segunda-feira, julho 15, 2024

As 10 Melhores Músicas de Avril Lavigne

Avril Lavigne começou a fazer sucesso com apenas 18 anos de idade com o lançamento de ‘Let Go’, um dos álbuns mais importantes do começo do século e um dos pioneiros em abrir portas para a música pop punk feminina. Não é surpresa que, até os dias de hoje, Lavigne seja creditada como uma das musicistas mais influentes e relembradas – motivo pelo qual seu legado permanece vivo.

Dona de canções como “Complicated”“Sk8er Boi”“Alice” e tantas outras, Lavigne é apelidada de Rainha do Pop Punk e tem uma legião imensa de fãs, além de ter conquistado oito indicações ao Grammy Awards e diversos outros prêmios ao longo de sua ativa carreira.

No dia de hoje, 27 de setembro, Lavigne completa 38 anos de idade e, para celebrar seu aniversário, preparamos uma breve lista elencando suas dez melhores músicas.

Confira:

10. “THINGS I’LL NEVER SAY”

Álbum: Let Go

“Things I’ll Never Say” é uma incrível que semi-balada se apoia constantemente na transição entre violão, guitarra, piano e bateria para uma divertida aventura romântica, partindo de uma performer que quer mostrar sua perspectiva única a um mundo que passava por mudanças constantes – mergulhada numa atemporalidade invejável e saudosista.

9. “GIRLFRIEND”

Álbum: The Best Damn Thing

“Girlfriend” é uma das melhores e mais conhecidas músicas de Avril Lavigne e, claramente, não poderia ficar de fora da nossa lista. A incrível e viciante canção foi assinada juntamente a Dr. Luke e atingiu o topo das paradas de diversos países, inclusive dos Estados Unidos. Aqui, somos presenteados com uma divertida narrativa sobre uma garota que está apaixonada por um garoto cuja namorada não parece certa para ele. Para além do aclame crítico, a faixa também é considerada uma das mais influentes no cenário pop-punk.

Não deixe de assistir:

8. “WHEN YOU’RE GONE”

Álbum: The Best Damn Thing

Não há explicação no mundo que justifique a recepção mista que “When You’re Gone”. A canção, pertencente ao álbum ‘The Best Damn Thing’, configura-se como uma das ótimas baladas assinadas por Lavigne e, segundo ela mesma, “é sobre estar com alguém que você ama, e então você deve dizer adeus e pensar em todas as coisas que sente falta nele ou nela”. Sem abandonar suas raízes de ‘Let Go’, a faixa permite que Avril foque mais em seus vocais e se renda à fusão espetacular do soft-rock e do pop-rock.

7. “HOT”

Álbum: The Best Damn Thing

O álbum ‘The Best Damn Thing’, lançado em 2007, veio acompanhado de ótimas músicas – e uma delas, sem sombra de dúvida, é a icônica “Hot”, que acabou ganhando mais reconhecimento anos depois de sua estreia oficial. A semi-balada puxa elementos do pop-rock e do new wave para uma incrível e envolvente narrativa, em que Lavigne fala sobre um namorado que a deixa excitada – um mergulho indesculpável sobre sua própria imagem, que ganhava cada vez mais aspectos interessantes.

6. “COMPLICATED”

Álbum: Let Go

“Complicated”, icônico lead single do álbum, também foi a primeira canção da carreira de Lavigne e é relembrada até os dias de hoje como uma das melhores do século, com uma letra bastante relacionável sobre um interesse amoroso que ainda está descobrindo quem é – tudo pincelado com um pop-rock infeccioso e quase antêmico.

5. “GIVE YOU WHAT YOU LIKE”

Álbum: Avril Lavigne

“Give You What You Like” ajudou Avril a explorar novos lados de sua carreira e a permitiu investir em uma versatilidade que há muito não víamos em suas músicas. Lançada como quinto single de seu álbum epônimo, a canção é um irretocável mergulho no folk-pop e traz uma lírica invejável que nos aproximou mais da artista ao falar sobre casos de uma noite só como forma de lidar com a solidão e com a falta de amor. Não é surpresa que a faixa tenha sido aclamada pelos especialistas internacionais e mereça seu espaço na nossa lista.

4. “UNWANTED”

Álbum: Let Go

Pegando referências do hard-rock e do goth-rock dos anos 1990, mais especificamente de bandas como GarbageEvanescence, Lavigne gestou uma das faixas mais subestimadas de ‘Let Go’“Unwanted”. Desperdiçada como single, a track é uma joia a ser redescoberta pelos fãs da cantora e pelos apreciadores de boa música, infundida com pulsões do post-grunge e de versos como “você não me conhece, não me ignore, você não me quer lá”.

3. “SK8ER BOI”

Álbum: Let Go

“Sk8er Boi” é a representação máxima do pop-punk e do punk-rock do início dos anos 2000, com uma melodia clássica e nostálgica que foi emulada inúmeras vezes com o passar dos anos – inclusive no cenário musical brasileiro. Partindo de uma narrativa simples e, ao mesmo tempo, bastante sagaz, o enredo discorre sobre duas pessoas muito diferentes que se apaixonam (“ele era punk, ela fazia ballet”).

2. “HEAD ABOVE WATER”

Álbum: Head Above Water

Se o começo da carreira de Lavigne foi marcado por uma concepção mais adolescente do mundo, seu álbum ‘Head Above Water’ representou um grande amadurecimento artístico para a cantora e compositora – e o carro-chefe que melhor o representa é a impecável faixa titular. Aqui, Avril une o melhor da música cristã contemporânea com o pop-rock em uma inesperada e emocionante rendição que arranca lágrimas até dos mais céticos, discorrendo sobre como ela própria conseguiu superar os obstáculos e enfrentar um dos momentos mais difíceis de sua vida.

1. “I’M WITH YOU”

Álbum: Let Go

Quando pensamos em Avril Lavigne, normalmente somos arrastados para um mundo vibrante e guiado por sua própria visão de um mundo em que a rebeldia domina. Qual nossa surpresa quando, em ‘Let Go’, nos deparamos com uma belíssima e pungente balada rock intitulada “I’m with You” – facilmente uma das melhores faixas já assinadas pela cantora e compositora, bem como uma de suas melhores rendições.

Acompanhada de violoncelos (um instrumento que ganharia expressão considerável nos anos seguintes), a track fala sobre o incômodo sentimento da solidão e a necessidade do contato humano, uma reflexão surpreendentemente inteligente partindo de uma jovem de apenas 18 anos. Não é surpresa que a música tenha ganhado duas indicações ao Grammy Awards, incluindo Música do AnoMelhor Performance Pop Vocal Feminina.

Mais notícias...

Thiago Nollahttps://www.editoraviseu.com.br/a-pedra-negra-prod.html
Em contato com as artes em geral desde muito cedo, Thiago Nolla é jornalista, escritor e drag queen nas horas vagas. Trabalha com cultura pop desde 2015 e é uma enciclopédia ambulante sobre divas pop (principalmente sobre suas musas, Lady Gaga e Beyoncé). Ele também é apaixonado por vinho, literatura e jogar conversa fora.

Siga-nos!

2,000,000FãsCurtir
370,000SeguidoresSeguir
1,500,000SeguidoresSeguir
183,000SeguidoresSeguir
158,000InscritosInscrever

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MATÉRIAS

CRÍTICAS