As Maiores Bilheterias dos Anos 80

As Maiores Bilheterias dos Anos 80



Ah, os anos 1980. Uma década tão adorada que a cultura pop não consegue esquecê-la. De Stranger Things a diversas produções para o cinema, entre remakes, continuações e reboots, este período de muita galhofa marcou a vida de muita gente. E bem, mesmo os que sequer eram nascidos podem experimentar como deve ter sido viver na época através da cultura pop.

Pensando nisso, o CinePOP resolveu trazer para você quais foram os filmes mais rentáveis de toda a década. Isso mesmo, este é um ranking especial com os maiores blockbusters lançados entre 1980 e 1989. Vale lembrar que esta foi a década que consolidou o cinema entretenimento e os arrasa-quarteirões, que surgiram no final da década de 1970, com Tubarão (1975) e Star Wars (1977). Pois muito bem, sem mais delongas, vamos conhecê-las. E como sempre não esqueça de comentar.

10 | Indiana Jones e o Templo da Perdição (1984)

A trilogia Indiana Jones é um verdadeiro marco para os anos 1980. Sua importância para o cinema de entretenimento é indiscutível. E pensar que tudo nasceu de um desejo do diretor Steven Spielberg em comandar um filme da franquia 007. Seu amigo George Lucas o convenceu do contrário e o apresentou a ideia, que usava como mote as aventuras de matinês em lugares exóticos. Da trilogia original, O Templo da Perdição é o mais sombrio e violento, justamente por isso é o menos adorado pelo grande público. Mesmo assim, o segundo longa do aventureiro arqueólogo marcou US$333 milhões ao redor do mundo.

09 | Rain Man (1988)

Aqui temos a primeira grande surpresa da lista. Rain Man não é uma franquia ou sequer um filme de ação ou aventura. Pelo contrário, a obra dirigida por Barry Levinson (Bom dia, Vietnã) é uma ideia original, um filme sério e adulto. Além disso é um drama que foi indicado para 8 prêmios no Oscar e venceu 4: melhor filme, roteiro, diretor e ator para Dustin Hoffman. No filme, Tom Cruise vive um jovem ambicioso e egoísta que descobre que possui um irmão autista (Hoffman). O pai deles faleceu e deixou uma bolada para o personagem de Hoffman. Agora, Cruise precisa aprender a cuidar do irmão a fim de conseguir o dinheiro. O longa arrecadou US$354 milhões pelo mundo, se tornando uma sensação.

Aproveite para assistir:


08 | Top Gun: Ases Indomáveis (1986)

Por falar em Tom Cruise, o astro está de volta à lista. Top Gun também não é uma franquia, o que torna seu feito aqui na lista igualmente impressionante. Bem, não é até o momento, já que a continuação Top Gun: Maverick além de confirmadíssima para 2020, já ganhou até mesmo seu primeiro trailer, com Cruise de volta, é claro. Mas essa é uma sequência tardia e Top Gun se manteve esses anos todos por conta própria. Apesar de não ser uma franquia, o filme tem bastante ação e foi montado como um vídeo clipe, é o que confessava o próprio diretor Tony Scott. Na trama, que também tem muita paixão, Cruise vive um audacioso piloto da marinha americana vivendo com o trauma da morte do pai. Ele acaba se envolvendo com a instrutora interpretada por Kelly McGillis – um dos ícones femininos da época. E daí haja “Take my breath away”. O filme fez US$356 milhões no mundo.

07 | De Volta para o Futuro (1985)

Outra franquia com o envolvimento de Steven Spielberg, consagrado como Midas da indústria justamente nesta época. Se um filme que se tornava fenômeno não tivesse a direção de Spielberg, pode ter certeza que tinha ao menos sua produção. Este é o caso com a história do jovem Marty McFly, que volta no tempo com uma máquina na forma de um carro, para a década de 1950, e precisa ajudar seus pais a se apaixonarem, caso contrário será apagado da existência. Vale lembrar que por mais que De Volta para o Futuro tenha se tornado uma das trilogias mais adoradas do cinema, isso só ocorreu graças ao sucesso estrondoso do primeiro filme, uma ideia original. Dirigido por Robert Zemeckis, o longa arrecadou US$381 milhões ao redor do mundo.

06 | Indiana Jones e os Caçadores da Arca Perdida (1981)

Aqui, podemos usar o mesmo argumento do item acima. Indiana Jones é hoje uma das marcas mais valiosas da indústria, mas em 1981 esta aposta ainda era um tiro no escuro. A ideia saiu da mente de George Lucas direto para o coração dos fãs e o resto é história. O legal desta década é que foi onde surgiram algumas das franquias mais adoradas do cinema de todos os tempos. Harrison Ford, que já vinha do sucesso de Star Wars, no papel de Han Solo, por pouco não ficou com o papel do arqueólogo. O que acontece é que Lucas queria dar a chance para outro estrelar, e Tom Selleck chegou inclusive a testar o figurino. O problema é que o ator protagonizava o seriado Magnum (1980-1988), e os produtores não lhe deram folga. O primeiro Indiana Jones acumulou US$389 milhões ao redor do mundo, se tornando assim um dos primeiros blockbusters de todos os tempos.

05 | Batman (1989)

Aqui foi onde os filmes-evento adentravam nova fase. No fim da década, uma campanha de marketing massiva e nunca antes vista tomava o mundo de assalto com anúncios do herói nos cinemas, começando um ano antes de sua estreia. Para os padrões atuais não parece muito, mas levando em conta a época, podemos dizer que Batman, de Tim Burton, foi muito responsável pelo que temos hoje em matéria de colossos de bilheterias e marketing agressivo. Fora isso, é reportado que Jack Nicholson, que vive o protagonista do longa, Coringa (isso mesmo!), prevendo o sucesso que o filme faria, acertou um acordo com a Warner por uma parte da bilheteria ao invés de um salário – terminou com algo em torno de US$60 milhões.  O filme lucrou em torno de US$411 milhões ao redor do mundo.

