É, o ano de 2021 foi muito louco para a indústria cinematográfica. Se Hollywood sofreu com os inúmeros atrasos e adiamentos de sua grade de estreias, que dirá a indústria nacional, que ainda teve que lutar contra os inúmeros desafios que prejudicaram ainda mais a realização e distribuição de filmes nas salas de cinema brasileiras. Apesar de tudo, 2021 foi um ano que surpreendeu pela qualidade das produções, pela inclusão social e a variedade temática dos filmes que estrearam nos cinemas e nas plataformas de streaming. Confira agora os 10 melhores, de acordo com a média tirada aqui no Cinepop:

10 – ‘A Última Floresta’ – Luiz Bolognesi

O belíssimo filme indígena, escrito por Davi Kopenawa Yanomami e Luiz Bolognesi (e dirigido por este) traz um retrato acurado da vida do povo Yanomami, ao norte do país, suas lutas contra o garimpo ilegal e também suas inspirações nos espíritos ancestrais, que orientam a aldeia nos desafios cotidianos. Estreou em setembro nos cinemas e está disponível na Netflix.



9 – ‘Quem Vai Ficar com Mário?’ – Hsu Chien

Esta deliciosa comédia romântica estrelada por Daniel Rocha conta a história de um rapaz que volta à casa de sua família, no sul do Brasil, para estar com eles e busca desesperadamente forças para contar a todos – especialmente à seu pai – que é gay. O elenco ainda inclui Nanny People e o longa está atualmente disponível na Prime Video.

Aproveite para assistir:

8 – ‘Os Salafrários’ – Pedro Antônio



Uma surpreendente comédia um bocado realista de como o tal do jeitinho brasileiro resolve as coisas, pro bem ou pro mal. Com Samantha Schmutz e Marcus Majella no protagonismo, é um filme que você ri do início ao fim, disponível na Netflix.

7 – ‘Pixinguinha: Um Homem Carinhoso’ – Denise Saraceni

Com rápida passagem nos cinemas em novembro, a cinebiografia de ‘Pixinguinha’ conta a história de vida deste que é um dos maiores sambistas brasileiros, responsável por inúmeros sucessos. Traz Seu Jorge e Taís Araújo nos papéis principais, e é um filme para você ficar cantando o tempo todo. Ainda não chegou em nenhuma plataforma de streaming, mas vale ficar de olho.

6 – ‘Depois a Louca Sou Eu’ – Júlia Rezende

Taí um filme que surpreendeu, e muito! Com ares de comédia, o longa estrelado por Débora Falabella é, na verdade, um drama cômico e bastante triste, com o qual muitas pessoas poderão se relacionar por tocar num ponto delicado da psique humana: o transtorno obsessivo compulsivo. Estreado nos cinemas na época de início de retorno do público às salas, no primeiro semestre, o filme refletiu muito o sentimento de várias pessoas que sentiam (e ainda sentem) a necessidade de limpar tudo por conta da pandemia. Disponível na Prime Video.



5 – ‘Carnaval’ – Leandro Neri

Muito antes da farofa da Gkay, a jovem estrelou esse filme que tem cheiro, cor e sabor de ‘Carnaval’. Conta a história de quatro amigas que acabam indo passar os dias de folia em Salvador, e, caramba! Como esse filme consegue capturar a essência dos dias de loucura e imersão espiritual que é o Carnaval da Bahia! Para quem não viu, é uma ótima dica para começar o ano já entrando no clima da folia. Disponível na Netflix.

4 – ‘Turma da Mônica: Lições’ – Daniel Rezende


A aguardadíssima continuação das aventuras da ‘Turma da Mônica’ não decepciona. Com um tema mais amadurecido, Magali, Cascão, Cebolinha e Mônica terão, dessa vez, que lidar com a separação e a importante missão de crescer sem deixar de ser criança. É o último filme a estrear nas salas de cinema em 2021, e traz a catarse necessária para o espectador sair de 2021 com a alma lavada.

3 – ‘Deserto Particular’ – Aly Muritiba

Escolhido como o filme brasileiro para representar o país na corrida por uma vaga no Oscar 2022, ‘Deserto Particular’ continua nas salas de cinema e conta a tocante história de um policial intolerante que, sem saber, acaba se apaixonando por um homem pela internet.

2 – ‘Mariguella’ – Wagner Moura

Um dos filmes mais aguardados e mais polêmicos dos últimos anos chegou em 2021 e ficou pouco tempo em cartaz nos cinemas em novembro, estando já disponível na Globoplay. A cinebiografia conta a história do ativista político Carlos Mariguella, interpretado por Seu Jorge.

1 – ‘7 Prisioneiros’ – Alexandre Moratto

Depois de arrancar aplausos no Festival de Veneza e estrear em algumas salas brasileiras, ‘7 Prisioneiros’ chegou à Netflix trazendo mais uma belíssima (ou terrível, dependendo do ponto de vista) atuação de Rodrigo Santoro como um carrasco impiedoso que castiga e ilude jovens em uma rede de trabalho escravo em um ferro velho de São Paulo.

COMENTÁRIOS

Não deixe de assistir: