Em tempos modernos é difícil conquistar o espectador com algo que seja simples demais. As pessoas buscam histórias mirabolantes, com muitos efeitos especiais, um tema profundo que gere reflexão e, de quebra, um grande elenco no protagonismo ou na dublagem. Aí, vem a pergunta: o que fazemos com as histórias simples, como ‘Shaun, o Carneiro, o Filme: A Fazenda Contra-ataca’, indicação da Netflix à categoria de Melhor Animação do Oscar 2021?

Shaun (Justin Fletcher) é um carneiro inquieto que vive numa fazenda no interior. Ele não quer só ficar pastando o dia inteiro, quer se divertir! Por isso, lidera o grupo de carneiros da fazenda em diversas brincadeiras e atividades, porém, o cachorro Bitzer (John Sparkes) gerencia o local e não permite que os animais façam estripulias na fazenda. Porém, tudo muda quando o etzinho Lu-La (Amalia Vitale) chega ao local, e Shaun entende que precisa ajudá-lo a voltar para sua nave, para voltar para casa. Só que o fazendeiro tem outros planos para o et, afinal, a chegada dessa criaturinha tem atraído muitos turistas para a região, o que também chama a atenção dos agentes da segurança nacional.



Shaun, o Carneiro, o Filme: A Fazenda Contra-ataca’ tem diversos pontos legais, que trazem um diferencial para a categoria de animação. Pra início de conversa, é uma animação feita em massinha – todos os personagens e acessórios do filme são feitos em massinha, em modelos de bonecos que vão sendo moldados nas cenas. Aí entra a gravação em stop-motion: esses bonecos vão sendo modificados milímetro a milímetro e a evolução desses movimentos vai sendo gravada que, quando passada, gera a ação desses personagens. Essa é uma técnica difícil e que tem que ter muita paciência para realizar – técnica essa em franco declínio na indústria cinematográfica, mas que ainda é levada com amor por produtoras como a Aardman, responsável por sucessos como ‘A Fuga das Galinhas’ e ‘Wallace & Gromit’, ambos indicados ao Oscar no ano de seus lançamento, sendo que o último levou a estatueta para casa.

Outra coisa muito legal em ‘Shaun, o Carneiro, o Filme: A Fazenda Contra-ataca’ é que o filme é voltado para os pequenos, e, por isso, o longa não tem falas. É isso mesmo. Uma hora e meia de bonequinhos fofinhos sem falar propriamente, eles emitem sons e balbuciam coisas que nos levam a compreender o que eles querem dizer independente da língua que nós mesmos falamos, o que sinaliza a proposta universal do filme. O que pode parecer algo negativo na verdade é o forte do filme: sem falas, as comunicações se voltam para fazer seu papel principal, que é o de fazer entender.



Shaun, o Carneiro, o Filme: A Fazenda Contra-ataca’ é um filme simples e inocente, que dificilmente levará a estatueta dourada por estar concorrendo com grandes produções com enorme investimento financeiro. Disponível na Netflix, é a derivação da série estrelada por Shaun na fazenda, que ainda conta com uma aventura com llamas e outras estripulias. É uma dica preciosa e educativa para os pimpolhos se entreterem em casa nesse final de semana.

Comentários

Não deixe de assistir:

🚨 INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE 🚨http://bit.ly/CinePOP_Inscreva