Shazam! – Conheça Curiosidades Sobre o Novo Sucesso da DC

Shazam! – Conheça Curiosidades Sobre o Novo Sucesso da DC



Shazam!, nova superprodução da Warner/DC, estreou no último fim de semana pelo mundo e já é um enorme sucesso. A história do menino órfão Billy Batson, que recebe poderes mágicos de um Mago ao dizer a palavra SHAZAM (se transformando em um adulto similar ao Superman), encantou crítica e público, e marca 91% de aprovação da imprensa – uma das maiores avaliações do estúdio. Em termos de público, o longa arrecadou US$160 milhões pelo mundo no seu primeiro fim de semana de exibição.

Pensando nisso, o CinePOP resolveu trazer para você algumas curiosidades muito interessantes sobre este grande sucesso, que com certeza terá sua continuação muito em breve. E você, já assistiu ao filme? Não deixe de comentar abaixo sua opinião. Vem conhecer.

Originalmente, o plano era realizar um filme com o encontro e colisão do herói Shazam com seu maior adversário, o Adão Negro. Mas a partir do momento em que o astro Dwayne ‘The Rock’ Johnson foi contratado para viver o vilão, os produtores decidiram criar um filme de origem para cada personagem, antes de seu grande duelo nas telas.

Talvez nem todo mundo saiba disso, mas inicialmente o herói Shazam portava o nome Capitão Marvel. Isso numa era antes da existência da Marvel Comics e até mesmo da DC. O personagem foi criado na extinta Fawcett Comics ainda na década de 1940. Ao ser adquirido pela DC alguns anos depois, se viu no meio de uma briga por direitos, já que a esta altura a Marvel havia criado seu próprio personagem de mesmo nome (que se tornou a Capitã Marvel – em cartaz nos cinemas). Assim, a palavra mágica usada para transformar o menino num super-herói, se tornou também o nome da HQ e do próprio personagem atualmente. No filme, a brincadeira ocorre justamente na hora da escolha do nome do herói, em que são testadas diversas possibilidades, a maioria usando a palavra Capitão.


Aproveite para assistir:


Em 1941, surgiu a primeira adaptação em live action do personagem Shazam. Tratam-se de pequenos trechos – na forma de curtas em preto e branco – exibidos nas matinês dos cinemas antes da atração principal (prática comum na época). Juntos, todos os trechos somam um filme de 3h36min de projeção. Depois disso, o personagem ganharia nova versão em carne e osso em 1974, numa série de TV intitulada Shazam!, que durou 3 temporadas até 1977. No programa, o ator Michael Gray viveu Billy Batson, e Jackson Bostwick deu vida ao herói Capitão Marvel/ Shazam.

Antes de David F. Sandberg ser escolhido como diretor de Shazam!, outro cineasta vindo do terror demonstrou interesse pelo comando do longa. Trata-se de Sam Raimi, famoso por ter dirigido a adorada trilogia de outro super-herói no cinema: o Homem-Aranha (2002, 2004 e 2007).

O diretor Peter Segal, mais conhecido por dirigir comédias, vide Como se Fosse a Primeira Vez (2004) e Agente 86 (2008), esteve vinculado ao projeto em meados da década passada.

Mesmo com um pé lá e outro cá sobre viver novamente o Superman no cinema, o ator Henry Cavill chegou perto de fechar acordo para viver o herói numa ponta em Shazam!. A participação do maior herói da DC só não ocorreu devido a agenda conflitante de Cavill em Missão: Impossível – Efeito Fallout.

O astro Dwayne ‘The Rock’ Johnson, que viverá o vilão Adão Negro neste mesmo universo, opinou sobre quem deveria viver o protagonista Shazam, antes da escolha do ator Zachary Levi. Para o astro musculoso, Armie Hammer (Me Chame Pelo Seu Nome) seria a escolha perfeita para o super-herói.

Antes de Zachary Levi ser escolhido como o protagonista, o ator e ex-lutador John Cena foi um dos finalistas para viver o personagem. Já imaginaram o grandalhão no papel? – aí sim The Rock teria que se cuidar.

