Afirmando novamente: o conjunto total de ‘Wall-e’ o transforma na melhor animação criada pela Pixar, e em um dos mais belos filmes criados até hoje. Para o Cinepop, já é um clássico!

Nota:
Crítica por: Renato Marafon Site Oficial : —





Inscreva-se em nosso canal e receba conteúdo exclusivo » http://goo.gl/mPcJ5c