Crítica | Mistério no Mediterrâneo – Tedioso Suspense Cômico com Jennifer Aniston e Adam Sandler

Crítica | Mistério no Mediterrâneo – Tedioso Suspense Cômico com Jennifer Aniston e Adam Sandler

Nota:


Em ‘Esposa de Mentirinha’, Adam Sandler pede à Jennifer Aniston que finja ser sua esposa (afinal, ela é toda lindona e ele, bom, ele é um bronco) com o intuito de fingir para a ex que ele a superou e está bem de vida. No filme de 2011, no final os dois se apaixonam e ficam juntos. A sensação é que em ‘Mistério no Mediterrâneo’ aquele final feliz perdeu o sabor, o casamento dos dois se tornou um pesadelo e, tal como na vida real, um passou a ver o defeito do outro com o passar dos anos.

  Audrey Spitz (Jennifer Aniston) é uma cabeleireira frustrada porque casou-se com um homem que prometera uma viagem à Europa na época do noivado, porém, quinze anos se passaram e o sonho nunca se realizou. Nick Spitz é um policial de Nova York que mente para esposa, alegando já ter se transformado em investigador policial, porém a verdade é que ele reprovou nas últimas três tentativas. Ela gosta de ler romances policiais, tipo ‘Cartas de um Assassinato’ (que a personagem lê no filme), e ele é do tipo que, para sustentar a mentira, mente mais ainda, e isso o leva a comprar produtos baratos e sem marca para economizar dinheiro.


Aproveite para assistir:


No aniversário de quinze anos de casamento dos dois, Audrey não aguenta mais e cobra a tal viagem para a Europa, ao que o marido responde que esse era o presente surpresa. Então, os dois embarcam no avião e fica claro que o personagem de Adam Sandler é um pé no saco, reclamando de tudo, mesquinho, um verdadeiro babaca que joga suas frustrações nos outros porque não consegue lidar com os próprios problemas. Entediada, Audrey levanta-se no meio da noite e acaba indo parar na primeira classe do voo, onde conhece o misterioso Charles Cavendish (Luke Evans, sem nenhuma dificuldade em fazer o papel de um homem charmoso), que, do nada, resolve convidar a ela e ao seu marido a lhe acompanharem numa viagem de iate por Mônaco – no maior estilo ‘Proposta Indecente’. E, como o casal principal está cheio de ressentimento um com o outro, eles acabam topando a aventura.

O que seria uma viagem dos sonhos para os dois rapidamente se transforma em um mistério, com o assassinato do bilionário Sr. Cavendish (Terence Stamp), tio do bonitão do voo. Daí em diante o filme ganha os moldes de Agatha Christie, juntando os suspeitos em salas para questionar a motivação de cada um e crimes que ocorrem em ambientes fechados.

Mistério no Mediterrâneo’, enquanto comédia, é uma bomba. Calcando-se em piadas ruins que se baseiam em provocações simultâneas, cujo objetivo é fazer rir a partir das características físicas e sociais dos personagens, o filme é carregado nas costas por Jennifer Aniston, que é a melhor coisa do longa, mas chega a dar pena vê-la neste projeto. Enquanto suspense, o longa melhora, porém oferece um thriller bem mastigadinho em evidente homenagem à fórmula Agatha Christie, mencionando seus livros ‘Um Corpo na Biblioteca’ e ‘Assassinato no Expresso Oriente’.

Com sete produtores envolvidos no projeto – incluindo o próprio Sandler e até mesmo Charlize Theron! –, ‘Mistério no Mediterrâneo’ podia ter apresentado um resultado bem melhor, dadas as locações internacionais e paradisíacas da Itália, mas nem mesmo ter duas pessoas envolvidas na direção – Kyle Newacheck e Anne Fletcher – conseguiu salvar o filme, infelizmente.

 


COMENTÁRIOS