Oito Franquias que Fracassaram em seu Revival

Oito Franquias que Fracassaram em seu Revival



Atualmente, o cinema tem ressuscitado sucessos antigos. Franquias que arrecadaram milhões, estão ganhando revivais para conquistar novos fãs e presentear antigos. Mas nem sempre as novas produções alcançam as expectativas. O CinePOP resolveu fazer uma lista com antigos sucessos, que retornaram às telonas, mas decepcionaram. Veja a lista:

Homens de Preto

Homens de Preto’ fez um estrondoso sucesso em meados dos anos 1990 – o primeiro filme custou US$ 90 milhões e arrecadou mundialmente cerca de US$ 589 milhões. Bem-sucedido, o longa ganhou duas sequências e uma série animada para televisão. Longe dos cinemas desde ‘Homens de Preto 3’ (2012), a franquia retornou ao cinema em 2019.

Protagonizado por Chris Hemsworth e Tessa Thompson, queridinhos de Hollywood no momento, o revival foi um fracasso. ‘MIB: Homens de Preto – Internacional‘, teve uma recepção negativa por parte da imprensa especializada, acumulando aprovação de 28% no site agregador de críticas, Rotten Tomatoes. A bilheteria também ficou abaixo do esperado – no seu primeiro final de semana nos EUA, o filme arrecadou US$ 28,5 milhões. Número inferior se comparado aos seus antecessores. Os três primeiros filmes da franquia tiveram abertura superior a US$ 50 milhões apenas nos EUA.

A Múmia

Sendo uns dos grandes sucessos da Universal Pictures, o estúdio resolveu fazer um reboot na franquia ‘A Múmia’. Estralado por Tom Cruise, o filme seria o pontapé inicial para universo expandido de monstros da Universal. Esperava-se muito de ‘A Múmia’ (2017), além de Cruise, o filme contava com outros grandes nomes, como Sofia Boutella e Russell Crowe. Sendo uma grande aposta, o filme que custou US$125 milhões, arrecadou apenas US$ 409 milhões.

Com o fraco desempenho de ‘A Múmia’ nas bilheterias, o universo compartilhado de monstros da Universal está TEMPORARIAMENTE cancelado. Intitulado de ‘Dark Universe’, a nova franquia contaria com filmes ‘Noiva de Frankenstein’, ‘O Homem Invisível’ e outros. A participação dos atores Johnny Depp e Javier Bardem também estava confirmada nas próximas produções.

Aproveite para assistir:


Exterminador do Futuro

Todo mundo já está cansado de saber importância de ‘Exterminador do Futuro’. O segundo filme da franquia estrelada por Arnold Schwarzenegger é um divisor de águas para o gênero ação e efeitos visuais no cinema. James Cameron esteve no comando dos dois primeiros e mais bem-sucedidos filmes da saga ‘Exterminador’. Sendo um grande clássico, a franquia a todo momento tenta ser revivida.

Em 2003, foi lançado o mediano ‘O Exterminador do Futuro 3 – A Rebelião das Máquinas’, uma continuação direta de ‘O Exterminador do Futuro 2 – O Julgamento Final’ (1991). Seis anos depois, chegou às telonas ‘O Exterminador do Futuro: A Salvação’ (2009), protagonizado por Christian Bale, o reboot é o maior fracasso da franquia no cinema. Com orçamento de US$200 milhões, o filme arrecadou apenas US$371 milhões mundialmente. Em uma tentativa de reviver a série, foi lançado ‘O Exterminador do Futuro: Gênesis’ (2015). Desta vez Arnold Schwarzenegger estava de volta. Mas o fracasso foi inevitável, massacrado pela crítica, com 23% de aprovação no site Rotten Tometoes, o filme teve uma arrecadação razoável, cerca de US$440 milhões.

O Exterminador do Futuro: Destino Sombrio’, que estreia no segundo semestre de 2019, marca a volta de James Cameron à franquia, mas apenas como produtor.

Todo Mundo em Pânico

O que seria apenas uma brincadeira de três irmãos, se tornou uma das franquias de maior sucesso dos anos 2000. ‘Todo Mundo em Pânico’ (2000), que tem roteiro assinado pelos irmãos Shawn e Marlon Wayans, e direção de Keenen Wayans, custou apenas US$ 19 milhões e arrecadou mais de US$ 270 milhões ao redor do mundo.

