Primeiras Impressões | Reboot de ‘Scream’ está mais para ‘Todo Mundo em Pânico’

Primeiras Impressões | Reboot de ‘Scream’ está mais para ‘Todo Mundo em Pânico’

Nota:


A maioria das pessoas que acessam o CinePOP sabem que ‘Pânico‘ é minha franquia de terror preferida, e que foi um dos estopins para eu iniciar o site lá em 1999. Eu queria falar sobre o terceiro filme da franquia, que estreou em meados dos anos 2000, e encerraria a trilogia que marcou minha infância.

Após um quarto filme sensacional que reascendeu a nossa esperança na franquia, a fraca bilheteria fez com que Wes Craven e os infames irmãos Weinstein desistissem de levar para os cinemas ‘Pânico 5 e 6‘- já planejados por Kevin Williamson – e a saga foi parar nas telinhas.

As duas primeiras temporadas foram exibidas pela MTV nos EUA entre 2015 e 2016, e foram bastante difíceis de engolir. O elenco infantojuvenil não conseguia trazer a carga dramática que a história pedia – tirando nossa rainha Brooke (Carlson Young) – e a trama era bobinha e se distanciava demais dos filmes. As mortes não eram elaboradas, não tínhamos as famosas cenas de perseguição e o assassino não colocava medo. Mesmo assim, assisti as duas temporadas devido ao meu amor pela franquia, e por mais que fosse mediano, era divertido.

Ontem, o revival da série estreou no VH1 nos Estados Unidos, e pude assistir os dois primeiros episódios em Nova York. A expectativa não poderia ser maior… e a frustração também.

Scream: Resurrection‘ é uma farofa, e não é das boas. A trama começa oito anos após o irmão gêmeo do “protagonista” Deion (RJ Cyler) ser assassinado por um homem com mãos de gancho (Tony Todd, de ‘Premonição‘ e ‘Candyman‘). Nos dias de hoje, somos apresentados aos nossos personagens principais? a certinha Liv (Jessica Sula), a gótica Beth (Giorgia Whigham), o traficante de drogas Shane (Tyler Pode), o nerd Amir (Christopher Jordan Wallace) e a louquinha Kym (Keke Palmer). Todos os personagens são extremamente caricatos e superficiais, e o roteiro escrito por Brett Matthews (‘Vampire Diaries’) transforma ‘Pânico‘ em uma sátira.

Aproveite para assistir:


São tantos momentos bons desperdiçados, como a festa cheia com todo mundo fantasiado de Ghostface. Sem contar na falta de meta-referências, marca registrada dos filmes. Aqui, o descolado é desconstruir as regras do terror, mesmo se não tiver nenhuma regra melhor para colocar no lugar.

Parece que estamos assistindo uma série baseada em ‘Todo Mundo em Pânico‘, só falta a Anna Farris aparecer. Keke Palmer, a atriz que mais se destaca no elenco, tem diálogos dignos da Brenda (lembra dela?), sempre fazendo piadas enquanto é atacada pelo assassino.

A estreia é dirigida por Kevin Kölsch e Dennis Widmyer, de ‘Cemitério Maldito‘, que usam e abusam dos ambientes escuros e de névoa para confundir o espectador. Tudo é escuro e bastante confuso, e as cenas de ação são minadas pelos diálogos do roteiro.

Scream: Resurrection‘ deixa todo o suspense e terror de lado e vira uma série de comédia, que dificilmente lembraria a franquia ‘Pânico‘ se não fosse pelo Ghostface (o verdadeiro Ghostface dessa vez). Se o intuito é se divertir, até dá pra assistir. Mas ser vendida como parte da franquia ‘Pânico‘, chega a ser até uma ofensa para os fãs.

Confira o trailer e fotos:

   

 



COMENTÁRIOS