segunda-feira, fevereiro 26, 2024

Nostalgia da DERROTA! Os Piores Filmes dos Anos 80 – Parte 2

Podemos dizer que foi graças aos anos 80, e seus filmes inesquecíveis, que temos um cinema entretenimento do nível que temos hoje. Isso porque esta inesquecível década foi responsável por consolidar para sempre na mente dos fãs algumas das maiores franquias da história da sétima arte, mesclando o que víamos nas telas com produtos que carregamos em nosso dia a dia. É muito dito que até essa década específica, os filmes continuavam nas salas de cinema depois que saíamos da sessão. Depois dos anos 80, os filmes passaram a nos acompanhar no dia a dia, na forma dos mais variados produtos licenciados, que chegavam até nossas casas.

E quando falamos em anos 80, a maioria já pensa logo em ‘Star Wars’, ‘Indiana Jones’, ‘E.T.’, ‘De Volta para o Futuro’, ‘Os Caça-Fantasmas’, ‘Top Gun’, ‘Um Tira da Pesada’ e por aí vai. Sim, estes filmes transcenderam seu lançamento e conseguiram permanecer na cultura pop ao longo das décadas – o que sem dúvida é um feito impressionante e demonstra a potência de tais obras. Porém, para todo sucesso, é preciso existir um fracasso. E sendo assim, enquanto alguns encontram a glória, tantos outros precisam se contentar com o esquecimento. Porém, aqui, em mais uma matéria nostálgica, me proponho a tirar tais produções do limbo do esquecimento e as colocar na luz novamente. Acontece que esses são considerados os piores filmes dos anos 80, e por isso a maioria não os conhece.

Para essa seleção, levei em conta filmes vindos de grandes estúdios, com grandes orçamentos, grandes nomes no elenco ou atrás das câmeras – já que seria muito fácil nomear filmes feitos com o troco do café da manhã como os piores. Fora isso, aqui levaremos em conta a avaliação do grande público no IMDB, o maior site de cinema da rede. Sendo assim, vamos a eles. Confira.

Leia também: Nostalgia da Derrota! Conheça os Piores Filmes dos Anos 80

10) Paraíso Azul (1982) –
Nota: 4.9/10

Em Hollywood, existe o que podemos chamar de filmes gêmeos, ou seja, filmes sobre um tema similar, ou muito parecidos em seu enredo, criados em uma janela de espaço muito curta. E existe também a boa e velha cópia descarada. Ou seja, se um filme deu certo, vamos fazer igual. É o caso com essa “imitação barata” de ‘A Lagoa Azul’, que, é claro, não obteve o mesmo sucesso. Ao invés de Brooke Shields, aqui temos Phoebe Cates. E ao invés de dois jovens numa ilha deserta, dois jovens perdidos no deserto árabe, com direito a Oásis.

09) Howard: O Super-Herói (1986) –
Nota: 4.7/10

Os anos 80 certamente foram uma época incomum. Pensa só, de todos os heróis do acervo Marvel, qual você escolheria para levar às telonas numa superprodução? Homem-Aranha? Hulk? Ou quem sabe os X-Men? George Lucas, o criador de ‘Star Wars’, escolheu o “primo” incorreto do Pato Donald, ‘Howard, o Pato’. Para o feito, investiu US$37 milhões de orçamento e escalou Lea Thompson, então saída do sucesso ‘De Volta para o Futuro’ (1985). O filme, com direito a sexo entre uma humana e um pato, e fêmeas de pato nuas, anos depois ressurgiu como cult.

08) Embalos a Dois (1983) –
Nota: 4.7/10

Não deixe de assistir:

Cópias deslavadas, escolhas estranhas, os anos 80 tinham de tudo. Mas o que tinham também eram apostas garantidas em times que estavam ganhando. Foi o que levou os produtores de ‘Embalos a Dois’ a apostar nesse projeto, que foi vendido como “a reunião de John Travolta e Olivia Newton-John” e sua química apaixonante de ‘Grease – Nos Tempos da Brilhantina’ (1978), cinco anos antes. Bom, eles tinham Travolta e tinham Newton-John, só esqueceram de um roteiro. A escolha foi por uma história onde a existência da humanidade dependida do amor entre um golpista e sua vítima – com direito a anjos e até Deus interferindo. Devem ter fumado um do bom. A produção é da Fox.

07) Rhinestone: Um Brilho na Noite (1984) – Nota: 4.0/10

Por falar em astros de Hollywood surgidos na década de 1970, Sylvester Stallone é sem dúvida um dos grandes ainda em atividade, cujo sucesso iria chegar ao auge mesmo nos anos 80, graças em especial à “Rambo-mania” que atingiria o mundo naquela época. Recentemente, o ator recebeu uma bela homenagem com o documentário da Netflix, ‘Sly’ (no ar na plataforma). Mas entre o primeiro Rambo e o segundo, Stallone decidia investir em sua primeira comédia da carreira. E para isso, realizou uma parceria inusitada com a cantora country Dolly Parton. Na trama, ela faz uma aposta que consegue transformar qualquer um em cantor, e o escolhido é o motorista de táxi “bronco” vivido por Stallone. E sim, ele canta no filme.

