Governo pode PROIBIR a fusão da FOX e da Disney no Brasil

Governo pode PROIBIR a fusão da FOX e da Disney no Brasil

Nota:


A Superintendência-Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) pode VETAR a aquisição da 21th Century Fox pela The Walt Disney Company no Brasil.

O motivo? Os canais de esportes de ambas as empresas.

Após análise de informações obtidas ao longo da instrução do ato de concentração, a CADE verificou que a fusão dos negócios das empresas no mercado de canais esportivos de TV por assinatura – que incluem ESPN e Fox Sports – gera preocupações concorrenciais.

Atualmente, apenas um concorrente de grande audiência é capaz de rivalizar com esses canais e não há previsão, nos próximos anos, de novas entradas nesse segmento. Além disso, ESPN e Fox Sports são hoje os concorrentes mais próximos na distribuição de conteúdo esportivo internacional.

A conclusão do parecer foi no sentido de que a operação resultará em um aumento significativo na concentração do mercado de canais esportivos de TV por assinatura, com elevada probabilidade de exercício de poder de mercado por parte da Disney. Em razão disso, a  CADE entendeu que há potencial de redução da qualidade e diversidade do conteúdo esportivo disponível, além de aumento de custos que poderiam ser repassados aos consumidores.

As empresas atuam, entre outros, nos mercados de distribuição de filmes para cinema, distribuição e licenciamento de conteúdo para TV, licenciamento de produtos para consumo e programação de canais para TV por assinatura.

Com relação aos demais mercados analisados, não foram verificadas preocupações concorrenciais. Segundo a nota técnica, em cada um deles há concorrentes relevantes aptos a competir com a empresa resultante da operação.

Aproveite para assistir:


Se o CADE decidir VETAR a transação, as duas empresas não poderão se fundir no Brasil.

De Novo?! ‘Os Simpsons’ previram compra da Fox pela Disney em 1998 

Sobre a compra

A Walt Disney Company comprou algumas divisões da 21st Century Fox pelo valor de US$ 52.4 bilhões.

O acordo inclui os estúdios 20th Century Fox Film, Fox Searchlight Pictures e Fox 2000, além de canais internacionais de TV a cabo.

O comunicado oficial confirmou que os ‘X-Men‘, o ‘Quarteto Fantástico‘ e o ‘Deadpool‘ terão a oportunidade de se juntar à família Marvel.

Segundo o comunicado, franquias bilionárias como ‘X-Men‘, ‘Quarteto Fantástico‘, ‘Deadpool‘ e ‘Avatar‘ agora pertencem à Disney, que também ficará responsável pelo Fox Sports e terá ações no serviço de streaming Hulu.

“A compra dessa coleção estelar de negócios da Fox reflete a demanda cada vez maior dos consumidores por experiências de entretenimento ricas em diversidade e mais atraentes, acessíveis e convenientes do que nunca”, afirmou o presidente da Walt Disney Company, Robert A. Iger.

Ainda haverá uma reestruturação contínua da administração, o que não deverá ser anunciado imediatamente. A Fox ainda terá suas divisões de notícias e esportes, enquanto a Disney ganhará o canal de distribuição mundial de filmes e TV da 20th Century Fox e ativos de conteúdo, em preparação para o lançamento do serviço de streaming da Disney em 2019.



COMENTÁRIOS