Saiba quais franquias da Fox irão para a Disney após o acordo!

Saiba quais franquias da Fox irão para a Disney após o acordo!


Aconteceu! A impactante informação que vinha circulando há um tempinho, sobre a venda da FOX para a toda poderosa Disney se concretizou. Para maiores informações leia neste link.

Mas a pergunta que todos fazem agora é: o que isso significa? Que a Disney se tornou a maior potência do entretenimento atual, oras. Como se fosse pouco ter em seu poder a Marvel Studios – e em seu acervo personagens extremamente lucrativos, vide Homem de Ferro, Capitão América e os Guardiões da Galáxia – e a Lucasfilm – que dá direito ao estúdio do Mickey sobre propriedades como a franquia Star Wars e Indiana Jones (me surpreende até o momento não terem tirado este segundo do chão ainda), a Disney possui agora toda a biblioteca de cinema da 20th Century Fox e igualmente seus derivados na TV, no braço de animação e no cinema independente (este que sempre emplaca na época de premiação).

Vale lembrar também que mesmo antes de todas essas aquisições, a Disney já era uma potência quase imbatível. Dona da Pixar – que todo ano catapulta suas animações entre as maiores bilheterias dos cinemas – e de franquias como Piratas do Caribe. Além disso, outro filão recém-conquistado pelo clássico estúdio são as versões em live action de suas animações. Tudo começou com Malévola (2014) e daí seguiram Cinderela (2015), Mogli – O Menino Lobo (2016) e A Bela e a Fera (2017). E uma verdadeira enxurrada começa em 2019, com O Rei Leão, Dumbo e Aladdin atingindo os cinemas no mesmo ano.

Leia também 'Disney garante que Deadpool não irá mudar e não descarta filmes para maiores na Marvel'




O fato só dificulta ainda mais a vida dos outros estúdios, que lutam aos tropeços para conseguir emplacar suas franquias. Esse ano, por exemplo, tivemos grandes escorregadas da Paramount (Transformers: O Último Cavaleiro, Baywatch e Ghost in the Shell: A Vigilante do Amanhã), Universal (A Múmia e Boneco de Neve) e Warner (Liga da Justiça), com muitas franquias em potencial desperdiçadas graças à falta de qualidade de seus filmes. A Disney parece estar mais em controle e em sintonia com seu público, entregando exatamente o que ele quer. E mesmo quando não acerta em cheio o alvo, não é o caso de um erro astronômico. A Sony também estaria nessa lista, mas se bandeou para o lado da Disney, e com ela fechou um lucrativo acordo para fazer uma de suas maiores franquias funcionar, como eles mesmos não estavam conseguindo. Trata-se do Homem-Aranha, que este ano ganhou filme o solo De Volta ao Lar  já dentro desta parceria.

Pensando na nova propriedade da Disney, que está se tornando um verdadeiro monopólio do entretenimento, resolvemos apresentar para você alguns dos recém-adquiridos bens do estúdio, antes considerado uma empresa infantil e que agora está em seu caminho para dominar o mundo. Estas são as aquisições mais quentes da Fox que vão parar nas mãos da Disney.

X-Men

O universo X nos quadrinhos é basicamente tão grande e relevante quanto a própria Marvel em si. E no terreno do audiovisual seguia pelo mesmo caminho. A franquia X-Men é atualmente uma das propriedades mais quentes da Fox. Bem, o primeiro pensamento que chega à mente uma vez o Universo X estando nas mãos da Disney é que agora o estúdio possui todos os grandes personagens da Marvel reunidos numa única casa. Homem-Aranha e X-Men eram os últimos que faltavam – e eram dois dos mais populares. Ah, sim, Quarteto Fantástico também – e voltaremos a este tópico.

Podemos esperar a inclusão dos mutantes já a partir da fase 4 dos filmes da Marvel. Não acredito que filmes como Homem-Formiga e a Vespa (2018), Capitã Marvel (2019) e o vindouro Vingadores 4 (2019), ainda sem título oficial, irão fazer uso dos personagens. Ao mesmo tempo, ano que vem estão para ser lançados X-Men: Fênix Negra, quarto da franquia iniciada em 2011 com Primeira Classe, e o derivado de terror X-Men: Novos Mutantes. O resultado de tais filmes irá ditar qual caminho o estúdio seguirá. Pensando pelo aspecto de que a Disney não curte muito deixar suas aquisições na geladeira (veja o que ela fez com Star Wars, que tem lançado um filme por ano), e que Hugh Jackman se aposentou como o popular Wolverine depois de Logan, lançado este ano, espere uma nova escalação para o personagem em breve. Ou melhor ainda, Jackman havia dito que desistiria da aposentadoria se fosse para entrar no elenco do próximo Vingadores. Bem, agora isso é uma possibilidade.

Fora isso, temos também as séries de TV derivadas desta franquia, como The Gifted e Legion.

Leia também 'De Novo?! ‘Os Simpsons’ previram compra da Fox pela Disney em 1998; Confira!'

Deadpool

Uma das maiores preocupações dos fãs em relação a esta bilionária compra, é se a Disney irá embarreirar produções como Deadpool e Logan, que recentemente conquistaram o direito de uma censura alta, tão almejada pelos fãs do gênero, incluindo violência gráfica extrema, muito palavrão e – a parte que ainda está devendo – nudez. Não acredito que Disney irá reverter esse quadro. É só lembrar que o estúdio tem suas subdivisões e que os filmes iniciais de Quentin Tarantino, por exemplo, vide Pulp Fiction e Jackie Brown, foram lançados enquanto a Miramax estava de posse do estúdio. Então, acredito que como sábia que é, a empresa não mexerá neste time que está ganhando, e continuaremos a receber super-heróis de censura alta. Agora, talvez até com mais frequência.

