Os 10 momentos mais devastadores do Universo Cinematográfico da Marvel

Os 10 momentos mais devastadores do Universo Cinematográfico da Marvel

Nota:

Embora a Fase 3 do Universo Cinematográfico da Marvel só acabe em Homem-Aranha: Longe de Casa, o ciclo conhecido como a “Saga do Infinito” teve seu fim com Vingadores: Ultimato, em cartaz nos cinemas mundiais.

Aproveitando o clima de fim de festa, o CinePOP decidiu preparar para vocês uma lista com os dez momentos mais devastadores do chamado MCU até aqui. Ao longo de 11 anos e 22 filmes, foram várias as cenas que partiram o coração do espectador.

É importante destacar que a lista conta com SPOILERS de vários filmes da Marvel, inclusive de Vingadores: Ultimato. Então, continue por sua conta e risco.

10) Wanda mata Visão (Vingadores: Guerra Infinita)

Wanda e Visão começam juntos em Vingadores: Guerra Infinita, dispostos finalmente a levarem adiante um relacionamento sério. Eles só não contavam com um Thanos no meio do caminho. A sede de poder do vilão faz com que os heróis tentem de tudo para evitar que ele consiga obter todas as Joias do Infinito. Diante da derrota inevitável, Visão pede que Wanda destrua a Joia da Mente, que está em sua cabeça. Nossa Feiticeira Escarlate, devastada, acaba aceitando seu destino. Ela destrói a joia e mata o amado, e, ao mesmo tempo, tenta interromper o avança de Thanos. É um momento triste e impactante. Que só perde um pouco da força pelo fato de Thanos voltar no tempo.

9) Morte de Viúva Negra (Vingadores: Ultimato)

Aproveite para assistir:



Primeira cena de Ultimato da nossa lista. Quando Gavião Arqueiro e Viúva Negra chegam em Vormir para buscar a Joia da Alma, o fã da Marvel já sabe que algo bom não irá acontecer. Já havíamos aprendido que para obter a Joia era necessário oferecer a alma de alguém que você ama. A cena traz algumas idas e vindas, com os dois tentando se sacrificar. Ao final, a Viúva Negra “vence” a disputa e acaba se matando. É bem tocante. Principalmente, quando pensamos em todo o arco narrativo da personagem e o peso que ela carregava nas costas.

8) Morte de Gamora (Vingadores: Guerra Infinita)

A morte é praticamente a mesma da anterior, da Viúva Negra, com a diferença de que Gamora não se sacrificou, mas foi morta pelo pai, Thanos. A morte de Gamora é mais impactante porque é o momento que o espectador descobre a necessidade do sacrifício exigido pela Joia da Alma em Vormir. A cena é incrível também por humanizar Thanos e mostrar o quão sofrido para ele era tomar aquela decisão.

7) Nós somos Groot (Guardiões da Galáxia)

Já na parte final do primeiro Guardiões da Galáxia, quando a nave de Ronan está caindo e levando consigo todos os heróis, Groot usa seus galhos para fazer uma redoma e proteger seus amigos, se sacrificando ao mesmo tempo. Ao final, ao conversar com o amigo Rocket, nossa Árvore favorita fala: “Nós somos Groot.” É difícil não se emocionar com a cena, principalmente se consideramos que marca a despedida de um querido personagem. É certo que Groot volta criança e adolescente nos filmes seguintes, mas o próprio diretor James Gunn fez questão de dizer que trata-se de um novo Groot.

6) Rompimento entre Homem de Ferro e Capitão América (Capitão América: Guerra Civil)

Todo ato final de Capitão América: Guerra Civil pode ser considerado devastador. A descoberta de que foi Bucky que matou os pais de Tony Stark é chocante. Mas o que parte mesmo o coração do espectador é o confronto entre Tony e Steve Rogers. A luta entre o Homem de Ferro e o Capitão América é empolgante e com direito a vários momentos épicos. Mas o destaque mesmo é para o fundo emocional presente na sequência. Tentando proteger Bucky, Steve fala para Tony que trata-se de um amigo. No que Tony responde: “Eu também era (um amigo).” Tocante. E triste. Não bastasse, ainda temos Steve abandonando o escudo do Capitão América.

