Gostou de ‘Hereditário’? Então conheça outros 13 premiados filmes de terror!

Gostou de ‘Hereditário’? Então conheça outros 13 premiados filmes de terror!


Provavelmente você já ouviu falar, viu um cartaz ou um trailer de Hereditário, filme de terror sensação desse ano, eleito por críticos estrangeiros como O Exorcista dessa geração”.

Então, o terror dirigido pelo novato Ari Aster, com Toni Collette, Gabriel Byrne, Alex Wolff e Milly Shapiro no elenco, já está em cartaz no Brasil e está arrancando arrepios dos corajosos que estão indo aos cinemas.

O filme se encaixa perfeitamente no controverso movimento de terror moderno denominado popularmente como “pós-horror, que vem trazendo uma nova roupagem ao gênero e colocando alguns filmes em destaque nas principais premiações do cinema, como foi o caso de Corra!’, que foi indicado ao Oscar de Melhor Filme esse ano.



E se você, assim como nós do CinePOP, ama filmes de terror mais inteligentes, com uma proposta um pouco mais reflexiva e que deixa de lado os famosos jump scares, confira nossa SUPER lista de 13 filmes premiados que precisam ser assistidos imediatamente.

A Bruxa (The Witch)

Para inicio de conversa, A Bruxa é um dos filmes mais angustiantes dessa lista, possui a mesma proposta de Hereditário: Causar a sensação de estar assistindo algo amaldiçoado. O terror se tornou sensação mundial e traz uma performance fantástica da protagonista vivida pela Anya Taylor-Joy. E se tudo isso ainda não te convenceu, que tal um bode macabro que parece realmente estar incorporado pelo capiroto causando pavor em muitas cenas assustadoras do filme?

Ao Cair da Noite (It Comes At Night)

Este é um pouco mais “complexo” que A Bruxa, porém, igualmente angustiante. O longa sabe perfeitamente manipular nossas emoções e aflições do início ao fim, nos prendendo em um suspense induzido por nossa curiosidade de saber o que diabos está vindo durante a noite que tanto deve ser temido. Joel Edgerton vive o desconfiado protagonista que faz o possível para deixar sua família afastada do mal que assombra a misteriosa floresta.

Sombras da Vida (A Ghost Story)

Este será um daqueles filmes que você vai precisar tomar um longo e reflexivo banho após assistir, para compreender toda a complexidade da trama. Um filme lindo, muito bem dirigido por David Lowery e que propõe uma avalanche de sentimentos, desde angustia e tristeza, até medo e pavor, passando por uma gostosa felicidade. O elenco é pequeno e eficaz: Casey Affleck e Rooney Mara vivem um casal em crise em uma casa mal-assombrada. Seu maior foco é mostrar a dor do luto e a eternidade de um sentimento. Imperdível!!!

O Convite (The Invitation)

Disponível na Netflix, O Convite não é tão popular quanto os primeiros da lista, mas é um daqueles filmes que piscou-perdeu. Cheio de detalhes, a trama acompanha um casal que sofreu uma trágica perda de um filho e, algum tempo depois, o protagonista (vivido por Logan Marshall-Green) vai a um jantar de sua ex-mulher, quando logo percebe que alguma coisa sinistra está para acontecer. As atuações são ótimas, o roteiro sabe o momento certo de entregar as pistas que vão nos ajudar a resolver o mistério daquela noite estranha e, além disso, o final é de dar arrepios nos pelinhos do braço.

Corrente do Mal (It Follows)

Outro que se tornou sensação nos Festivais por onde passou. Dirigido por David Robert Mitchell e apontado como um dos melhores filmes da década, Corrente do Mal conta a história de uma jovem que é perseguida por uma entidade sobrenatural transmitida sexualmente. E se essa trama sensacional não te convencer de assistir, que tal uma trilha sonora excelente, inspirada em clássicos dos anos 1970 e 1980, somada a cenas angustiantes de suspense que causam um enorme desconforto e medo? Este sabe dosar na medida certa.

As Boas Maneiras

O suspense nacional dirigido pela dupla Juliana Rojas e Marco Dutra é tudo que o cinema brasileiro estava precisando para aderir de vez a essa nova fase dos filmes de terror. O elenco fantástico conta com a talentosa Marjorie Estiano e a revelação Isabél Zuaa, além de apresentar uma fábula assustadora, que nos remete à filmes do Tim Burton e até mesmo ao clássico O Bebê de Rosemary. E para completar, os efeitos especiais são impecáveis. Super dica para deixar de mimimi e parar de dizer que o Brasil não faz filmes de terror com qualidade.