Avatar

Há muitos anos desenvolvendo as continuações de sua saga espacial, James Cameron talvez tenha o incentivo que precise agora para tirar do papel suas tão almejadas sequências. Seja como for, Avatar 2 já está confirmado para estrear no dia 18 de Dezembro de 2020, com a volta do elenco original, e Kate Winslet (quem Cameron jogou ao estrelato em Titanic) num dos papeis principais.

Alien

A franquia Alien não vai bem das pernas, com os últimos exemplares Prometheus (2012) e Alien: Covenant (2017), dirigidos por Ridley Scott. Como igualmente é uma das propriedades mais valiosas da casa, a Disney pode dar uma mexida estruturalmente, e fazer a coisa funcionar. Talvez sem Scott e seus devaneios existencialistas de boteco. Queremos ver são os xenomorfos em toda a sua glória e não histórias enfadonhas sobre criação de androides. Quem sabe agora sai do papel o filme colocado na geladeira de Neill Blomkamp, que continuaria os eventos de Aliens – O Resgate (1986), eliminando assim todos os equívocos desta franquia. Scott poderia servir apenas de produtor.

Leia também 'Governo pode bloquear acordo entre Disney e Fox e gerar multa de US$ 2,5 bilhões'

Quarteto Fantástico

Eu disse que voltaria a este tópico. Quarteto Fantástico foi a primeira superequipe da Marvel nos quadrinhos e a resposta da editora para a Liga da Justiça, da rival DC, acredite! No terreno do audiovisual, esta super família, extremamente popular nos quadrinhos, nunca teve grande sorte. Na década de 1990, um filme lançado por Roger Corman, apenas para não se perder os direitos sobre os personagens foi feito – reparem que eu não disse foi lançado, porque de fato não foi, assim se tornando uma lenda. As séries em animação dos personagens igualmente não se mostraram populares. Em meados da década passada, em 2005 e 2007, duas produções cinematográficas foram feitas com os heróis, de teor mais leve, cômico e indicado para toda a família. Em 2015, a propriedade era reinventada, com um tom mais sombrio e apelo de ficção científica, resultando num dos filmes mais desastrosos de anos recentes. A Fox então planejava um crossover dos heróis com os mutantes de X-Men. Ideia esta que a Disney agora poderá levar a fundo, além de misturá-los também com os personagens já em sua posse. Resta saber se o estúdio irá manter os atores da última adaptação. Meu pensamento é: não! Creio que a opção da Disney será recomeçar, com um novo elenco, assim como fez com o Homem-Aranha. E assim como o herói aracnídeo, a primeira aparição do Quarteto em terras de Marvel não precisará ser uma história de origem.

Predador e Planeta dos Macacos

A Fox é o estúdio retentor de mais criaturas lucrativas dentre todos os estúdios. E aqui estão mais dois, prestes a cair nas mãos da Disney. Enquanto a franquia Planeta dos Macacos foi revitalizada com esta trilogia recente que deu muito certo, e recebeu inúmeros elogios da imprensa especializada, ninguém acredita que está nos planos do novo estúdio simplesmente aposentá-la. Assim imaginamos que em breve, de uma forma ou de outra, veremos novas aventuras símias, mesmo sem Caesar e companhia. Já o Predador está com filme novo em fase de pós-produção para o lançamento em Agosto de 2018, com Shane Black na direção. O resultado do longa definirá continuações. A verdade é que a Disney com seu toque de midas faria até mesmo um novo Alien VS. Predador dar certo.

Os Simpsons e Arquivo X

Duas das séries televisivas da Fox são as mais icônicas de todos os tempos – ou as duas mais icônicas – e serão colocados em bom uso pela Disney, ninguém duvida. Os Simpsons, animação famosíssima da família amarela, está em cartaz desde 1989. Pois é. É a produção audiovisual mais duradoura da história. E se não parou até agora, não será nas mãos da Disney que irá para escanteio. Arquivo X, série de suspense e ficção científica iniciada em 1993, havia fechado as portas em 2002. Portas essas reabertas ano passado, com a décima temporada tardia, que trouxe de volta os protagonistas originais David Duchovny e Gillian Anderson. A décima primeira temporada é prometida para ano que vem. Arquivo X está entre as melhores séries de todos os tempos na opinião dos fãs.

Uma Noite no Museu e Kingsman

Franquias recentes da FOX que se mostraram extremamente lucrativas são Uma Noite no Museu e Kingsman. A primeira embora não faça muito a cabeça dos críticos, por seu teor bem infantilizado e com apelo apenas a crianças pequenas, é totalmente a praia da casa do Mickey, e o estúdio poderá certamente reinventá-la ou seguir para um quarto episódio, com o próprio Ben Stiller. A esta altura não imaginaria o motivo do ator querer sair da mira deste gordo contracheque, que provavelmente irá garantir-lhe um novo apartamento. Já Kingsman, mais subversivo e visceral, atingiu status cult em 2015, com o lançamento do original. O segundo, seguiu a mesma batida. De fato, foi tão semelhante que se tornou quase uma refilmagem. Seja como for, existe muito potencial ainda para ser totalmente abandonada.

A compra garantiu ainda para a Disney franquias como Duro de Matar, Alvin e os Esquilos, Doutor Dolittle, Esqueceram de Mim, A Era do Gelo, Rio, Percy Jackson e Maze Runner, entre outras.

E você, o que acha desta aquisição da Disney? Qual franquia gostaria de ver primeira transformada pela casa do Mickey? Ansioso pela junção de X-Men e Quarteto Fantástico com Os Vingadores? Comente!





Inscreva-se em nosso canal e receba conteúdo exclusivo » http://goo.gl/mPcJ5c