sábado, maio 25, 2024

O tapa de Will Smith gerou 25 VEZES mais buscas no Google do que o vencedor do Oscar

É normal que, após a cerimônia, o vencedor do Oscar seja o principal assunto do momento na grande mídia e nas redes sociais, sobretudo quando a produção em questão leva o prêmio da categoria principal de Melhor Filme. Porém, apesar da boa audiência, a premiação de 2022 tomou um rumo bem diferente…

O maior destaque do Oscar desse ano, na verdade, foi a agressão feita por Will Smith contra Chris Rock. O ator deu um tapa em Chris, após o comediante fazer uma piada com sua esposa, Jada Pinkett Smith, falando da sua queda de cabelo em decorrência a alopecia.

Então, foi exatamente isso que você está pensando, a atitude de Will Smith gerou mais buscas no Google do que o filma ‘CODA – No Ritmo do Coração‘. A produção da Apple que foi a grande vencedora da noite é o primeiro filme de um serviço de streaming a ganhar a categoria principal. No Brasil, o longa está disponível na Amazon Prime Video, numa parceria feita com a Apple TV+.

Segundo informações do Google, até às 23h do dia 27 de março, Will Smith foi 25 vezes mais procurado na internet do que ‘CODA‘. Tal qual as buscas por Chris Rock também aumentaram, sendo indexadas em 54, enquanto as pesquisas pelo vencedor do Oscar chegaram a 4. Como você pode conferir abaixo em um gráfico do Google Trends.

Não por acaso, um dos maiores fracassos recentes da careira de Will Smith, se tornou o filme mais visto da Netflix.

Confira:

Lançado nos cinemas nacionais em 2019 pela Paramount Pictures, ‘Projeto Gemini’ fez uma passagem tímida nas telonas e se tornou um dos maiores fracassos comerciais da carreira de Will Smith – arrecadou apenas US$ 173 milhões mundialmente com o orçamento de US$ 150 milhões.

A produção traz o astro Will Smith frente a frente com uma versão melhor, mais forte e mais jovem de si mesmo.

Não deixe de assistir:

A ficção científica foi dirigida pelo vencedor do Oscar Ang Lee e apresenta uma nova tecnologia nos cinemas: o 3D+.

Além do 3D+, Smith passou por um interessante processo de rejuvenescimento facial, mas diferente do trabalho desempenhado pela Marvel e pela Lucasfilm.

A sua versão de 23 anos é um personagem 100% construído de maneira digital, “sem qualquer esticamento facial”. E para garantir que ele tivesse suas feições joviais resgatadas, Smith usou um traje de captura de movimento da Weta. Além disso, seus traços foram recriados a partir de uma série de referências de suas produções antigas, como ‘Fresh Prince of Bel Air’ e ‘Independence Day’.

O longa foi originalmente desenvolvido pela Disney nos anos 90, mas o projeto foi engavetado porque os efeitos visuais não eram avançados o suficiente na época.

 O elenco ainda conta com Mary Elizabeth Winstead, Clive Owen, Benedict Wong, Douglas Hodge e Ralph Brown.

Assista ao trailer:

No vídeo abaixo, o editor-chefe Renato Marafon explica a nova tecnologia e como ela funciona:

Crítica | Projeto Gemini – Ficção traz nostalgia dos anos 90 com tecnologia REVOLUCIONÁRIA 

 

Mais notícias...

Wilker Medeiroshttps://www.youtube.com/imersaocultural
Wilker Medeiros, com passagem pela área de jornalismo, atuou em portais e podcasts como editor e crítico de cinema. Formou-se em cursos de Fotografia e Iluminação, Teoria, Linguagem e Crítica Cinematográfica, Forma e Estilo do Cinema. Sempre foi apaixonado pela sétima arte e é um consumidor voraz de cultura pop.

Siga-nos!

2,000,000FãsCurtir
370,000SeguidoresSeguir
1,500,000SeguidoresSeguir
183,000SeguidoresSeguir
158,000InscritosInscrever

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MATÉRIAS

CRÍTICAS