Conheça os maiores sets de filmagens do Cinema

Conheça os maiores sets de filmagens do Cinema

COMPARTILHE!

Em um mundo cinematográfico atual, regido pela praticidade das telas verdes (nas quais computadores criam com facilidade o que o homem não teria como), a nostalgia bate forte. A artificialidade, por outro lado, impera, ao sabermos que tais “construções” são tão irreais que de fato não parecem estar ali. A verdade é que os grandes sets (cenários cinematográficos) da história foram verdadeiramente construídos, e não deixam de ser uma obra feita pelo homem, o que garante grande realismo. Pensando em resgatar uma Hollywood (e até mesmo produções não oriundas dos EUA) do passado, resolvemos formular esta lista baseada no site Wallpaperdirect, com os maiores sets da história do cinema. Veja:

Intolerância (Intolerance: Love´s Struggle Throughtout the Ages, 1916)

intolerance-bfi-00m-gv6

Este clássico de 1916 do diretor D.W. Griffith (O Nascimento de uma Nação), tem como tema a palavra de seu título, e mostra uma jovem mulher pobre, separada do marido e bebê pelo preconceito. Intercalando, temos contos de intolerância através da história. O cenário em questão é o da Grande Muralha da Babilônia, construído Frank “Huck” Wortman e Walter L. Hall, inspirado pelas pinturas do artista do século XIX, Lawrence Alma-Tadema. A grandiosidade era tanta para a época, que todos acreditavam que o cenário seria usado para pelo menos quatro filmes, e não apenas um. O set possuía 30 metros de altura por 1.615 metros de largura, custando US$2.5 milhões, uma verdadeira fortuna.




Os Dez Mandamentos (Ten Commandments, 1923)

10 Mandamentos

A versão mais famosa e a que você deve estar pensando é a do diretor Cecil B. DeMille, de 1956, protagonizada por Charlton Heston e Yul Brynner. No entanto, o que poucos sabem é que o próprio DeMille havia filmado a mesma história algumas décadas antes, em 1923. E esta é a que vamos abordar, por ter chamado atenção na época. O cenário em questão é a cidade do Faraó , criado por Arnold Frieberg e Walter L. Hall. Custando US$1 milhão, o set possuía 39 metros de altura por 219 metros de largura.

Metrópolis (1927)

metro51

Outro clássico icônico e uma aula de direção de arte. Metrópolis, do diretor alemão Fritz Lang, mudou para sempre o cinema em sua dimensão, entregando muito do que conhecemos de ficção científica. Para ter uma ideia, esta produção inspirou em estilo filmes como Blade Runner: O Caçador de Androides e Batman (1989). O visual desta obra do expressionismo alemão, passada na sociedade distopica do futuro na fictícia cidade de Metrópolis, foi baseado no trabalho do arquiteto futurista Antonio Sant´Elia. O set Cidade de Metrópolis, criado por Eric Kettelhut, possuía mais de 5.500 metros quadrados.




Ben-Hur (1959)

benhurchariotarenamaster1280

Mil homens trabalharam na construção do grandioso cenário que reproduziu esta arena. Somente a cena em questão, da corrida de carruagens na arena, custou US$4 milhões, 1/5 do orçamento da produção dirigida por William Wyler e protagonizada por Charlton Heston – como podemos ver, o ator era o grande astro dos filmes mais caros de sua época. O set para a corrida de carruagens, criado por Horning, Hunt, Carfagno & Valentini, possuía 609 metros de comprimento por 20 metros de largura.

Cleópatra (1963)

Cleopatra

Considerado até hoje um dos maiores desastres cinematográficos de todos os tempos, num aspecto financeiro, a produção dirigida por Joseph L. Mankiewicz e estrelada pela musa Elizabeth Taylor foi tão cara e grandiosa que não se pagou. O set em questão é o fórum de Roma, duas vezes maior do que o original, por motivo de maior dramaticidade. A chuva destruiu grande parte do cenário nos estúdios Pinewood, onde Cleópatra era filmado, então o set precisou ser enviado para a Itália e reconstruído. O orçamento inflado quase faliu a Fox, no entanto, o criador John De Cuir saiu da empreitada premiado com um Oscar e um novo apelido: O Da Vinci de Hollywood. O set possuía 500 metros de altura por 339 metros de largura.

A Queda do Império Romano (Fall of the Roman Empire, 1964)

romanempire

O estúdio espanhol de Samuel Bronston (produtor da obra) foi fechado abruptamente após o fracasso comercial deste filme, que tratava do fim do império romano (como diz o título), numa obra recheada de ação e astros como Sofia Loren, Alec Guinness, Omar Sharif e Chrisopher Plummer. O fracasso da produção significou o fim da era dos épicos do produtor Bronston. O fracasso se deu devido a críticas pouco elogiosas e a falta de interesse do público por épicos históricos. Outra vez, o set que chama atenção é o do fórum de Roma, aqui criado por Veniero Colasanti e John Moore. O cenário possuía quase 400 metros de altura por 230 metros de largura.

Jogos de Guerra (Wargames, 1983)

Jogos de Guerra

O filme com um Matthew Broderick adolescente, apresenta a premissa do que aconteceria se um jovem gênio da informática acidentalmente entrasse nos computadores de defesa americanos e iniciasse a Terceira Guerra Mundial. Era o medo da Guerra Fria potencializado. O diretor John Badham não teve acesso para filmar no interior do centro de pesquisa NORAD, precisando assim criar o seu próprio através de um gigantesco set. O diretor definiria posteriormente o cenário como “o sonho do verdadeiro NORAD”. De fato, conhecedores do local afirmaram que o set de US$1 milhão era mais impressionante do que sua contraparte real, o que supostamente convenceu os oficiais a elevarem a tecnologia do verdadeiro NORAD. O set criado por Geoffrey Kirkland possuía 2.787 metros quadrados aproximadamente.

