EXCLUSIVO! ‘Bate Coração’: Glauber Filho fala sobre a importância sócio cultural do filme

EXCLUSIVO! ‘Bate Coração’: Glauber Filho fala sobre a importância sócio cultural do filme



A nova produção do diretor Glauber Filho, intitulada Bate Coração, usa a comédia dramática como o instrumento fundamental para abordar temáticas mais sérias, como a misoginia, a homofobia e a doação de órgãos.

E para o cineasta, o longa possui lições valiosas que podem ajudar a audiência a rever os seus conceitos, além de promover diálogos importantes a respeito de temáticas que impactam a dinâmica social.

Em uma entrevista à jornalista Rafa Gomes, do CinePOP, Glauber comentou sobre o que Bate Coração tem a oferecer ao público brasileiro:

“O filme é baseado em duas peças: Coração Safado e Um Espírito Baixou em Mim. E é uma produção da Estação da Luz, que faz a produção com um viés espírita. Quando eu recebi esse material para construir o roteiro, eu vi que a gente tinha a possibilidade de falar de várias coisas ao mesmo tempo. E a ideia de fazer no formato do humor, era tratar as temáticas de maneira diferente, chamar a atenção para esses temas de forma distinta. E eu acho que é um filme necessário num momento como hoje. Precisamos falar das questões que envolvem a comunidade LGBTQ+, a espiritualidade e também o preconceito. A gente precisa entender que uma sociedade se faz da diversidade, de uma liberdade sadia e aqui eu uso o coração como uma metáfora. A gente precisa, pelo menos, discutir questões que fazem parte da sociedade, não de forma bélica, mas de maneira tolerante. E entender que a evolução humana e espiritual se dão pela lógica da não punição, pela lógica da doação e do perdão, e é assim que a gente consegue evoluir. Então, se o filme conseguir trazer esses pensamentos, fazer algumas pessoas reverem seus preconceitos e compreenderem as identidades e os universos de cada cada um, eu acho que ele cumprirá bem o seu papel”.

Bate Coração ainda traz uma travesti (vivida por Aramis Trindade) como a grande protagonista. Na trama, Isadora Sunshine é uma mulher que rompeu os preconceitos e conseguiu se consolidar apesar de todas as adversidades. Para Glauber Filho, trazer o foco da trama para essa história de superação pode abrir as portas para que mais filmes nacionais com temática LGBTQ+ sejam produzidos:

“Eu acho extremamente necessário, até porque o cinema brasileiro está trazendo muitas temáticas relacionadas à questão da sexualidade, além de outros temas. Eu acho que a arte é importante em todos os momentos da história brasileira e da história do mundo e eu acho que em alguns momentos históricos temas se repetem. Então eu creio que Bate Coraçãovem pra contribuir para isso, além de nos ajudar a compreender que é possível trabalharmos com a comédia em outros gêneros a fim de tratar de temas tão fundamentais”.

Aproveite para assistir:


Confira a sinopse do filme:

Na noite de Ano Novo, o publicitário conquistador Sandro (André Bankoff) sofre um ataque cardíaco e precisa fazer um transplante de urgência. Ele acaba recebendo o coração de Isadora (Aramis Trindade), travesti dona de um salão de beleza que ​havia morrido poucos momentos antes, vítima de um atropelamento. Após o transplante, Isadora, em espírito, passa a seguir os passos do publicitário. Enquanto isso, Sandro começa a perceber mudanças de comportamento e passa a enxergar o mundo de uma maneira diferente.

Assista ao trailer:

O longa é estrelado por Aramis Trindade e André Bankoff e está em exibição nos cinemas.



COMENTÁRIOS