quinta-feira, maio 23, 2024

‘A Morte do Demônio’, ‘Desaparecida’, ‘Morte Morte Morte’, ‘Maligno’ e mais Filmes de Terror para Curtir o Halloween na HBO Max!

Outubro é o mês do halloween. A data que é sinônimo de medo e terror faz parte da história dos EUA, e durante muito tempo chegava para nós aqui no Brasil somente através dos filmes e séries. Os aficionados por cinema sempre sonharam em celebrar a data. Nos últimos anos o evento também conhecido por aqui como o dia das bruxas começou a se popularizar também no Brasil, com festas, fantasias e atividades relacionadas a esta temática macabra.

Em comum entre o halloween e o nosso dia de São Cosme e Damião está a distribuição de doces nas ruas. O halloween também lembra de certa forma o nosso carnaval, já que é uma oportunidade de todos, incluindo crianças e adultos, se fantasiarem. A diferença é que em geral tais fantasias são voltadas ao universo de filmes e séries de terror, embora não seja necessariamente uma obrigação. Além das festas, fantasias e os doces, uma excelente pedida na data é maratonar filmes e séries assustadoras, mesmo que sejam de mentirinha (ou melhor, não tão intensos assim).

Aliás, o halloween deve ser celebrado durante todo o mês de outubro, com os fãs e entusiastas da data entrando no espírito com muita antecedência. E por aqui resolvemos entrar nesse clima também, com algumas matérias de dicas para a data. Dessa vez as dicas são na HBO Max, um dos streaming que mais cresce no mundo, para recomendações de filmes de terror e suspense recentes no acervo da plataforma. Confira abaixo.

A Morte do Demônio – A Ascensão (2023)

O mais novo e elogiado capítulo da franquia ‘Evil Dead’ (‘A Morte do Demônio’) é um dos grandes chamarizes da HBO Max para este dia das bruxas. Esse é o quinto longa com a marca, e pela primeira vez tira a narrativa da floresta para um ambiente urbano, com a ação se desenrolando em um prédio na cidade que está com seus dias contados até todos os morados serem despejados. Nesse cenário decadente, uma mãe solteira cria seus dois filhos adolescentes (em um show de Alyssa Sutherland), até que no local chega a irmã dela, tia dos jovens. Tudo já não vai bem, mas piora bastante quando um certo livro é lido…

Desaparecida (2023)

Outro filme interessante e que foi elogiado por críticos e pelos espectadores que o conferiram é este ‘Desaparecida’, sequência espiritual de ‘Buscando…’ (2018). Assim como no original, um desaparecimento é o que motiva a trama. No primeiro filme tínhamos um pai desesperado atrás de sua filha, procurando online e nas redes sociais qualquer vestígio que ela possa ter deixado sobre seu paradeiro. ‘Desaparecida’ também recorre a este artifício de ser um longa inteiramente criado através de telas de dispositivos, e tudo o que vemos são as ações de uma adolescente buscando por sua mãe.

Morte, Morte, Morte (2022)

Quando a queridinha do público alternativo, a produtora A24, se propôs a fazer um filme slasher, sabíamos que não seria algo repetido e pouco original, já que o estúdio é conhecido por suas ideias fora da caixinha. E é exatamente o que temos com este filme que, entre outras coisas, critica a geração que problematiza qualquer situação de forma irresponsável, sem perceber o quão tóxico é o seu próprio comportamento passivo-agressivo. Na trama, um grupo de jovens privilegiados resolve dar uma festa em meio a um furacão. Logo surge a proposta de jogarem ‘Morte, Morte, Morte’, uma espécie de jogo de detetive. Porém, mortes de verdade começam a ocorrer.

Maligno (2021)

Não deixe de assistir:

O talentoso James Wan escreveu seu nome no panteão do terror ao ter criado franquias ainda muito rentáveis como ‘Jogos Mortais’ e ‘Invocação do Mal’. Por um tempo, ele decidiu deixar o terror de lado e se concentrar em superproduções como ‘Velozes e Furiosos 7’ e ‘Aquaman’. Sua volta ao terror foi com uma grande homenagem ao gênero Giallo em ‘Maligno’ – um filme repleto de spoilers, que quanto menos soubermos sobre ele, melhor. É ver para crer. Vale a pena mencionar que assim como grande parte das citadas produções italianas, é preciso dar um grande salto de fé em relação à descrença.

Doutor Sono (2019)

Se você perguntar para qualquer cinéfilo, nove entre dez colocariam ‘O Iluminado’ (1980), de Stanley Kubrick, entre os melhores filmes de terror de todos os tempos. Ou seja, já imaginou a continuação de um dos filmes mais queridos do cinema? Não apenas isso foi imaginado, como foi concretizado pela Warner. E tudo o que foi preciso foi a contratação de um cineasta do patamar de Mike Flanagan para a tarefa. Ah sim, e também mais um livro de Stephen King para servir de base, e atores do calibre de Ewan McGregor e Rebecca Ferguson. Assim, está pronta uma continuação à altura do clássico.

O Último Jantar (1995)

Recentemente falei aqui no CinePOP sobre esse clássico obscuro da década de 90 – na matéria que você confere no link abaixo. ‘O Último Jantar’ está mais atual hoje do que na época de seu lançamento, quando os realizadores jamais poderiam prever a ruptura de ideologias que iria dividir o mundo, como nunca anteriormente, em políticas de esquerda e direita. O filme fala justamente sobre isso, com um grupo de jovens universitário liberais, dividindo uma grande casa, precisando lidar com uma série de convidados, donos de pensamentos radicais conservadores, noite após noite nos jantares que dão. É claro que os debates chegam a níveis de insanidade plena.

Leia também: ‘O Último Jantar’ na HBO Max | Cult dos anos 90 com Cameron Diaz ressurge mais atual do que nunca!

Possessor (2020)

Nos últimos anos vimos grandes avanços tecnológicos tomar conta de nossas vidas. A mais recente novidade é a inteligência artificial, cada vez mais disposta a eliminar o trabalho humano. Já imaginou como serão as coisas daqui a dez, vinte, trinta anos? É essa a proposta do diretor Brandon Cronenberg, filho de David Cronenberg, para este filme: um futuro no qual uma tecnologia de implante cerebral capaz de “possuir” corpos alheios é uma realidade. Quem protagoniza é a indicada ao Oscar Andrea Riseborough.

Beetlejuice – Os Fantasmas se Divertem (1988)

O que seria de uma lista de indicações para o halloween sem um clássico cult incrivelmente adorado. E também sem um filme que pode ser recomendado para todos os públicos por não ser tão intenso. Apesar da temática de horror, com fantasmas e criaturas, ‘Beetlejuice’ é uma comédia, e voltou à tona com força total nos últimos anos graças a um musical dos palcos, adaptado para diversos países, como aqui no Brasil. Fora isso, o diretor Tim Burton está atualmente trabalhando em uma sequência tardia do longa original. Na trama, um casal (Gena Davis e Alec Baldwin) morre acidentalmente e vira fantasmas presos em sua própria casa. Quando novos moradores chegam ao local, eles precisam espantá-los, e para isso recorrem à ajuda (bem cara) de um espírito zombeteiro e maligno, Beetlejuice (Michael Keaton).

A Pele que Habito (2011)

Um filme de Pedro Almodóvar entre as dicas de halloween? Sim! O diretor cult espanhol está mais acostumado com seus dramas “novelescos”, porém, sempre trata de incluir certo suspense em suas obras, como mortes misteriosas, desaparecimentos e todo tipo de neurose humana. Em sua filmografia, o longa que mais ganha tintas de terror para o halloween é o extremamente enigmático ‘A Pele que Habito’, com Antonio Banderas e Elena Anaya – o qual foi muito referido na época como o filme de ‘Frankenstein’ de Almodóvar. E quando o segredo é revelado, percebemos que o longa misterioso tem muito disso mesmo. Na trama, Banderas é um brilhante cirurgião plástico que mantém uma mulher aprisionada em sua mansão.

Sob a Pele (2013)

Finalizando a lista de indicações na HBO Max, trazemos agora uma ficção científica da A24 com forte terror de bizarrice. Muito mais do que “o filme com Scarlett Johansson pelada” (como foi muito vendido na época), ‘Sob a Pele’ é uma obra extremamente visceral e sensorial, que deve ser sentida e experimentada, muito mais que compreendida. O filme aborda a questão do que é ser humano? Contida em diversas obras de gênero. Aqui, sem muitos diálogos, compreendemos que Johansson interpreta uma extraterreste em missão na Terra. Disfarçada de humana, ela começa a se afeiçoar pelos seres em nosso planeta, e pelo corpo que habita. O filme do diretor Jonathan Glazer é quase abstrato, um forte trabalho de surrealismo, que foi muito comparado às obras de Stanley Kubrick, em especial ‘2001 – Uma Odisseia no Espaço’.

Mais notícias...

Siga-nos!

2,000,000FãsCurtir
370,000SeguidoresSeguir
1,500,000SeguidoresSeguir
183,000SeguidoresSeguir
158,000InscritosInscrever

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MATÉRIAS

CRÍTICAS