5 Grandes Rivalidades da Ficção

5 Grandes Rivalidades da Ficção


Seguindo com nosso especial, vamos aos maiores rivais da ficção. Personagens que não existem, mas que se odeiam ao nível de perderem suas vidas enfrentando a existência do outro. Confira!

Freddy Vs Jason

Essa aqui é clássica! Os jovens de Springwood se esqueceram do Assassino dos Sonhos, então Freddy está “desempregado” no Inferno. Para voltar à ativa, ele manipula Jason Vorhees, que começa a causar pesadelos na cidade com uma série de assassinatos cruéis. Já podendo fazer o que sabe de melhor, Freddy vê seu “emprego” ameaçado por Jason e decide matá-lo. Só que não é tão fácil assim. Os dois caem na briga até a morte… Ou quase.

Homem Aranha Vs Duende Verde:

O fenômeno jovem dos anos 2000 atende por Homem-Aranha. O primeiro filme saiu em uma época na qual os super-heróis ainda não brilhavam nos cinemas e foi sucesso total de crítica e público. Na trama bem-humorada, mas com abordagens adultas, Sam Raimi trouxe o Cabeça de Teia para a Nova York do início do século XXI. Enfrentando problemas que qualquer adolescente da época tinha, o jovem Peter Parker (Tobey Maguire) tinha que lidar com a morte de seu Tio Ben e com seus incríveis poderes de Aranha.

Aproveite para assistir:


O filme rendeu mais duas continuações e se solidificou como um marco no gênero de cinema de quadrinhos. Muito disso se deve à atuação consistente de Willem Dafoe como arquirrival do aracnídeo: o Duende Verde. Todos os outros malfeitores que viriam a enfrentar o Homem-Aranha tinham alguma relação com a Oscorp ou com o próprio Norman Osborn. Podemos dizer que mesmo morto, o Duende Verde foi um pé no saco do Aranha.

Alien Vs Predador:

Duas espécies extraterrestres que matam humanos por prazer se enfrentando até a morte porque podem. Na trama que une dois dos maiores monstros do cinema, cientistas descobrem uma pirâmide na Antártica e decidem investigá-la. Lá, eles descobrem a “Alien Mãe”. Do lado de fora, está uma Nave de Predadores. Papo vai, papo vem, as duas espécies alienígenas se encontram e fazem seus duelos mortais.

Começou como uma ideia jocosa, mas terminou como franquia de cinema. O ódio entre as espécies é tão grande que já foi retratado até em videogames. A única dica é: se você estiver entre um confronto de Aliens e Predadores, sente-se e aguarde a morte. Não há como escapar.

Batman Vs Coringa:

O vilão mais sorridente do mundo contra o Herói que não sorri. Dois lados de uma Obscura Gotham City e toda a semelhança de suas diferenças. É assim que a relação de interdependência de Batman e Coringa se deu nos cinemas. Um não existe sem o outro e vice-versa. Já tivemos várias versões interpretando tanto o Batman quanto o Coringa, mas uma coisa imutável é a química dos dois. Ninguém conseguiu destruir isso ainda – por mais que o Jared Leto tenha chegado muito perto disso – o respeito que esses dois rivais impõem. A versão imortalizada dessa relação é o interrogatório de O Cavaleiro das Trevas (2008), em que temos Heath Ledger, vivendo o Coringa, e Christian Bale, como o Batman, frente a frente. Em momentos nos quais ambos se testam até o limite. É um caso muito legal de se ver, tanto nos quadrinhos quanto nos cinemas.

Sith Vs Jedi:

Dois lados da Força, cada um fazendo uso de acordo com sua “ideologia”, sua “religião”. Os Sith e Jedi são rivais desde a concepção e têm essa divergência por diferentes interpretações do uso da Força. Os Sith são guiados pelo seguinte código:

Paz é uma mentira, só existe paixão.

Através da paixão, ganho força.

Através da força, ganho poder.

Através do poder, ganho a vitória.

Através da vitória, minhas correntes se rompem.

A Força me libertará.

 

Já os Jedi seguem o seguinte caminho:

Não há emoção, há paz.

Não há ignorância, há conhecimento.

Não há paixão, há serenidade.

Não há caos, há harmonia.

Não há morte, há a Força.

Ambos creem na Força, mas a enxergam de maneira distinta. Ao longo dos anos e das gerações, seus seguidores se enfrentaram tentando fazer prevalecer sua visão. É meio difícil apontar se há um lado certo, visto que ambos cometeram vários erros ao longo da história. Mas dá para se identificar com um lado, tendo como parâmetro suas crenças, ou até mesmo não participar de nenhum deles, como a saga atual dos cinemas deu a entender que Rey seguiria.

 

Quais seus rivais favoritos dos cinemas?