Conheça a A24, atual sensação de Hollywood

Conheça a A24, atual sensação de Hollywood



A produtora independente que virou sensação em festivais e premiações no cinema internacional

A A24 vem trilhando um belo caminho e ganhando prestígio na indústria hollywoodiana. Em seis anos de atividade, a produtora independente já conquistou seis estatuetas do Oscar, incluindo um de melhor filme por ‘Moonlight’ (2016). A empresa foi fundada em agosto de 2012 por Daniel Katz, David Fenkel e John Hodges, três especialistas em produção de cinema, que abandonaram seus respectivos trabalhos e se uniram para formar um supergrupo cinematográfico. A empresa de distribuição independente nasceu com intuito de trazer filmes de um ponto de vista diferenciado.

Em 2013, a A24 entrou no mercado apenas como distribuidora, pois só futuramente se tornaria uma produtora. Seu primeiro lançamento foi As Loucuras de Charlie (‘A Glimpse Inside the Mind of Charles Swan III’), em 2013, dirigido e roteirizado por Roman Coppola, obtendo uma arrecadação de apenas US$ 210 mil. Já ‘Spring Breakers’, lançado no mesmo ano e estrelado por James Franco, Vanessa Hudgens e Selena Gomez, arrecadou US$ 31.2 milhões e acabou ganhando o status de primeiro grande sucesso da empresa.

A A24 mira em filmes de baixo orçamento e possibilita aos seus criadores total liberdade criativa. Mesmo distribuindo filmes fora dos padrões hollywoodianos, no ano de 2015 a empresa lançou ‘Ex Machina – Instinto Artificial’, ‘Amy’ e ‘O Quarto de Jack’, produções que renderam os primeiros Oscars à distribuidora. O primeiro é uma ficção cientifica que conquistou a estatueta de Melhores Efeitos Visuais; Amy, longa-metragem que mostra fases da vida de Amy Winehouse, ganhou o Oscar de Melhor Documentário; e ‘O Quarto de Jack’ adaptação do livro homônimo, rendeu para Brie Larson o Oscar de Melhor Atriz.

Após se consolidar na cerimônia mais importante do cinema mundial, em 2016, a empresa começou a produzir seus próprios filmes e finalmente virou uma produtora. Seu primeiro longa-metragem foi ‘Moonlight: Sob a Luz do Luar’, dirigido e roteirizado por Barry Jenkins, que narra a jornada de Chiron (Alex Hibbert, Ashton Sanders e Trevante Rhodes) durante as fases de sua vida, e o descobrimento da sua sexualidade. O filme tornou-se a produção de menor orçamento (US$ 1.5 milhões) a vencer o Oscar de Melhor Filme.

Aproveite para assistir:


Os longas da A24 são premiados e, desde já cultuados. Suas produções do gênero de terror como ‘A Bruxa’ (2016) e ‘Hereditário’ (2018) já são considerados clássicos modernos do cinema. Na era dos blockbusters e filmes de super-heróis, a A24 se destaca por apresentar longas de pequeno orçamento que são originais, dando liberdade para novos cineastas se destacarem.

Fora os filmes já citados, o CinePOP separou quatro filmes que representam o que há de melhor na A24. Veja abaixo:

Sob a Pele

Protagonizado por Scarlett Johansson, ‘Sob a Pele’ foi lançado em 2013, quando A24 era apenas uma distribuidora. Dirigido por Jonathan Glazer, o filme é uma ficção cientifica que não pretende se explicar. Durante 1h50, o espectador é instigado pela trama onde uma sedutora mulher extermina homens que cruzam seu caminho. Com a hipnotizante presença em cena de Scarlett, ‘Sob a Pele’ é um belo espetáculo visual.

 

Projeto Flórida

No drama de Sean Baker (Tangerine), somos apresentados a Moonee (Brooklynn Prince), uma menina de seis anos, que vive em um hotel beira de estrada com sua mãe. Morando nos arredores dos parques de Orlando, mas longe dos contos de fada, a garota faz da sua realidade um próprio parque de diversões. Em uma narrativa intimista e com excelentes atuações, ‘Projeto Flórida’ tem o poder de quebrar e esquentar o coração do público.

 

Oitava Série

Oitava Série’, marca a estreia de Bo Burnham nas telonas. O jovem cineasta surpreendeu a todos, ao apresentar uma comédia com os anseios e as frustrações da adolescência. No filme indicado ao Globo de Ouro, conhecemos Kayla (Elsie Fisher), de 13 anos, que está passando pela transição do ensino fundamental para o médio.

 

Ao Cair da Noite

Em 2016, Trey Edward Shults teve seu potencial reconhecido, ao receber o prêmio de diretor revelação, por seu trabalho em ‘Krisha’ (2015). No ano seguinte, o cineasta lançou um terror pós-apocalítico. Afastando-se dos filmes do mesmo gênero, que abusam do artificio jump scares, ‘Ao Cair da Noite’ é uma excelente experiência cinematográfica sensorial.



COMENTÁRIOS