04 | Indiana Jones e a Última Cruzada (1989)

Se teve um filme que desbancou Batman ao redor do mundo, este filme foi a terceira aventura do arqueólogo mais famoso do cinema. Mais um ponto para Spielberg e Lucas. Para constatarmos o sucesso que foram estes filmes, os três despontam entre os 10 mais lucrativos da década. Uma aventura clássica em grande estilo, que inspirou de tudo desde A Múmia (1999), com Brendan Fraser, e suas sequências até a musa dos games Lara Croft. E dentre os três, a terceira jornada do herói foi a mais rentável. Uma explicação para tamanho sucesso, além da consolidação do nome do personagem, foi a participação de Sean Connery, outro grande herói do cinema e o eterno 007, como o pai do protagonista. As picuinhas entre os atores se tornaram um grande atrativo para o público, adicionando muito humor à franquia. A Última Cruzada arrecadou US$474 milhões ao redor do mundo.

03 | O Retorno de Jedi (1983)

Indiana Jones pode ter sido um verdadeiro fenômeno nos anos 1980. Mas existe uma franquia da época que consegue superá-la no gosto do grande público. Sim, você acertou, Star Wars é praticamente maior que a vida. O segundo blockbuster do cinema, gerou igualmente uma trilogia na década de 1980. Tudo saído da mente de George Lucas, claro. Hoje, não dá para mensurar o que foi o fenômeno Star Wars (1977) em seu lançamento. As pessoas esperavam em filas que davam voltas no quarteirão. Saíam da sessão e voltavam novamente para o fim da fila. Sim, era algo sem precedentes. Afinal não existia cinema deste tipo antes. Foi revolucionário! As continuações surgiram nos anos 1980, e aqui a querida série era encerrada, com um gosto agridoce. O confronto final entre Darth Vader e Luke Skywalker rendeu US$475 milhões ao redor do mundo.

02 | O Império Contra-Ataca (1980)

Sim, ainda falamos de Star Wars. E tinha como ser diferente? Ao contrário de O Retorno de Jedi que juntava as pontas soltas para concluir a trilogia – com a promessa de ser o último episódio (pelo menos por um bom tempo) -, O Império Contra-Ataca surfava na onda do sucesso que havia sido o primeiro Star Wars. E quem seria louco de perder a continuação do filme mais amado da história até então? Para a surpresa de todos, os fãs se depararam com uma obra maior, melhor e muito mais intensa. Além de revelações bombásticas sobre paternidade (que deve ter deixado 90% com o coração saindo pela boca), aqui temos uma obra mais sombria, com um desfecho que é um tremendo bad ending. O resultado: ainda hoje é considerado o melhor episódio de toda a franquia pelos fãs. O filme arrecadou US$538 milhões ao redor do mundo.

01 | E.T. – O Extraterrestre (1982)

A disputa pelas bilheterias foi ficando cada vez mais acirrada na década de 1980. Para amigos, essa competitividade era relativamente saudável. Especialmente entre Lucas e Spielberg. Quando não estavam juntos num projeto, como Indiana Jones, um dos dois, ou os dois, estava no topo das bilheterias. Star Wars, de Lucas, é a franquia mais rentável do período. Mas um feito ainda mais impressionante foi alcançado por Spielberg. O filme mais lucrativo dos anos 1980 é dele, e a surpresa é que não se trata de uma franquia, mas sim um filme único. E.T. – O Extraterrestre até hoje segue emocionando crianças e adultos pelo mundo. Spielberg amou a história e colocou muito de suas próprias experiências sobre o divórcio de seus pais, e o que significou para ele ainda criança – através dos olhos do menino Eliott. A criaturinha que vem dos céus se tornou um fenômeno e cativou a imaginação de toda uma geração, numa incrível história de amizade. O filme arrecadou impressionantes US$792 milhões ao redor do mundo – um número de respeito mesmo para os padrões atuais.

Conheça mais alguns fenômenos de bilheteria da época:

11 | De Volta para o Futuro 2 (1989) – US$332 milhões
12 | Uma Cilada para Roger Rabbit (1988) – US$329 milhões
13 | Crocodilo Dundee (1986) – US$328 milhões
14 | Atração Fatal (1987) – US$320 milhões
15 | Um Tira da Pesada (1984) – US$316 milhões
16 | Rocky IV (1985) – US$300,5 milhões
17 | Rambo II: A Missão (1985) – US$300,4 milhões
18 | Um Tira da Pesada 2 (1987) – US$300 milhões
19 | Olha quem Está Falando (1989) – US$297 milhões
20 | Os Caça-Fantasmas (1984) – US$295 milhões
21 | Um Príncipe em Nova York (1988) – US$288 milhões
22 | Rocky III (1982) – US$270 milhões
23 | Três Solteirões e um Bebê (1987) – US$242 milhões
24 | Crocodilo Dundee 2 (1988) – US$239 milhões
25 | Sociedade dos Poetas Mortos (1989) – US$235 milhões
26 | Máquina Mortífera 2 (1989) – US$227,9 milhões
27 | Entre Dois Amores (1985) – US$227,5 milhões
28 | Querida, Encolhi as Crianças (1989) – US$222 milhões
29 | Irmãos Gêmeos (1988) – US$216 milhões
30 | Os Caça-Fantasmas 2 (1989) – US$215 milhões



COMENTÁRIOS