06) King Kong 2 (1986) –
Nota: 3.9/10

Godzilla esse ano estrela sua primeira série americana com atores reais na AppleTV+, e em breve lança o segundo filme do duelo com o outro monstro gigante mais famoso da cultura pop, o gorilão King Kong. O macaco é mais antigo que o lagartão, datando da década de 1930, enquanto o réptil radioativo surgiu nos anos 50. Em 1976, ‘King Kong’ ganhou um remake, com Jeff Bridges e Jessica Lange. E foi este filme que dez anos depois ganhava uma continuação – mesmo que o grande animal tenha morrido ao fim do outro filme (nada que os anos 80 não pudessem remediar). Aqui quem estrela é Linda Hamilton, dois anos depois do primeiro ‘O Exterminador do Futuro’. Cientistas descobrem que Kong não morreu, apenas teve um problema no coração. E não apenas isso, como encontram uma fêmea para ele.

05) Ratboy (1986) –
Nota: 3.8/10

Na década de 1980, o lendário Clint Eastwood teve um longo relacionamento com a atriz loirinha Sondra Locke, que durou por toda a década. De fato, o relacionamento dos dois começou ainda em 1975. Sondra, falecida em 2018, participou de alguns filmes ao lado do companheiro, como ‘Josey Wales’, ‘Rota Suicida’, Doido para Brigar, Louco para Amar’, ‘Bronco Billy’, ‘Punhos de Aço’ e ‘Impacto Fulminante’. Foi o que levou Eastwood a produzir em 1986, através de sua Malpasso, a estreia da companheira como diretora. A escolha de Locke, no entanto, foi no mínimo bizarra. Também estrelado por ela, ‘Ratboy’, conta a história de um garoto de rua com feições de rato, que é descoberto e explorado como atração, virando estrela da noite para o dia. A mensagem é “que devemos aceitar o próximo, não importa o quão feio seja”. Precisava?

04) Superman IV: Em Busca da Paz (1987) – Nota: 3.7/10

Em breve ganharemos um novo filme do maior herói dos quadrinhos. James Gunn, o pai dos ‘Guardiões da Galáxia’ na Marvel, terá a missão de um novo filme do Superman que seja bem-sucedido. A estreia de ‘Superman Legacy’ é para 2025. Muitos anos antes disso, o Homem de Aço passava por águas turbulentas no cinema. Isso porque depois da recepção morna de ‘Superman III’ (1983), os direitos do personagem foram vendidos para a picareta Cannon Films, que iria distribuir junto com a Warner. O problema era que a Cannon só tinha o troco do mercado para produzir o longa, e isso é sentido em tela, com os efeitos especiais mais mambembes até hoje em um filme de super-heróis.

Leia também: Cannon Films | Relembre o estúdio mais “picareta” de Hollywood – que foi um ícone dos anos 80

03) Mac: O Extraterrestre (1988) –
Nota: 3.4/10

Voltando lá para cima, no primeiro item. É preciso saber diferenciar os filmes gêmeos dos filmes “copia e cola”. Os filmes gêmeos são produzidos basicamente na mesma época, no mesmo ano ou com intervalo de um ano, sem que dê tempo de um copiar o outro. Já as produções “deslavadas” copiam na cara de pau mesmo. E se ‘Paraíso Azul’ teve dois anos para “xerocar” ‘A Lagoa Azul’, o que dirá esse ‘Mac’, que teve nada menos que seis anos para plagiar de forma nada sutil o sucesso de Steven Spielberg ‘E.T. – O Extraterrestre’. Distribuído pela Orion Pictures, hoje em posse da MGM, a trama traz um pequeno alien fugindo de agentes do governo que faz amizade com um menino em uma cadeira de rodas. Aonde foi que vimos isso antes?

02) Bolero: Uma Aventura em Êxtase (1984) – Nota: 3.0/10

Na primeira parte da matéria dos piores filmes dos anos 80, mencionei sobre o curioso caso dos filmes da dupla John e Bo Derek. Marido e mulher na vida real, os dois foram responsáveis por alguns dos piores filmes não apenas da década, como também de todos os tempos. O mais curioso nisso é que John Derek, o diretor, resolveu explorar a imagem de sua esposa em tela, a bela loira Bo, em todos os filmes de sua parceria, a deixando nua em pelo em produções que se comportam muito como soft-porn. Aqui, nesse enredo absurdo, Bo vive uma mulher que decide perder a virgindade na década de 1920, e para isso embarca numa jornada de aventura sexual, com um xeique no Marrocos e também com um toureiro na Espanha. Aqui temos a infame cena de Bo Derek andando nua a cavalo sem sela – o que deve ter inspirado Maitê Proença em ‘Dona Beija’.

01) Grizzly 2 (1983) –
Nota: 2.8/10

O primeiro lugar desta nova lista dos piores é um caso bastante interessante, e que não acontece muito na maior indústria de cinema do mundo. ‘Grizzly 2’, que completa 40 anos em 2023, demorou nada menos do que 37 anos para finalmente fazer sua estreia. O filme que estava praticamente pronto, foi engavetado por nunca conseguir financiamento para ser concluído e levado aos cinemas. Em 2020, o longa finalmente faria sua estreia nos EUA. Ah sim, no elenco um trio de ilustres desconhecidos que viriam a se tornar George Clooney, Laura Dern e Charlie Sheen. E como eles devem ter ficado felizes de ver que aquele filme que eles nunca mais queriam ouvir falar finalmente iria ser lançado, e tudo o que demorou foram 37 anos, o tempo para se tornarem astros. O longa é a continuação de ‘Grizzly – A Fera Assassina’ (1976) e já virou lenda em Hollywood.

Leia também: Grizzly II – Conheça o Terror com George Clooney e Laura Dern que demorou 37 anos para estrear

Mais notícias...

Siga-nos!

2,000,000FãsCurtir
370,000SeguidoresSeguir
1,500,000SeguidoresSeguir
183,000SeguidoresSeguir
158,000InscritosInscrever

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MATÉRIAS

CRÍTICAS