“Não acobertei nada”, diz produtor de ‘Kill Bill’ sobre acidente de Uma Thurman

“Não acobertei nada”, diz produtor de ‘Kill Bill’ sobre acidente de Uma Thurman

COMPARTILHE!

Após o posicionamento do cineasta Quentin Tarantino sobre o acidente da atriz Uma Thurman, durante as filmagens de ‘Kill Bill’, foi a vez do produtor do filme, Lawrence Bender, falar sobre o assunto.

Em um comunicado oficial emitido ao site The Hollywood Reporter, Bender lamentou o ocorrido, dizendo estar profundamente arrependido com a forma como tudo aconteceu.

No entanto, ele se isenta de qualquer envolvimento no acobertamento do acidente, contrariando as revelações de Uma, que foi categórica ao afirmar que os produtores esconderam a questão por motivos maliciosos.

Em seu pronunciamento, Bender pontuou:

“Eu nunca escondi nada da Uma ou de qualquer outra pessoa. Nem sequer participei de qualquer acobertamento, independentemente de sua natureza, e jamais o faria”.



Publicidade

Entenda o caso:

Após as emblemáticas revelações da atriz Uma Thurman ao jornal The New York Times, o cineasta Quentin Tarantino concedeu uma entrevista ao site Deadline, se posicionando sobre o trágico acidente de carro sofrido pela atriz nas filmagens de ‘Kill Bill Vol. 1’.

Segundo ele, aquele fatídico momento foi um dos maiores arrependimentos de sua carreira e de toda a sua vida, embora tenha refutado que achava que o veículo estivesse realmente seguro para Uma pilotar.

Considerando isso, Tarantino revelou que chegou a testar o carro antes de Thurman, dirigindo-o pela mesma pista onde o acidente aconteceu. O objetivo era garantir que não houvessem curvas escusas ou depressões. No entanto, quando a tomada em questão foi gravada, a atriz dirigir na contramão – o que pode ter contribuído para o ocorrido.

Sobre o assunto, Tarantino afirmou:

“Foi de partir o coração. De longe um dos maiores arrependimentos da minha carreira, da minha vida inteira. Me arrependo disso por uma série de motivos. Isso afetou a mim e a Uma pelos dois ou três anos seguintes. E não é que nós não tenhamos conversado após os fatos. Mas a nossa confiança havia se rompido”.

Sobre o impacto e a repercussão do desabafo revelador da atriz, o cineasta foi clínico ao dizer que foi honesto em tudo que disse:

“Eu sinto que fui honesto aqui e vim dizer a verdade. A sensação é muito boa em poder fazer isso, verbalizar em alto e bom som, após dois dias de compreensões equivocadas. Independente do que vier depois disso, eu fiz o que tinha que fazer. Eu tenho ombros grandes e dou conta do possa vir”.

 

Confira o vídeo do instante em que o acidente acontece:

 

O acidente foi motivo de briga entre a atriz e o diretor por anos. Revoltada com o fato de não poder ver o carro ou o vídeo do acidente, Uma chegou a acusar Tarantino de tentar matá-la, o que o deixou muito chateado. Então marido da atriz, Ethan Hawke também confrontou o cineasta sobre o caso. Segundo ele, Tarantino teria pedido perdão:

“Eu fui falar muito seriamente com Quentin sobre como ele a deixou na mão, tanto como seu diretor, como seu amigo”

Ela também contou que Tarantino sabia do assédio de Weinstein e na época escolheu não fazer nada. 

“Quentin já sabia da história e desconversou da primeira vez, dizendo que ‘o Harvey estava sempre tentando ter as garotas que ele não pode ter'”

Em Cannes, Uma o lembrou de novo do ocorrido e Quentin decidiu confrontar Weinstein.

Weinstein disse que ela estava louca e que ele estava ressentido pelas acusações. Uma o confrontou pessoalmente. Ele pediu desculpas a ela.

Uma se junta a diversas outras atrizes que sofreram assédio durante sua carreira e agora se sentiram prontas para denunciar seus agressores. Os casos de assédio estão expondo diversas celebridades de Hollywood e causando mudanças no cinema.


Publicidade

Inscreva-se em nosso canal e receba conteúdo exclusivo » https://goo.gl/mPcJ5c