Um sucesso inesperado, que resultou em 3 continuações bem-sucedidas, todas com bilheteria acima de US$ 140 milhões. Sete anos depois do lançamento de ‘Todo Mundo em Pânico 4’ (2006), como fechamento de uma saga, chegou aos cinemas ‘Todo Mundo em Pânico 5’ (2013). Com novos personagens, o filme protagonizado por Ashley Tisdale foi um fiasco, com orçamento de US$ 20 milhões, o longa arrecadou cerca US$ 78 milhões.

Indiana Jones

Um dos personagens mais populares do cinema, Indiana Jones é fruto da parceria entre George Lucas e Steven Spielberg. Antes do lançamento de ‘Star Wars’ (1977), Lucas já tinha a história de Indiana Jones em mente. Mas foi durante uma de suas conversas com Spielberg, que a história do herói arqueólogo saiu papel e ganhou as telonas. Fenômeno instantâneo, o primeiro ‘Indiana Jones’ (1981) foi a maior bilheteria do ano e recebeu oito indicações ao Oscar, vencendo quatro categorias. O contrato de Spielberg como diretor era de três filmes, os três longas foram sucesso de público e crítica.

Dezenove anos longe dos cinemas, Indiana Jones estava de volta em ‘Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal’ (2008).  Sendo um projeto de Lucas e Spielberg, e antigos colaboradores, o filme não alcançou as expectativas. Com uma recepção mista, o longa não agradou os fãs e as futuras continuações foram canceladas.

A Disney, atual dona de Indiana Jones, prometeu um novo filme do personagem, que já está em desenvolvimento.

Tomb Raider

A premiada Alicia Vikander foi escolhida para dar vida a Lara Croft, na adaptação cinematográfica do jogo Tomb Raider. Lançado em 2018, ‘Tomb Raider: A Origem’ é um reboot dos filmes estrelados por Angelina Jolie. Mesmo com todas as problemáticas nas adaptações de jogos, os longas protagonizados por Angelina foram sucessos moderados. Quando Alicia foi escolhida para papel, muitos fãs reclamaram por achar que a atriz não tinha o perfil da personagem.

Em um começo controverso, a produção protagonizada pela vencedora do Oscar, Alicia, não teve o retorno esperado. Em uma recepção amistosa e arrecadando pouco mais de US$ 270 milhões, o futuro da famosa personagem é incerto no cinema.

Os Caça-Fantasmas

Os Caça-Fantasmas’ é uma reunião bem-sucedida de dois dos mais populares atores da época, Bill Murray e Sigourney Weaver, com os excelentes profissionais da comédia Harold Ramis, Dan Aykroyd e Ivan Reitman. Sendo uma das comédias mais populares do cinema, o primeiro ‘Os Caça-Fantasmas’ (1984) tem 94% de aprovação por parte da crítica, de acordo com Rotten Tometoes, e é a segunda maior bilheteria do seu ano de lançamento.

Clássica, a série de filmes ganhou um reboot protagonizado por quatro mulheres. ‘Caça-Fantasmas’ (2016) sofreu boicote por parte de alguns “fãs”, que resultou no fracasso de bilheteria. Apesar da recepção positiva por parte da crítica, o longa arrecadou apenas US$ 229 milhões, obtendo um custo de US$ 144 milhões.

Bourne

Franquia protagonizada por Matt Damon, que conta a história de um assassino da CIA desmemoriado, é referência no gênero espionagem. A trilogia original mudou o cinema de ação, apresentando novas facetas do gênero. ‘A Identidade Bourne’ (2002), dirigido por Doug Liman, foi aclamado pelo público e crítica especializada. Mas foi nas mãos de Paul Greengrass, diretor de ‘A Supremacia Bourne’ (2004) e ‘O Ultimato Bourne’ (2007), que a franquia mostrou todo seu potencial.

Cinco anos depois do último longa estrelado por Damon, a série estava de volta aos cinemas com um novo protagonista, vivido por Jemery Renner. Sendo uma continuação direta do filme de 2007, ‘O legado de Bourne’ (2012) foi massacrado pelo público e imprensa especializada. Tentando dar continuar a franquia, a dupla Matt Damon e Paul Greengrass voltou em ‘Jason Bourne’ (2016). O longa conseguiu lucrar mais que seu antecessor, arrecadando US$ 415 milhões, mas não conseguiu a aclamação dos filmes da trilogia original.



COMENTÁRIOS