‘A Vida Invisível de Eurídice Gusmão’: Filme brasileiro vence mostra Um Certo Olhar em Cannes

‘A Vida Invisível de Eurídice Gusmão’: Filme brasileiro vence mostra Um Certo Olhar em Cannes




O Brasil fez história no Festival de Cannes, ao vencer, nesta sexta-feira (24), a mostra Um Certo Olhar com o longa nacional ‘A Vida Invisível de Eurídice Gusmão‘.

A produção, dirigida por Karim Aïnouz, deu ao país seu primeiro prêmio principal da competição paralela deste que é um dos maiores e mais importantes festivais de cinema do mundo.

Confira o anúncio oficial, feito pela página do Festival de Cannes no Twitter:


“Os prêmios de Um Certo Olhar foram revelados. Descubra os filmes premiados pelo jury de Um Certo Olhar, liderado por Nadine Labaki”.

Definido pelo cineasta como um melodrama tropical, a obra traz nos papéis principais duas jovens estreantes no cinema. Tanto Carol Duarte, reconhecida por seu trabalho na TV aberta, como Julia Stockler, experiente atriz de teatro, foram escolhidas após participarem de um concorrido teste com mais de 300 candidatas. O elenco traz ainda Fernanda Montenegro, como atriz convidada, Gregorio Duvivier, Bárbara Santos, Flavio Bauraqui e Maria Manoella.

A mostra Um Certo Olhar é uma competição paralela à oficial de Cannes e tem como objetivo celebrar obras que possuam uma linguagem mais experimental. Na edição deste ano, o júri foi presidido pela atriz e diretora libanesa Nadine Labaki.

Confira o trailer, com fotos do elenco no festival:

Confira a sinopse oficial:

Rio de Janeiro, 1950. Eurídice, 18, e Guida, 20, são duas irmãs inseparáveis que moram com os pais em um lar conservador. Ambas têm um sonho: Eurídice o de se tornar uma pianista profissional e Guida de viver uma grande história de amor. Mas elas acabam sendo separadas pelo pai e forçadas a viver distantes uma da outra. Sozinhas, elas irão lutar para tomar as rédeas dos seus destinos, enquanto nunca desistem de se reencontrar.

 

 

 

 



COMENTÁRIOS