Crítica | Táticas do Amor 2 – Continuação de RomCom Turca está ainda mais Luxuosa e Recheada de Clichês

Um bom clichê é um bom clichê. E o gênero da comédia romântica particularmente é bastante construído com base nesse tipo de elemento, que arranca sorrisos e revira os olhos da plateia. A presença em excesso ou a ausência desse elemento também faz com que determinadas produções alcancem maior recepção do público, como foi o caso de ‘Como Perder Um Homem em 10 Dias’, filme estrelado por Matthew McConaughey e Kate Hudson, que ano passado inspirou levemente a comédia romântica turca ‘Táticas do Amor’. Disponibilizada através da Netflix para os assinantes brasileiros, o sucesso foi tão grande que em menos de um ano a plataforma ofertou a sequência, ‘Táticas do Amor 2’, que estreou recentemente.

Tuna (Atakan Çelik), melhor amiga de Asli (Demet Özdemir) está de casamento marcado, o que deixa Asli estressada, pois ela não acredita em casamento e acha que a amiga está cometendo uma grande loucura, embora reconheça o amor que ela sente pelo noivo. Ao comentar isso com Kerem (Sükrü Özyildiz), seu namorado, ele compartilha que sente um grande alívio por saber que ela não quer se casar, afinal, ele não gostaria de se casar também, nem mesmo com ela. Tal declaração é suficiente para deixar Asli em parafuso, ao ponto de montar um plano mirabolante para convencer Kerem de que ela é um ótimo partido, mesmo que, no fundo, ela diga que não quer casar com ele, apenas quer fazê-lo mudar de opinião. Desconfiado com a mudança de comportamento da namorada, Kerem irá fazer de tudo para fazer com que Asli perceba que casamento é uma péssima ideia.

Assim como no filme original, o roteiro de ‘Táticas do Amor 2’ segue o molde enemies to lovers – uma tática de escrita que basicamente significa dois personagens que se odeiam, mas que no fundo vão se apaixonar ao final da história. No caso da sequência os protagonistas já estão juntos, mas o roteiro de Pelin Karamehmetoglu arranjou uma outra motivação para os protagonistas ficarem em pé de guerra em lados opostos, e, assim reavivar as aventuras da disputa que inicialmente os aproximou como casal, entregando, assim, exatamente o que o espectador quer.

Embora o molde seja o mesmo e o enredo não traga nada de novo, o que surpreende nesta continuação é a luxuosidade da produção. No primeiro já tínhamos bastante influência do mundo da moda na vida desses personagens, mas dessa vez tanto Asli quanto Kerem só vestem alta costura, até mesmo o figurino dos personagens periféricos se destaca. Os protagonistas voltam a frequentar restaurantes chiquérrimos, passeiam em iate particular e há gravações em uma ilha, com direito a cenas em avião monomotor. Ou seja, um orçamento milionário.

Mesmo repetindo o molde do anterior e com uma mensagem um pouco contraditória, ‘Táticas do Amor 2’ entrega exatamente o tipo de conforto visual que os fãs de comédia romântica água com açúcar esperam: personagens carismáticos, que se amam e se odeiam, e paisagens belíssimas, que fazem a gente sonhar. Tudo isso somado a um casal de atores com química tanto no romance quanto na comédia. ‘Táticas do Amor 2’ é um programinha relaxante, uma sobremesa para aliviar o estresse.

Mais notícias...

Siga-nos!

2,000,000FãsCurtir
370,000SeguidoresSeguir
1,500,000SeguidoresSeguir
183,000SeguidoresSeguir
158,000InscritosInscrever

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MATÉRIAS

CRÍTICAS

Um bom clichê é um bom clichê. E o gênero da comédia romântica particularmente é bastante construído com base nesse tipo de elemento, que arranca sorrisos e revira os olhos da plateia. A presença em excesso ou a ausência desse elemento também faz com...Crítica | Táticas do Amor 2 – Continuação de RomCom Turca está ainda mais Luxuosa e Recheada de Clichês