[EXCLUSIVO] ‘Canta pra Subir’: Visitamos o Set da comédia nacional com Cacau Protásio

[EXCLUSIVO] ‘Canta pra Subir’: Visitamos o Set da comédia nacional com Cacau Protásio


Nos tempos polarizados de hoje, onde para tudo parece haver apenas dois lados, conceitos de integração surgem cada vez mais necessários. O respeito, a aceitação e a união são mensagens atemporais, mas que se mostram dia a dia ainda precisando ser enfatizadas. Este é o tema da comédia nacional Canta pra Subir, a qual o CinePOP foi convidado a acompanhar um dia de filmagem no bairro das Laranjeiras, no Rio de Janeiro. O longa tem previsão de estreia para o segundo semestre de 2019.

Canta pra Subir fala sobre o casamento de dois jovens, vindos de religiões bem diferentes, e a colisão de ideologias de suas famílias. Lucas (Bruno Suzano) é um rapaz nascido em uma família umbandista. Bebel (Samya Pascotto), uma bela jovem parte da tradição judaica. O casal só queria uma cerimônia normal, mas seus pais insistem que suas religiões prevaleçam no casório.

Estivemos presente no set e acompanhamos um dia de filmagem da comédia, no qual conversamos com a diretora Caroline Fioratti (Meus 15 Anos), os atores Samya Pascotto e Bruno Suzano, e a protagonista Cacau Protásio – grande nome do elenco na pele da Mãe de Santo Regina, matriarca da família do rapaz. Entrevistas que você verá em breve aqui no CinePOP.

“O interessante é que nós mesmos, a equipe, somos de religiões diferentes e variadas. Eu sou Umbandista. O conceito é a aproximação e usar a comédia para rir de nossas diferenças.”, disse a diretora. Discurso parecido ao da atriz Samya Pascotto, advinda da religião Evangélica. Ambas falaram de certo receio em relação a uma possível polêmica envolvendo a temática do longa, nestes tempos onde tudo parece ser afronta e ofensa. O objetivo, no entanto, está bem distante disso. E no set, todos estavam seguros do caminho que trilham.



Numa mansão do bairro da zona sul do Rio de Janeiro, as famílias estavam reunidas para uma cena de almoço. A Mãe Regina, de Cacau Protásio, caracterizada propriamente com suas vestimentas brancas típicas da religião durante a cena. O clima descontraído de amizade entre atores, equipe e diretora, faz as horas passarem mais rápido. A cena contou ainda com Ary França, que vive Samuel, o pai da menina.

Visitas ilustres da natureza passam despercebidas pela equipe concentrada e muito atarefada. Uma numerosa família de micos saguis emerge da mata que cerca a casa, durante minha entrevista com Samya, assustando a atriz – e rendendo um ótimo “erro de gravação”. Os animais chegam sem cerimônia, como se quisessem enfatizar ainda mais o tema do filme, adentrando o recinto como uma terceira família diferente na dinâmica.

Interpretando o equivalente de Romeu nesta história, o jovem Bruno Suzano nos contou um pouco sobre como está sendo sua estreia na frente das câmeras, da forma inesperada que conseguiu o papel e da experiência em geral de se trabalhar com os colegas. “Me sinto honrado de estar aqui. Sei de minhas responsabilidades, mas não sinto o peso de ser o protagonista desta história. Todos me deixaram muito à vontade e não estou me sentindo nervoso pela estreia. Sinto mais o peso de estar em contato com este elenco e esta equipe”, disse o ator.

Canta pra Subir é produzido pela Migdal Filmes, empresa por trás dos sucessos como a franquia Minha Mãe é uma Peça (2013 e 2016), Casa Grande (2014) e Nosso Lar (2010). A distribuição é da Paris Filmes.

Veja fotos dos bastidores abaixo. Fique ligado no CinePOP para novidades.

 





Inscreva-se em nosso canal e receba conteúdo exclusivo » http://goo.gl/mPcJ5c