5) Funeral de Yondu (Guardiões da Galáxia Vol. 2)

Como um dos filmes mais zoeiros da Marvel, Guardiões da Galáxia Vol. 2 também se saiu bem na hora de tocar o espectador. Embora tenha dado um golpe baixo. Utilizando-se da belíssima canção “Father and Son”, Cat Stevens, o filme toca o coração do público em sua cena final, que retrata o funeral intergalático de Yondu. A presença da música torna tudo mais tocante, principalmente quando pensamos na jornada torta de pai e filho vivida por Peter Quill e Yondu. Caiu perfeitamente.

4) Sacrifício do Capitão América (Capitão América: O Primeiro Vingador)

É estranho falar em sacrifício do Capitão América agora que a Saga do Infinito acabou e, como vimos em Vingadores: Ultimato, o personagem teve uma elegante despedida, mas continuou vivo. Mas temos que lembrar o que acontece com o herói em sua primeira aparição, em Capitão América: O Primeiro Vingador. Ao tomar o controle de uma aeronave armada e a caminho de Nova York, Steve decide se sacrificar e derrubar o voo no oceano gelado. Enquanto toma a decisão, o herói conversa com Peggy Carter e avisa que não vai poder comparecer ao encontro que tinham marcado.

3) Discurso final de Killmonger (Pantera Negra)

A prova que Pantera Negra é um filme diferenciado está no fato do momento de partir o coração ter sido protagonizado por seu vilão, Killmonger. Repleto de boas intenções, mas com métodos pra lá de questionáveis, Erik Killmonger é um reflexo do que T'Challa teria sido se tivesse uma criação diferente. Ferido e traumatizado, o vilão ganha uma emocionante despedida, ao pôr do sol de Wakanda. Suas últimas palavras entram como uma faca no coração e no cérebro do espectador: “Jogue-me no oceano com meus antepassados que pularam dos navios, porque sabiam que a morte era melhor do que a escravidão.” Arrasador.

2) Homem-Aranha não se sente bem (Vingadores: Guerra Infinita)

“Senhor Stark, não estou me sentindo muito bem” e “Eu não quero ir embora” são duas frases que traumatizaram os fãs do Universo Cinematográfico da Marvel. Ditas pelo Homem-Aranha em um curto espaço de tempo, ao final de Vingadores: Guerra Infinita, as frases marcaram a despedida do herói ao ser evaporado por Thanos. No que tange às mortes pelo estalar de dedos do Titã, todos os heróis foram evaporando. Mas só Peter Parker teve a chance de se despedir. A cena traumatizou Tony Stark, mas também o público, que não estava preparado para perder o jovem super-herói.

1) Morte e funeral do Homem de Ferro (Vingadores: Ultimato)

Como não poderia deixar de ser, a morte de Tony Stark em Vingadores: Ultimato é o acontecimento mais devastador do Universo Cinematográfico da Marvel. A cena é o fechamento de um ciclo e é tocante ao colocar o herói se despedindo das pessoas que esteve mais próximo: Rhodes, Pepper e Peter Parker. Não podemos esquecer também do simbolismo que foi o herói repetir a frase de seu primeiro filme: “Eu sou o Homem de Ferro.” Se no longa de 2008, Tony fala aquilo como forma de fomentar seu ego, agora ele o faz para se sacrificar da forma mais altruísta possível. Não bastasse a morte em si do herói, o filme ainda nos mostrou seu velório, com destaque para vários personagens do MCU e, é claro, para sua filha, Morgan.


Inscreva-se em nosso canal e receba conteúdo exclusivo » http://goo.gl/mPcJ5c