10 personagens da Pixar que merecem um filme-solo

10 personagens da Pixar que merecem um filme-solo



Fundada há mais de três décadas, a Pixar se transformou em um dos principais estúdios do mundo, responsável por clássicos da animação como Toy Story, Monstros S.A., Procurando Nemo, Wall-E, Divertida Mente e muito mais.

Ao longo dos anos, a companhia passou a investir em continuações (Os Incríveis 2, Toy Story 2, 3 e 4, e Carros 2 e 3), prelúdios (Universidade Monstros) e até spin-offs (Procurando Dory).

E é pensando nesta tendência de desenvolver mais sagas e personagens que o CinePOP preparou esta lista para vocês, com 10 personagens da Pixar que merecem um filme só deles. A ideia da lista é focar em personagens secundários que conquistaram o público. Confira!

 

DUKE CABOOM (TOY STORY 4)

Aproveite para assistir:


Keanu Reeves é o nome do momento em Hollywood. O astro tem se destacado em filmes de ação, ficção e até comédias românticas. Ele também empresta sua voz para o brinquedo Duke Caboom, uma das novidades da animação Toy Story 4. Aproveitando a fama de Keanu e o sucesso de Toy Story, a Pixar acertaria em cheio se investisse em um filme-solo do brinquedo inspirado no clássico dublê canadense dos anos 70. Cheio de estilo e confiança, Duke seria o nome perfeito para ganhar um filme só dele. Já estamos na expectativa.

 

 

GELADO (OS INCRÍVEIS/OS INCRÍVEIS 2)

Esta talvez seja a opção mais óbvia de spin-off da Pixar. Investir na saga de um super-herói carismático dublado por Samuel L. Jackson é quase certeza de sucesso. Seria muito legal ver a origem de como Lucius Best se transformou em Gelado e, quem sabem, como conheceu sua esposa. A relação entre Senhor e Senhora Incríveis é um dos destaques de Os Incríveis, mas o pouco que vemos do casal Best já foi o suficiente para querermos muito mais.

 

 

CRUSH (PROCURANDO NEMO/PROCURANDO DORY)

Procurando Nemo já ganhou um spin-off focado em Dory, mas nada impede que outro seja produzido. Inclusive, o diretor Andrew Stanton já falou que não descartaria isso. Assim sendo, podemos imaginar o quão divertido seria uma trama toda focada no simpático e cativante Crush. A tartaruga de 150 anos tem muita história pra contar. E podemos pensar em aventuras envolvendo seu fofo filho Squirt.

 

 

GERI (O JOGO DE GERI/TOY STORY 2)

Você pode estar se perguntando quem diabos é Geri? Pra quem não lembra, trata-se do simpático e solitário velhinho que joga xadrez no curta O Jogo de Geri, exibido antes de Vida de Inseto. O personagem fez tanto sucesso que voltou em Toy Story 2, como o senhor que costura o braço de Woody. Mas ainda queremos mais. Seria fascinante conhecermos mais daquele sujeito. Poderia render mais uma bela e triste história de vida, como em Up – Altas Aventuras.

 

 

EDNA MODA (OS INCRÍVEIS/OS INCRÍVEIS 2)

Talvez pareça um exagero termos dois personagens de Os Incríveis na nossa lista, mas nenhum filme da Pixar deixa tanta abertura para imaginarmos spin-offs. Isso, é claro, tem relação com o gênero de super-herói, algo bem na moda nos dias de hoje. Edna talvez seja a personagem coadjuvante mais querida de todos os longas do estúdio. Seria fascinante descobrirmos mais sobre ela, sobre sua origem, sobre seu trauma por capas, e por aí vai. Com a capacidade ímpar para criar trajes de heróis, podemos até imaginá-la criando um uniforme para ela mesma usar para combater o crime.

 

 

HORST (RATATOUILLE)

O sous chef alemão Horst é o primeiro a pedir demissão ao descobrir que Linguini seguia os comandos de um rato em Ratatouille. Enigmático e durão, o personagem deixa algumas perguntas sem resposta e seria interessante vê-lo novamente em cena. No filme, Horst fala sobre matar um homem usando apenas o polegar e sobre um passado no crime. Será só forma de intimidação? E como nasceu o interesse culinário? Outra coisa que colaboraria para expandir a história do personagem é o fato de ser dublado por Will Arnett, que se tornou uma das vozes mais famosas de Hollywood nos últimos tempos.

 

 

ROZ (MONSTROS S.A.)

Muita gente pode lembrar de Roz como a secretária burocrata da indústria de sustos de Monstros S.A.. É importante lembrar, no entanto, que o final do filme revela que ela era uma agente secreta disfarçada o tempo todo, o que torna a história da personagem ainda mais interessante e complexa. Poderíamos ter um spin-off contando o início de Roz como agente, sobre as experiências que fizeram com que se tornasse aquela monstra durona e rabugenta.

 

 

BING BONG (DIVERTIDA MENTE)

A Pixar fez todo mundo desidratar ao mostrar a cena da “morte” de Bing Bong em Divertida Mente. Uma forma de compensar toda essa tristeza seria mostrar a história de nascimento e desenvolvimento do amigo imaginário de Riley. Outra possibilidade seria fazer o personagem reencontrar Riley mais velha, sofrendo para lidar com outras emoções da menina. De uma forma de outra, é impossível imaginar alguém que não ficaria feliz em rever Bing Bong nos cinemas.

 

 

BRUXA (VALENTE)

Se tem uma personagem da Pixar que deixou muitas perguntas, esta foi a Bruxa (Julie Walters) vista em Valente. Sabemos que ela é uma espécie de vilã do filme e transforma pessoas em ursos, mas ainda há muita coisa que seria legal descobrir. Como adquiriu seus poderes? Quais são os “clientes insatisfeitos” que ela deixar ao deixar a bruxaria para trás? Por que ursos? Investir em uma história de origem da bruxa poderia funcionar muito bem e ainda poderia expandir o universo da Pixar.

 

 

CARLA VELOSO (CARROS 2)

Vai Brasil! Pode parecer bairrismo, mas seria bem legal vermos mais de Carla, a única “mulher” na disputa pelo Grand Prix Mundial em Carros 2. É bem fácil imaginar uma história para a personagem. Seja uma continuação, seja um prelúdio da última aparição. Em um esporte dominado por carros machos, seria incrível ver a luta de superação e força de vontade de Carla para conseguir destaque. Dublada por Claudia Leitte na versão brasileira, Carla não tem falas na original. Um filme só dela seria a forma perfeita de compensar a injustiça.

 

Concorda com a lista? Qual personagem da Pixar você gostaria de ver ganhando um filme solo?

 



COMENTÁRIOS