Os 5 Melhores Shows do Intervalo do Super Bowl

Super Bowl é um dos maiores eventos do ano nos Estados Unidos e serve como o último jogo da National Football League (NFL), para determinar o campeão da temporada. Entretanto, ainda que a partida atraia muitos espectadores, boa parte do público aguarda ansiosamente para ver os espetaculares shows do intervalo – que são encabeçados por alguns dos maiores nomes de todos os tempos do cenário do entretenimento.

Diversos artistas já tiveram a honra de participar da apresentação – incluindo Judy GarlandMichael JacksonDiana RossLady GagaPrinceBeyoncéColdplay e inúmeros outros. Ano após ano, os performers mergulham de cabeça em um medley de seus maiores hits, encantando os fãs ao redor do mundo e até mesmo angariando aumentos nas vendas de suas respectivas canções.

Usher fará o show no evento de hoje. E, pensando nisso, montamos uma breve lista elencando os cinco melhores halftime shows do Super Bowl de todos os tempos.

Veja abaixo:

5. MADONNA, Super Bowl XLVI

Madonna, a eterna rainha do pop, chegou ao palco do Super Bowl XLVI carregada por uma série de dançarinos e emulando uma deusa romana, sentada em um trono dourado rodeado de enormes asas. Ao som de “Vogue”, a titânica artista continuava a quebrar tabus sobre etarismo ao demonstrar seu contínuo poder performático – resgatando canções como “Music”“Express Yourself”“Like a Prayer”. Naquela noite, apesar da quantidade exacerbada de atos convidados, todos os olhos se voltaram, mais uma vez, para a primeira e única Madonna.

4. BEYONCÉ, Super Bowl XLVII

Em um palanque em chamas, Beyoncé nos tirou o fôlego ao surgir em meio a um discurso em voz-over de Vince Lombardi antes de dar início à “Love On Top”. E, a partir daí (e num criminalmente curto espaço de apenas 13 minutos), nossa Queen B provou não ser deste mundo ao fazer um evento pirotécnico regado a hits como “Crazy in Love”“Baby Boy” “Halo” – utilizando-se de uma tecnologia de ponta para entorpecer os espectadores e reiterar sua posição como uma das performers mais icásticas a já agraciarem o planeta. E, além disso, se reuniu mais uma vez com suas grandes amigas Kelly RowlandMichelle Williams (do saudoso grupo Destiny’s Child) para um show de química e de vocais.

3. LADY GAGA, Super Bowl LI

Não deixe de assistir:

No documentário ‘Five Foot Two’, Lady Gaga comentou que sempre teve o sonho de comandar o halftime show do Super Bowl. Em 2017, já consagrada como um dos maiores nomes de sua geração e até mesmo da história, Gaga foi convidada para subir aos palcos e, em pouco tempo, quebrou recordes de audiência e demonstrou uma versatilidade invejável que veio acompanhada de músicas como “Poker Face”“Born This Way”“Bad Romance”. Como se não bastasse, se tornou a primeira artista a se referir à comunidade LGBTQIA+ durante o show – trazendo ainda mais representatividade para o espetáculo e ajudando a romper barreiras dentro de uma ambientação costumeiramente tradicionalista.

2. MICHAEL JACKSON, Super Bowl XXVII

No momento em que Michael Jackson surgiu no centro dos palcos no Super Bowl XXVII, o público foi à loucura – bom, e quem não iria, não é mesmo? Afinal, estamos falando apenas do rei da música pop e um dos nomes mais respeitados do cenário fonográfico. É claro que, naquela época, não havia muito a ser feito com os palcos, considerando que artistas mainstream não tinham visibilidade considerável dentro do escopo do jogo. Mas tudo mudou quando Jackson, trazendo músicas como “Billie Jean”“Black or White”, parou o mundo e abriu portas para aqueles que viriam depois dele.

1. PRINCE, Super Bowl XLI

Nenhuma outra apresentação poderia estar em primeiro lugar além da incrível e memorável performance de Prince. O lendário artista subiu aos palcos do Dolphin Stadium em fevereiro de 2007 e, depois de ser introduzido ao som de “We Will Rock You”, levou o público à loucura ao cantar “Let’s Go Crazy”“Proud Mary”“1999” e outras de suas canções assinaturas. De fato, o ápice de seu espetáculo veio com “Purple Rain” – facilmente sua música mais conhecida e considerada uma das melhores da história da música.

Mais notícias...

Thiago Nollahttps://www.editoraviseu.com.br/a-pedra-negra-prod.html
Em contato com as artes em geral desde muito cedo, Thiago Nolla é jornalista, escritor e drag queen nas horas vagas. Trabalha com cultura pop desde 2015 e é uma enciclopédia ambulante sobre divas pop (principalmente sobre suas musas, Lady Gaga e Beyoncé). Ele também é apaixonado por vinho, literatura e jogar conversa fora.

Siga-nos!

2,000,000FãsCurtir
370,000SeguidoresSeguir
1,500,000SeguidoresSeguir
183,000SeguidoresSeguir
158,000InscritosInscrever

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MATÉRIAS

CRÍTICAS