Crítica | Buscando... - Mais um suspense inteligente e inovador na lista de melhores do ano

Crítica | Buscando... - Mais um suspense inteligente e inovador na lista de melhores do ano

Nota:

O ano de 2018 tem brindado os fãs de filmes de suspense e terror com produções geniais que utilizam poucos recursos e um roteiro inteligente para serem bem sucedidas, como foi o caso dos ótimos 'Um Lugar Silencioso' e 'Hereditário'.

Quando achávamos que não seriamos surpreendidos novamente com uma produção excelente do gênero, eis que surge mais um grande candidato a melhores filmes do ano.

O trailer de 'Buscando...' (Searching) já havia sido extremamente bem recebido pelo público, mas nos dias de hoje isso não significa que o filme também será bom, então sempre ficamos com o pé atrás. Porém, fui surpreendido: o suspense é ainda melhor e mais intrigante que seu trailer.

'Buscando...' possui a mesma estrutura visual de 'Amizade Desfeita' (Unfriended, 2014) para contar sua trama. Toda a história é contada através da tela do computador, começando com uma montagem sensacional e emocionante sobre a história da família protagonista ainda nos tempos do saudoso Windows 95, até chegar nos dias de hoje no moderno macOS - o sistema operacional do MacBook.



Vemos através de vídeos e fotos como David Kim (John Cho) perdeu sua esposa para o câncer, tendo que criar sozinho sua filha Margot (Michelle La), criando um abismo na relação dos dois após a tragédia.

A ideia de utilizar a tela do computador para contar a história é muito mais bem executada que em 'Amizade Desfeita', que desagradou algumas pessoas, e podemos conferir de maneira eficiente as conversas, e-mails, chamadas de vídeo e conversas via iMessage.

A trama se complica quando Margot, de apenas 16 anos, desaparece misteriosamente. Após 37 horas do seu sumiço e sem nenhuma pista encontrada, desesperado, David resolve procurar por mais informações no computador da sua filha, seguindo o seu rastro digital.

O roteiro de 'Buscando...', escrito pelo novato Aneesh Chaganty, beira o brilhantismo. Repleto de reviravoltas, revelações chocantes e tensão, o espectador não consegue descolar o olho da tela em nenhum momento. Literalmente. Ele também assume a direção, em um trabalho bastante competente.

John Cho, antes conhecido por filmes adolescentes e pelo reboot de 'Star Trek', entrega uma atuação espetacular como um pai desesperado, com uma carga dramática que nos comove. O destaque também vai para Debra Messing, a eterna Grace de 'Will e Grace', que demonstra um grande potencial para atuações mais sérias.

'Buscando...' é um suspense excepcional, inovador e extremamente inteligente, que facilmente entra na lista dos melhores filmes de 2018. É um daqueles filmes que te deixa colado na cadeira do início ao fim, usando e abusando de reviravoltas de cair o queixo.

Obs: A Sony Pictures do Brasil traduziu para o português TODOS os textos, sites e conversas que aparecem na tela do computador, em um trabalho primordial que melhora ainda mais a experiência em assistir ao filme.

 





Inscreva-se em nosso canal e receba conteúdo exclusivo » http://goo.gl/mPcJ5c