terça-feira, junho 25, 2024

Após pausa na carreira, Sandra Bullock fala sobre futuro de ‘Miss Simpatia 3’

Estamos na era das franquias, dos spin-offs e das continuações, mas os fãs da agente do FBI Gracie Hart não devem ter esperança quanto a ‘Miss Simpatia 3‘, segundo a própria atriz Sandra Bullock.

A Metro News falou com a estrela sobre as possibilidades de uma terceira parte de ‘Miss Simpatia’, e ela imediatamente descartou qualquer esperança de termos enfim uma trilogia: “Deus, não… Simplesmente, não!”.

Bullock continuou dizendo que o segundo filme nunca deveria ter acontecido dizendo: “Nem o segundo deveria ter sido feito, mas estou feliz que tenha acontecido por causa da Regina, que eu adoro. Esse deveria ter feito só um”.

Para entender por que Bullock desejaria que o filme nunca tivesse acontecido, é só ver a opinião da crítica, onde a taxa de aprovação é de 15% no Rotten Tomatoes, com muitos achando o filme desnecessário e sem graça em comparação ao primeiro, que agora é considerado um clássico do seu tempo.

A única maneira de Sandra Bullock ver sua personagem sendo revisitada é se fizessem um prequel, segundo ela: “a menos que façam uma prequel com a jovem Gracie Hart, com bigode e monocelha. Gracie em sua vida de 10, 11 anos, agia da mesma forma que Gracie quando adulta, seria fofo”.

Lembrando que a disse que fará uma pausa na carreira depois de terminar o seu filme atual, ‘Cidade Perdida‘, onde protagoniza ao lado de Channing Tatum, Daniel Radcliffe e Brad Pitt.

Mais notícias...

Wilker Medeiroshttps://www.youtube.com/imersaocultural
Wilker Medeiros, com passagem pela área de jornalismo, atuou em portais e podcasts como editor e crítico de cinema. Formou-se em cursos de Fotografia e Iluminação, Teoria, Linguagem e Crítica Cinematográfica, Forma e Estilo do Cinema. Sempre foi apaixonado pela sétima arte e é um consumidor voraz de cultura pop.

Siga-nos!

2,000,000FãsCurtir
370,000SeguidoresSeguir
1,500,000SeguidoresSeguir
183,000SeguidoresSeguir
158,000InscritosInscrever

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MATÉRIAS

CRÍTICAS