domingo, maio 26, 2024

Crítica | Desfile de Corações – Comédia Romântica da Netflix para quem AMA Cachorros!

Você é um amante dos animais? Mais especificamente, dos cachorros? Você é desses que não pode ver um doguinho peludo e imediatamente já quer ir lá brincar com ele, tirar foto, fazer carinho, chegando até a mudar de voz e bater aquela vontade de levar a criaturinha pra casa? Bom, sabemos que muita gente é assim, mas que também há um grupo de pessoas que, embora goste de animais, prefere vê-los longe, por se sentirem com medo e inseguras. Se algum desses casos é como você se sente, então a boa pedida para seu entretenimento é a comédia românticaDesfile de Corações’, recém-lançada na plataforma da Netflix, que andou figurando no Top 10 durante vários dias.

Magda (Anna Próchniak) dá um duro danado no trabalho. Ela organiza eventos, toma conta da agenda da chefe, cuida dos fornecedores e sempre se certifica de que tudo esteja 100 % cronometrado de acordo com seu plano, uma vez que, estando no controle de tudo, nada poderá dar errado. Assim ela organiza uma grande festa para sua chefe, Zula (Monika Krzywkowska) pois, nesse dia uma promoção seria anunciada e Magda certamente ficaria com a vaga. E tudo isso realmente acontece, porém, no meio da celebração, Todd, o cachorro salsicha de Zula, escapa e acaba comendo todo o bolo de chocolate, o que o coloca rapidamente em coma e a emergência é chamada. Diante da tragédia, Zula demite Magda, que, indignada com o que aconteceu, decide dar a volta por cima conseguindo uma exclusiva: cobrir e mostrar os bastidores de um dos mais importantes desfiles de cachorro daschund da Polônia, que era algo que sua chefe sempre tentara conseguir antes.

Para quem curtiu ‘Procura-se um Amor que Goste de Cachorros’ (2005, atualmente disponível na HBO Max), a pegada de ‘Desfile de Corações’ é bem parecida – no quesito canino –, porém, no departamento romântico, deixa muito a desejar. Acontece que o roteiro de Wiktor Piatkowski, Natalia Matuszek e Marianna Pochron desenvolve todas as beiradas, menos o recheio do bolo. E aí o que acontece é que de tanto comer as bordas, quando finalmente chegamos no recheio descobrimos que ele está vazio. Ao longo das uma hora e cinquenta de duração vemos como Magda constrói muito mais confiança com o jovem Karol (Iwo Rajski) do que com o pai dele, Krzysztof (Michal Czernecki), dando a nítida sensação de estar descobrindo um desejo maternal em si mesma muito mais do que estar sentindo um impulso amoroso – ponto truncado do roteiro, pois Magda e Krzysztof não flertam, não se odeiam, simplesmente começam a trabalhar juntos como dois colegas.

Mas o filme de Filip Zylber é uma grande e bela homenagem aos cães daschund, trazendo um verdadeiro desfile dessas fofuras. Estão todos ali: os baixinhos, os troncudinhos, os bigodudos, caramelo, pretinhos, pintados, peludinhos, misturados… e o filme ainda mostra, superficialmente, as características agressiva e rebeldes dessa raça – marcas que fazem parte das personalidades dos salsichas, mas que muitas vezes não são retratadas.

Romanticamente, ‘Desfile de Corações’ é um grande tropeço, porém, tem uma atmosfera solar muito bem frequentada por cachorros salsichas em quase todas as cenas, roubando nossa atenção todas as vezes em que aparecem. Para quem adora um filme com doguitos, ‘Desfile de Corações’ é uma romcom imperdível; para quem tem medo, é uma boa dica para ver como buscar formas para superar o trauma.

Mais notícias...

Siga-nos!

2,000,000FãsCurtir
370,000SeguidoresSeguir
1,500,000SeguidoresSeguir
183,000SeguidoresSeguir
158,000InscritosInscrever

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MATÉRIAS

CRÍTICAS

Você é um amante dos animais? Mais especificamente, dos cachorros? Você é desses que não pode ver um doguinho peludo e imediatamente já quer ir lá brincar com ele, tirar foto, fazer carinho, chegando até a mudar de voz e bater aquela vontade de...Crítica | Desfile de Corações – Comédia Romântica da Netflix para quem AMA Cachorros!