Os Olhos de Minha Mãe (The Eyes of My Mother)

Inteiramente rodado em preto e branco, esse terror com ares de cult é brilhante e assustador ao mesmo tempo. Dirigido por Nicolas Pesce, narra a história da jovem Francisca (Olivia Bond), que testemunha um assassinato selvagem e vê seu mundo virando de cabeça para baixo quando é consumida pelo seu profundo e sombrio desejo de vingança. Ao final do filme, algumas imagens irão permanecer com você por um bom tempo.

O Sacrifício do Cervo Sagrado (The Killing of a Sacred Deer)

Há algo mais terrivelmente macabro do que um adolescente estranho causando pavor à uma família a troco de “nada”? Ainda mais se essa família for composta por Colin Farrell e Nicole Kidman em uma de suas melhores atuações da carreira? Então esse filme é para você, que gosta de se aprofundar em mistérios. Mesmo com esse elenco de peso, o jovem Barry Keoghan rouba a cena e nos deixa com raiva e ao mesmo tempo com medo, pensando até onde suas ações pode levar a trama... Sem contar aquele final. Tão chocante que vai ser difícil esquecer. Esse vai deixar aquele gosto amargo de tão perturbador.

O Ritual (The Ritual)

Sucesso estrangeiro da Netflix, esse ainda não chegou ao Brasil, o que deve acontecer ainda esse ano (oremos!) afinal, é um terror imperdível. A trama brinca com o conceito de “terror de cabana” e propõe uma subversão perfeita ao gênero. Causa medo, pânico e bebe na fonte de A Bruxa de Blair’ para apresentar um terceiro ato macabro e original. E não se engane, O Ritual é muito mais do que os trailers mostram. Quero ver você passear em uma floresta depois de ver esse filme!

Personal Shopper

Até mesmo a popular Kristen Stewart se rendeu ao terror prestigiado e embarcou nessa jornada interessante que é Personal Shopper. De todos da lista, esse talvez seja o menos assustador, porém não se engane, o clima tenso e as pequenas aparições fantasmagóricas vão construindo uma sensação estranha em nós.

Na trama, Maureen é uma jovem americana que mora em Paris e trabalha como "personal shopper" para uma celebridade local. Ela também tem uma capacidade especial para se comunicar com o mundo dos mortos. E é aí que você vai precisar deixar a luz do banheiro acesa durante à noite, para evitar aquele medo básico do escuro, normal!

Boa Noite, Mamãe (Ich seh, Ich seh)

É plot twist que você quer? Então é esse que você precisa assistir hoje. Mas veja preparado para não dormir depois, pois ‘Boa Noite, Mamãe’ é de causar pesadelos. A trama gira em torno de uma mãe de dois garotos gêmeos, que volta para casa após ficar afastada alguns dias por conta de cirurgias plásticas, porém, quando retorna, seus filhos não acreditam que a mulher com o rosto coberto seja realmente sua mãe. Daí em diante, o medo e a psicose se estabelecem e nós somos levados a descobrir quem está falando a verdade nessa história tensa.

Os Outros (The Others)

O clássico com Nicole Kidman é, até hoje, um dos filmes mais assustadores do século segundo muitos críticos e não é para menos. O longa prova que o termo “pós-horror” está bem equivocado, afinal, não é agora que os filmes mais “cabeça” são feitos dentro do gênero. Este é uma combinação perfeita de medo, clima obscuro e histórias de fantasmas, dirigido com maestria pelo talentoso Alejandro Amenábar e que vai te arrepiar até os pelos da nuca, ou já esqueceu daquela cena da menina brincando sozinha, sentada no chão, com o vestido novo que não podia sujar? Só de pensar já dá aquela vontade básica de benzer o quarto antes de ir dormir.

Rua Cloverfield, 10 (10 Cloverfield Lane)

Sequência “espiritual” do clássico de 2008 com produção de J.J. Abrams, ‘Rua Cloverfield, 10’ é tudo que a gente ama em um filme de suspense: é angustiante, tenso, desconfortante e muito, mas muito misterioso. O elenco conta com a talentosa Mary Elizabeth Winstead, além das ótimas atuações de John Goodman e John Gallagher Jr. Fora isso, a trama criativa ainda nos leva à duvidar o tempo todo se o que estamos vendo é realmente o que está acontecendo, o que nos faz roer todas as dez unhas das mãos, é sério! E fique para o final, pois tudo que você aprendeu ao longo de toda a história está prestes à mudar.

Extra:

Coerência (Coherence, 2013)

Sem entregar muitos spoilers, vamos deixar aqui essa dica como um filme surpresa. Vocês precisam assistir e debater sobre o que entenderam do filme nos comentários! Até a próxima!





Inscreva-se em nosso canal e receba conteúdo exclusivo » http://goo.gl/mPcJ5c