Disney ainda planeja novos filmes de ‘Indiana Jones’



Durante entrevista à Variety sobre os próximos passos da Disney, o CEO Bob Iger revelou que o estúdio ainda tem interesse em produzir novos longas de Indiana Jones.

O executivo deu a entender que a Disney pretende se dedicar primeiro ao relançamento de ’Star Wars’ e seus filmes derivados para então depois retomar a saga do famoso arqueólogo.

“Nós adoraríamos fazer outro ‘Indiana Jones’, mas estamos indo com calma agora. Vamos lançar ‘Star Wars’ primeiro”, declarou.

Índicios sobre o quinto ‘Indiana Jonessurgiram em outubro, quando o diretor de fotografia Janusz Kaminski afirmou também à Variety que ‘Indiana Jones 5‘ seria seu próximo trabalho no cinema. Ele já havia trabalhado no quarto filme da série, ‘Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal‘ (2008).

Por enquanto, Kaminski é o único nome confirmado no próximo ‘Indiana Jones‘ e não há informações sobre o retorno de nenhum outro integrante dos filmes anteriores.

Em março deste ano, surgiu um boato que a Disney estava planejando renovar a franquia Indiana Jones, colocando um ator mais jovem no papel iconizado por Harrison Ford. Não seria um reinício da franquia, apenas uma revitalização, a mesma coisa que a MGM faz com a franquia ‘007‘: o mesmo personagem, com um ator mais jovem.

Aproveite para assistir:


Pouco depois, o chairman dos estúdios Disney, Alan Horn, declarou que não haverá nenhum longa novo com o herói arqueólogo por pelo menos dois ou três anos. Segundo o executivo, a razão é simples: “Nós não temos uma história. Nós precisamos de uma história.”

A Disney agora detém os direitos de marketing e distribuição de quaisquer filmes futuros do personagem, enquanto a Paramount continua com os direitos de distribuição sobre os quatro longas originais, e ainda ganhará uma parcela não revelada dos lucros das próximas produções.

Há muito tempo se discute a produção de um quinto Indiana Jones. No entanto, desde 2008 não houve avanços.

Os quatro filmes renderam quase US$ 2 bilhões nas bilheterias mundiais.



COMENTÁRIOS