segunda-feira, junho 24, 2024

Grammy Awards 2023 | As surpresas e os esnobados da lista de indicados

Nos últimos dias, a Academia de Artes e Ciências Fonográficas anunciou a lista de indicados à 65ª edição do Grammy Awards e, como é de costume, tivemos inúmeras surpresas e vários esnobados das categorias da premiação.

Não é nenhuma surpresa que a icônica Beyoncé tenha dominado as categorias, conquistando nada menos que nove indicações, incluindo Álbum do Ano por ‘Renaissance’MúsicaGravação do Ano por “Break My Soul”Adele também não chocou ninguém ao aparecer com sete nomeações, incluída também nas três supracitadas. Entretanto, não podemos virar os olhos para alguns nomes que fizeram bonito em 2022 e que nem passaram perto de conseguir indicações às principais seções.

Um desses exemplos foi ROSALÍA. Apesar de dominar a lista do Grammy Latino, levando o principal prêmio da noite, a cantora e compositora catalã foi esnobada na categoria de Álbum do Ano, mesmo tendo lançado o aclamado e adorado ‘MOTOMAMI’, que se tornou o mais bem avaliado de 2022 e apresentou uma sonoridade diferente e híbrida com diversos gêneros do cenário mainstream e outras incursões bastante experimentais. Nem mesmo “Saoko”, uma das canções principais do compilado, chegou a ser relembrada em Música do AnoGravação do Ano, mantendo-a restrita às categorias latinas e a de Melhor Filme Musical.

Da mesma maneira, a trilha sonora da aclamada animação ‘Encanto’ também não fez o barulho esperado. Apesar de ter sido aplaudida pelos especialistas ao redor do mundo e ter feito um sucesso gigantesco de venda, alcançando o topo da Billboard 200, as composições de Lin-Manuel Miranda foram varridas para debaixo do tapete e colocadas nas seções voltadas para mídia visual – ainda que merecesse menção a Álbum do Ano. O que tivemos foi uma indicação a Melhor Canção para Mídia Visual para “We Don’t Talk About Bruno”, que tem grandes chances de levar, ainda que enfrente competição acirrada com Lady GagaTaylor SwiftBeyoncéBillie Eilish.

A lendária rapper Nicki Minaj foi outra a passar mais uma vez despercebida pelos votantes do Grammy. Depois de ter lançado a ótima “Super Freaky Girl”, que se tornou seu primeiro #1 solo na Hot 100, ela comentou do descontentamento com a Academia resolvendo mudar a canção do rap ao pop e, no final das contas, não foi relembrada em qualquer categoria. É preciso falar sobre Britney Spears e Elton John serem esnobados, mesmo tendo caindo nas graças do público ao marcado o retorno da princesa do pop à música.

Na categoria de Artista Revelação, tivemos a confirmação de Anitta como uma das favorita a levar o prêmio, mas o esquecimento de Dove Cameron, que transformou a própria imagem, é imperdoável. Afinal, ela não apenas fez um sucesso comercial considerável, como entregou algumas das melhores músicas do ano – incluindo “Boyfriend”“Bad Idea”.

Em compensação, faz-se necessário mencionar as ótimas surpresas na lista, sendo uma delas a forte presença da icônica banda sueca ABBA. Com o elogiado ‘Voyage’, o grupo conquistou indicação a Álbum do AnoMelhor Álbum Pop Vocal, enquanto a canção “Don’t Shut Me Down” foi relembrada nas categorias de Gravação do Ano e Melhor Performance Vocal em Duo/Grupo (um reconhecimento muito bem-vindo, considerando que a banda nunca caiu nas graças dos votantes da Academia no passado). Kim PetrasSam Smith também faturaram uma indicação ao Grammy na categoria de Melhor Performance Pop em Duo/Grupo por “Unholy”, que os alavancou para o primeiro lugar na Hot 100 e trouxe imensa representatividade trans e não-binária ao escopo mainstream.

Doja Cat foi outra das que conquistou várias nomeações à premiação, um feito memorável, considerando que também fez bonito no ano passado. Sua canção, “Woman”, apareceu em três categorias, incluindo Gravação do Ano, enquanto “Vegas”, música-tema de ‘Elvis’, ganhou uma indicação a Melhor Performance Rap – apesar de injustamente não ter aparecido nas seções de mídia visual. Lizzo conquistou indicação a Álbum do Ano pelo ótimo ‘Special’, enquanto o lead single “About Damn Time” apareceu em Gravação do AnoMúsica do Ano, tendo chances de dar à louvável artista mais gramofones dourados. E a lendária Mary J. Blige foi honrada com indicações a Álbum do Ano e a Gravação do Ano por ‘Good Morning Gorgeous’ e o lead single homônimo.

Lembrando que os vencedores serão revelados no dia 05 de fevereiro de 2023.

Relembre a lista de indicados aqui!

Mais notícias...

Thiago Nollahttps://www.editoraviseu.com.br/a-pedra-negra-prod.html
Em contato com as artes em geral desde muito cedo, Thiago Nolla é jornalista, escritor e drag queen nas horas vagas. Trabalha com cultura pop desde 2015 e é uma enciclopédia ambulante sobre divas pop (principalmente sobre suas musas, Lady Gaga e Beyoncé). Ele também é apaixonado por vinho, literatura e jogar conversa fora.

Siga-nos!

2,000,000FãsCurtir
370,000SeguidoresSeguir
1,500,000SeguidoresSeguir
183,000SeguidoresSeguir
158,000InscritosInscrever

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MATÉRIAS

CRÍTICAS