Crítica | Verdade ou Desafio? - A Blumhouse também erra...

Crítica | Verdade ou Desafio? - A Blumhouse também erra...

Nota:

A Blumhouse tem acertado em cheio em suas produções de terror de baixo orçamento, sempre inovadoras e competentes.

Após o sucesso do primeiro 'Atividade Paranormal', em 2007, eles criaram um currículo invejável com filmes como 'Corra!' (2017), 'Fragmentado' (2017), 'A Morte te dá Parabéns' (2017), 'Uma Noite de Crime' (2013), entre outros.

Como nem tudo são flores em Hollywood, às vezes é normal um estúdio bem sucedido cometer um deslize ou outro. Neste caso, o deslise se chama 'Verdade ou Desafio?' (Truth Or Dare).



Com uma premissa interessante e um elenco de jovens astros de Hollywood, 'Verdade ou Desafio?' tinha potencial para se tornar um novo sucesso da Blumhouse - mas o roteiro repleto de clichês e equívocos entrega um filme Trash B que não diverte, nem assusta.

O suspense começa bem, apresentando o grupo de amigos em uma viagem para o México, mas se perde com personagens rasos e atuações abaixo da média. Se o filme não se levasse tão a sério, talvez a experiência poderia ao menos ser divertida. Mas não é.

Lucy Hale, de 'Pretty Little Liars', vive a protagonista que é apaixonada pelo namorado (Tyler Posey) da melhor amiga (Violet Beane). Esse é o motim para ela aceitar jogar Verdade ou Desafio com um desconhecido em um mausoléu abandonado e levar o grupo de amigos para o rolê errado. É claro que o jogo traz algo maligno para matar os personagens um ao um, no melhor estilo 'Premonição'.

Com algumas mortes bastante interessantes, como a da mesa de sinuca, o filme peca nos diálogos vergonha alheia enquanto os jovens tentam se safar da maldição. Existem alguns dilemas morais interessantes nas ações da protagonista, mas eles nunca são aprofundados.

O estiloso diretor Jeff Wadlow, de 'Kick-Ass 2', entrega uma direção competente - sempre prejudicada pelo roteiro risível.

Para os fãs de filmes de terror, 'Verdade ou Desafio?' é um prazer culposo - aquele filme ruim que entretém mas logo é esquecido. Ele é o '7 Desejos' (Wish Upon) desse ano. Porém, por ser um filme do selo Blumhouse, deixa muito a desejar.

Com um final apoético, o filme deixa aquela sensação de que seria muito mais assustador brincar de Verdade ou Desafio com aqueles amigos fofoqueiros do que assistir à essa produção...





Inscreva-se em nosso canal e receba conteúdo exclusivo » http://goo.gl/mPcJ5c