Os Goonies (1985)

Goonies

Um dos maiores clássicos de todas as épocas, a aventura, que continua a formar e a encantar várias gerações de cinéfilos, é imortal. O design dos sets do filme dos jovens aventureiros é impressionante. Nesse texto iremos abordar o maior deles. Você acertou, o navio Inferno do infame pirata Willie “Caolho”. O navio foi inteiramente construído, assim como os arredores: a cachoeira, o lago que desembocava no mar e a caverna. Além disso, existia também um polvo, numa famosa cena deletada. O navio Inferno foi mantido em segredo das crianças pelo produtor Steven Spielberg, a fim de uma reação genuína assim que todos o vissem. A artimanha do cineasta não funcionou, pois uma vez em que colocaram os olhos na construção, os jovens dispararam diversos palavrões abismados, que precisaram ser cortados. O navio foi criado por J. Michael Riva e possuía 32 metros de comprimento.

Batman (1989)

Batman

Como já citado, Batman teve como grande influência o filme Metrópolis. No entanto, Tim Burton acrescentou sua visão única, tratando de introduzir influencias góticas na arquitetura. Dezoito hangares foram utilizados nos estúdios Pinewood para a construção de Gotham City, tal design depois viria a influenciar os quadrinhos da DC Comics. O criador do Batmóvel, Anton Furst chamou tanta atenção com seu projeto automobilístico, que foi convidado pela DC para criar também a cidade. O maior set possuía 380 metros quadrados.

O Segredo do Abismo (The Abyss, 1989)

Abismo

O plano inicial do diretor James Cameron era filmar diretamente no oceano. No entanto, dois grandes tanques especialmente criados foram construídos em uma usina nuclear abandonada, para o controle mais preciso dos efeitos visuais. O tanque de sete milhões de galões era o maior tanque de água fresca do mundo. Os tanques foram criados por Leslie Dilley.

Hook – A Volta do Capitão Gancho (1991)

Hook

Steven Spielberg contratou John Napier como consultor visual após ficar impressionado com seu trabalho no espetáculo da Broadway, Cats. Os sets do navio Jolly Rogers e a praça dos piratas, no entanto, foram criados por Norman Garwood. O resultado foi tão impressionante que Tom Cruise, Michael Jackson, Prince e até mesmo a Rainha Noor da Jordânia fizeram um tour pelo set. O local possuía 2.787 metros quadrados aproximadamente.

O Último dos Moicanos (The Last of the Mohicans, 1992)

Moicanos

O set do Forte que reconstitui o Lake James State Park é dito ser o maior cenário já construído ao leste do Mississipi. O objetivo era evocar o estilo da época, até mesmo nos pequenos detalhes. Os artesãos do local confeccionaram peças para a decoração, como frascos medicinais e panelas para cozinhar. O Forte William Henry foi criado por Wolf Kroeger, e possuía 14.164 metros quadrados aproximadamente.

Waterworld – O Segredo das Águas (1995)

3185839003_791df5064d_b

A maioria dos filmes desta lista, por se tratarem de produções extremamente caras, vieram a se tornar grandes fracassos financeiros (já que um orçamento monumental dificilmente se paga), e Waterworld não é exceção. A Universal, o astro Kevin Costner e o diretor Kevin Reynolds aprenderam da pior maneira possível que filmar no mar pode ser um grande prejuízo. Entre furacões, enjoos e a falta de banheiros, o filme ultrapassou sua verba se tornando um dos maiores desastres do cinema recente. Mesmo assim, o set do atol criado por Dennis Gassner impressiona. O Local possuía 12.541 metros quadrados.

Titanic (1997)

Queda

O navio réplica da famosa embarcação foi criado em uma escala de 90%. Grande demais para qualquer estúdio, a reprodução intitulada “100 Dias de Estúdio” foi construído na costa do México. A água era bombeada direto do mar, para encher os tanques de 17 e 5 milhões de galões. O navio criado por Peter Lamont possuía 243 por 27 metros.

Gangues de Nova York (Gangs of New York)

Gangues

O próprio Martin Scorsese, diretor do filme, disse que os sets em sua produção representam uma arte perdida. Fato confirmado pelo cineasta George Lucas, que visitou os cenários. A praça Paradise Square é o trecho mais chamativo do set, criado por Dante Ferretti. O local possuía 243 por 243 metros. Ironicamente, a direção de arte é a parte mais interessante deste filme do mestre Scorsese.

Matrix Reloaded (2003)

Matrix 2

A autoestrada em uma das cenas mais memoráveis da sequência criada pelos irmãos Wachowski foi totalmente desenvolvida de forma artificial. O cenário que reconstitui as pistas da autoestrada foi confeccionado na Estação Aérea desativada da base Naval de Alameda. A decisão foi tomada porque os criadores não acharam que a longa cena surtiria efeito caso criada apenas por computadores. O tempo de filmagem para a cena foi de três meses, mais do que o tempo de filmagens da maioria de filmes inteiros. A autoestrada foi criada por Owen Patterson e possuía 2.414 metros de comprimento.

O Hobbit (2012)

Hobbit

Após o sucesso da trilogia Senhor dos Anéis, o set da cidade dos Hobbit se tornou uma atração turística, mesmo que grande parte do cenário tenha sido desmontado. Os novos sets, no entanto, foram construídos para durar. Trinta e sete buracos de Hobbits, uma ponte e seus interiores foram construídos. O cenário foi criado por Dan Hennah e possui 48.562 metros quadrados.

Siga o CinePOP no Facebook e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema!


Não esqueça de CURTIR nossa MATÉRIA ESPECIAL: