quinta-feira, junho 13, 2024

Pura Nostalgia! Os Clássicos dos anos 80 que Completam 40 Anos e Estão Disponíveis nos Streamings!

Aqui no CinePOP adoramos nos banhar na nostalgia dos anos 80 – uma época verdadeiramente inesquecível e muito reverenciada pela cultura pop atual. Com a chegada de 2020, o ano que não aconteceu, a primeira leva de produções dos anos 80 começaram a se tornar quarentonas, como os atemporais O Império Contra-Ataca, O Iluminado e Superman II: A Aventura Continua, por exemplo. Ano passado, um novo lote de superproduções completou quatro décadas de estreias – incluindo Indiana Jones e Os Caçadores da Arca Perdida, Mad Max 2: A Caçada Continua e Fuga de Nova York. Seguindo esta premissa bem de perto, o ano de 2022 traz uma nova leva de filmes muito queridos dos anos 80, entrando agora na meia idade.

E para ajudar você, nosso querido leitor, a entrar no clima desta festa, afinal não é todo dia que se completa 40 anos existência, reunimos em uma nova lista alguns dos filmes mais marcantes e celebrados até hoje, saídos dos anos 80, disponíveis nas mais variadas e famosas plataformas de streaming na atualidade para a sua volta no tempo garantida. Confira abaixo os tesouros que separamos para você.

Blade Runner (HBO Max)

Nos anos 80 e 90, nenhum outro astro de Hollywood acumulou tantos sucessos em sua filmografia quanto Harrison Ford. Ele esteve, por exemplo, apenas nas duas maiores franquias do período: Star Wars e Indiana Jones. Não bastasse isso, Ford ainda estrelaria esta ficção científica cult, que se tornou extremamente querida. No filme, ele vive o Caçador de Androides do título, um oficial designado a caçar e matar Replicantes, seres artificiais rebeldes. O curioso é que Ford retornou mais velho a todos estes papeis citados. Blade Runner está disponível na plataforma da HBO Max – e é uma forma de homenagear o maestro Vangelis, falecido recentemente, responsável pela trilha sonora.

E.T. – O Extraterrestre (Amazon)

A Amazon Prime Video fechou um acordo para exibir as produções da Universal Pictures. Dentro desta proposta, um filme que jamais poderia faltar é E.T., o mais popular do estúdio nos anos 80. Dirigido por Steven Spielberg, a história de amizade entre um menino, filho de pais separados, com um visitante espacial de outro planeta, emocionou e continua a emocionar plateias pelo mundo. Recentemente, os personagens se reencontraram depois de décadas para um comercial de TV, que foi aprovado pelo próprio Spielberg.

Rocky III: O Desafio Supremo (Amazon)

A franquia Rocky gosta de passear pelas plataformas de streaming. Recentemente, ela esteve completinha na Netflix, para todos os fãs do “garanhão italiano” Rocky Balboa conferirem. Agora, a jornada do boxeador mais famoso da sétima arte, vivido por Sylvester Stallone, se encontra disponível na Amazon Prime Video. Mas aqui estamos focando na terceira aventura do personagem, que é a que completa 40 anos em 2022. Na trama, Rocky está rico, mas precisa provar que ainda possui “o olho do tigre” e enfrentar seu maior oponente (até então), o falastrão Clubber Lang (papel do icônico Mr. T).

Poltergeist: O Fenômeno (HBO Max)

Esse clássico filme de terror tem muito a ver com o afetuoso E.T. – O Extraterrestre, embora muitos fãs possam não saber de suas semelhanças. Ambos foram gravados ao mesmo tempo e possuem o dedo de Steven Spielberg em sua produção. E ambos também falam sobre famílias tipicamente dos subúrbios americanos e suas grandes residências, que são afetadas por algum evento sobrenatural. Seja a visita de uma criaturinha do espaço ou de entidades fantasmagóricas. Além, é claro, de ter uma criança no centro de suas narrativas, seja o menino Elliott ou a graciosa Carol Anne.

Não deixe de assistir:

Conan: O Bárbaro (Star Plus)

Esse foi o primeiro papel protagonista da carreira do austríaco Arnold Schwarzenegger, vindo do universo do fisiculturismo. Assim, o ator musculoso se mostrou a pedida certa para viver nas telonas o personagem criado nos quadrinhos por Robert E. Howard – que possui a mesma trajetória reutilizada por Robert Eggers no recente O Homem do Norte. Ou seja, após seus pais serem mortos, atacados por um tirano, o protagonista ainda na infância jura vingança. Ele cresce para se tornar escravo, depois gladiador e ladrão, e finalmente como um guerreiro, pode partir para seu plano. Arnold vem planejando um novo Conan há algum tempo.

Tron: Uma Odisseia Eletrônica (Disney Plus)

A ideia da Disney para a produção de Tron era demonstrar o que os efeitos gráficos gerados por computadores podiam fazer na época, no longínquo início dos anos 80. E os efeitos, por mais que estejam completamente datados hoje em dia, impressionaram o público da época e se tornaram revolucionários no quesito técnico. Tron pegava carona na era dos games eletrônicos, que ganhavam cada vez mais força. Na trama, Jeff Bridges novinho vive um programador de vídeo games, que termina sugado para dentro da máquina e precisa competir em diversas modalidades contra os componentes vivos a fim de ganhar sua liberdade.

Tootsie (HBO Max)

Indicado para nada menos do que 10 prêmios do Oscar, incluindo melhor filme, e vencedor de melhor atriz coadjuvante para Jessica Lange, Tootsie foi um dos longas mais badalados de 40 anos atrás em Hollywood. Espécie de Uma Babá Quase Perfeita da época, o filme narra a jornada do ator Michael Dorsey (Dustin Hoffman), sempre atrás de trabalho, mas dono de uma personalidade difícil, ele termina encontrando vaga em uma novela para um salário fixo. O problema? A vaga é para atrizes. Assim, ele se disfarça de mulher e faz nascer Dorothy Michaels, uma feminista à frente de seu tempo. A performance de Hoffman é simplesmente brilhante e foi indicado ao Oscar também.

O Rei da Comédia (Star Plus)

O grande Martin Scorsese sempre foi um diretor esnobado pelo Oscar. E isso voltaria a acontecer com esta produção, que não fez o sucesso devido na época, mas cresceria cada vez mais sua legião de fãs após se tornar cult nas locadoras. Hoje tido como um dos melhores filmes de seu respectivo ano, na opinião de críticos e cinéfilos, O Rei da Comédia segue influente até hoje, inspirando longas como Coringa (2019), por exemplo. Uma curiosidade é que ele só estreou na Islândia em 1982, chegando ao resto do mundo, incluindo nos EUA, no início de 1983. Na história, Rupert Pupkin (Robert De Niro) sonha em ser um comediante famoso. Ele tenta de todas as formas a ajuda do ídolo Jerry Langford (Jerry Lewis), mas quando este não lhe dá chance, ele resolve sequestrar o astro.

Halloween 3: A Noite das Bruxas (Amazon)

A franquia Halloween encerra sua mais recente trilogia este ano, quando outubro nos trará Halloween Ends. Porém, como todo bom fã do maníaco Michael Myers e de terror em geral deve saber muito bem, a franquia Halloween é uma das mais antigas e bem-sucedidas do gênero ainda em atividade, tendo “começado os trabalhos” lá em 1978. Uma das maiores curiosidades desta franquia, no entanto, está neste seu terceiro filme, que completa 40 anos em 2022. Não espere você encontrar aqui o psicopata da máscara branca, ou sequer Laurie Strode e o Dr. Loomis. Acontece que no terceiro exemplar, a ideia de John Carpenter era começar uma série de antologia nas telonas, a cada novo filme contando uma história diferente. Esta envolve máscaras produzidas por uma companhia satânica.

O Veredito (Star Plus)

Até agora na lista, todos os filmes apresentados seguem inseridos na cultura pop, seja devido a suas inúmeras continuações, remakes, sequências tardias, ou simplesmente um sucesso que não diminui, sendo passado através das gerações. Isto é, se tirarmos Tootsie e O Rei da Comédia desta equação – filmes mais mirados ao público adulto. Chegando nessa mesma lacuna, está O Veredito, filme de Sidney Lumet, protagonizado pelo monstro sagrado Paul Newman. Baseado num famoso livro da época, a história traz Newman como um advogado prestes a se deparar com o maior caso de sua carreira, encarando um julgamento sobre negligência médica. O Veredito foi indicado a 5 Oscar, incluindo melhor filme e ator para Paul Newman.

O Ano que Vivemos em Perigo (HBO Max)

Depois de ter vivido o herói Mad Max duas vezes, o astro Mel Gibson decidiu se dedicar a papeis mais dramáticos em produções mais sérias. Foi o caso com este filme que está completando 40 anos. Dirigido por Peter Weir (A Testemunha, Sociedade dos Poetas Mortos e O Show de Truman), o filme traz Gibson como um repórter australiano servindo de correspondente estrangeiro na cobertura do conflito que tomava a Indonésia durante o mandato do Presidente Sukarno na década de 1960. Sigourney Weaver coprotagoniza na pele de uma diplomata com que o repórter se envolve.

Mais notícias...

Siga-nos!

2,000,000FãsCurtir
370,000SeguidoresSeguir
1,500,000SeguidoresSeguir
183,000SeguidoresSeguir
158,000InscritosInscrever

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MATÉRIAS

CRÍTICAS