Kevin Spacey se assume gay após acusação de assédio sexual

Kevin Spacey se assume gay após acusação de assédio sexual

COMPARTILHE!

As revelações estarrecedoras sobre inúmeros casos de assédio sexual contra atrizes em Hollywood continuam tomando proporções bíblicas, à medida que novas acusações surgem diariamente.

A proporção tem revelado também uma quantidade de vítimas sem precedentes, que incluem atores mirins (a exemplo de Finn Wolfhard), e até mesmo homens adultos, como Terry Crews.

E a mais recente alegação foi feita pelo ator de ‘Star Trek: Discovery‘, Anthony Rapp. Em uma entrevista ao site Buzzfeed, ele revelou ter sido vítima de assédio sexual aos 14 anos de idade por ninguém menos que Kevin Spacey.

A revelação também veio com um pedido de desculpas do veterano, que aproveitou as circunstâncias para se assumir gay.

Durante a entrevista, Rapp contou ocorrido, que foi em uma festa no apartamento de Spacey em Manhattan. De acordo com o ator, ele teria passado a maior parte do tempo dentro de um quarto assistindo TV e as circunstâncias teriam acontecido ao final da noite.

Disse ele:

Participe do nosso GRUPO ESPECIAL do Facebook » https://goo.gl/kg8NYU

     

“Eu me lembro que pensei que já que todos tinham ido embora, eu também deveria fazer o mesmo. Mas antes disso, Spacey me pegou como um noivo pega sua esposa, já cruzando alguns limites. No entanto, eu não me desvencilhei dele no começo, porque eu estava confuso, me questionando sobre o que estaria acontecendo ali. E aí, ele se deitou sobre mim. Ele estava tentando me seduzir. Não sei se naquela época eu teria usado exatamente essa palavra, mas eu estava ciente de que era justamente o que ele estava tentando fazer”.

Na época do ocorrido, Spacey estava com 26 anos, estrelando a peça ‘Long Day’s Journey Into Night‘. Já Rapp atuava ‘Precious Sons‘, ao lado de Ed Harris.

Sobre as fortes acusações, o veterano foi ao Twitter e emitiu uma carta com um pedido de desculpas, afirmando não se lembrar dos fatos. Na ocasião, Spacey também decidiu se assumir gay.

Confira:

“Eu admiro muito Anthony Rapp como ator. Estou muito mais que horrorizado por ouvir essa história. Honestamente, eu não me recordo deste encontro, ele deve ter acontecido há 30 anos. Mas se eu me comportei conforme ele descreve, eu o devo as mais sinceras desculpas por aquilo que deve ter sido um comportamento de bêbado profundamente inapropriado e eu sinto muito pelos sentimentos descritos que ele tem carregado por todos esses anos.

Essa história também me encorajou a abordar algumas coisas sobre a minha vida. Eu sei que existem histórias sobre mim por aí e algumas delas foram alimentadas pelo fato de eu sempre ter sido muito protetor quanto a minha privacidade. Como aqueles mais próximos já sabem, em minha vida eu tive relacionamentos com homens e mulheres. Eu amei e tive relacionamento amorosos com homens ao longo da minha vida e agora eu escolhi viver como um homem gay. Eu quero lidar com isso honesta e abertamente e isso começa comigo examinando meu próprio comportamento”.

 


Ainda sobre o assédio, Rapp falou que seu empresário o aconselhou a não prestar queixa ou processar Kevin Spacey. Pontuando a importância de vir a público sobre o assunto, ele salientou:

“O que permitiu que os casos de Weinstein acontecessem foi essa essa astuciosa conspiração do silêncio. E a única maneira disso se perpetuar é se desviarmos o olhar e continuarmos esquecendo”.

[AVISO] Os comentários passam por uma aprovação e podem demorar até 24 horas para serem disponibilizados no site. Comentários com conteúdo ofensivo serão deletados, e o usuário pode ser banido. Respeita a opinião alheia e comporte-se.