Para o vilão Dr. Silvana, os fãs queriam a escalação de Jackie Earle Haley – famoso pelos papeis de Rorschach (Watchmen – O Filme) e Freddy Krueger (A Hora do Pesadelo). O personagem acabou nas mãos de Mark Strong.

Por falar em Mark Strong, esta é a quinta adaptação de HQs para o cinema que o ator participa, após Kick-Ass: Quebrando Tudo (2010), Lanterna Verde (2011) – no qual viveu outro vilão da DC (Sinestro) -, e os filmes da franquia Kingsman (2015 e 2017).

Para viver o Mago Shazam, responsável por dar os superpoderes ao herói, foram cogitados os atores Michael Keaton, Tony Shalhoub, Alan Alda e F. Murray Abraham.

No filme, o pai de Billy usa as iniciais C.C. – referência ao criador do Super-Herói e seu universo, o artista C.C. Beck.

Apesar de ser um filme independente, Shazam! pertence do Universo Cinematográfico da DC, e as inúmeras referências não são sem propósito. Os realizadores não escondem que futuramente irá ocorrer um encontro do herói com os personagens da casa, como a Liga da Justiça.

O diretor David F. Sandberg veio do cinema de terror, tendo realizado os bem sucedidos Quando as Luzes se Apagam (2016) e Annabelle – A Criação do Mal (2017), ambos para a Warner. O cineasta é apadrinhado de James Wan, “dono” da franquia Invocação do Mal, e diretor de Aquaman (2018). Sandberg utilizou elementos do gênero onde iniciou em alguns detalhes de Shazam!.

No início do desenvolvimento do longa, o título do filme seria ‘Billy Batson & a Lenda de Shazam’.

Tanto Capitã Marvel quanto Shazam!, que a certa altura tiveram o mesmo nome de herói, possuem o ator Djimon Hounsou no elenco. Em Capitã Marvel ele reprisa seu personagem de Guardiões da Galáxia (2014), Korath. E em Shazam!, ele vive o próprio mago Shazam.

O ator Ron Cephas Jones, mais conhecido pelas séries This is Us e Luke Cage, havia sido escalado para viver o Mago. Mas devido a conflitos de agenda, o ator precisou deixar a produção, abrindo espaço para Djimon Hounsou.

Para o papel, o ator Zachary Levi, que interpreta o herói, ganhou 10 quilos de massa muscular. O ator portava quase 100 quilos durante as filmagens do longa.

Mancada Épica! Se você acha que só nós, jornalistas de cinema no Brasil, damos mancada, saiba que até mesmo os veículos mais renomados do mundo cometem erros. A CNN estampou em sua manchete ‘Shazam! Brie Larson é a Capitã Marvel’, após a atriz vencedora do Oscar ser contratada pelo papel. Obviamente, o renomado veículo confundiu os “capitães” das editoras rivais.

O criador C.C. Becker baseou o visual do herói no ator Fred MacMurray, que em 1939, época de seu auge, era o astro mais popular e quente de Hollywood.

Até mesmo os personagens mais bizarros e nonsense dos quadrinhos do Shazam foram homenageados no longa. Mas isso só pega quem for nerd de verdade. Ao longo do filme, Billy Batson (a forma “humana” do herói) demonstra um carinho especial por tigres – sejam eles de pelúcia ou até mesmo em detalhes da capa do super-herói. Esse elemento foi inserido como homenagem ao personagem Tawky Tawny, um tigre humanoide (quase primo do Tony, da Kellog´s), que inclusive usava roupas e falava. Queremos isso na sequência.

O tigre Tawky Tawny, também conhecido como Sr. Malhado no Brasil, faria parte do primeiro longa do herói, mas foi cortado do roteiro final. O ator Jim Belushi estava sendo considerado para o papel.

Não bastasse a sensação do típico filme saído dos anos 1980 e a clara semelhança com o clássico Quero Ser Grande (1988) – estrelado por Tom Hanks, no qual um menino se transforma num adulto após um desejo ser realizado -, Shazam! trata de apresentar numa cena uma referência declarada. O momento ocorre quando o protagonista encontra um teclado gigante numa loja de brinquedos – item icônico do filme citado.


COMENTÁRIOS