Adam Sandler protagoniza mais uma comédia. Uma deliciosa comédia. Engraçada, com sátiras bem-humoradas sobre o povo e os costumes de Nova Iorque e suaves críticas sobre o eterno conflito entre israelenses e palestinos, Zohan – O Agente Bom de Corte (You Don’t Mess With the Zohan – EUA/2008 – Comédia – 113 min. – Sony Pictures) traz a história de um agente do alto comando de Israel que tem um grande sonho. Virar cabeleireiro em Nova Iorque. E para torná-lo realidade, Zohan finge sua própria morte. De malas feitas e com o livro de estilo de Paul Mitchell, com cortes da década de 80, embaixo do braço, ele parte para a grande cidade americana, com uma nova identidade.

Mas apesar do seu talento, nenhum dos grandes salões da cidade lhes dão uma chance. Seu jeito antiquado e comportamento nada convencional, o leva a vagar pelas ruas, até encontrar Michael. A única pessoa disposta a ajudá-lo. Mas quando Zohan tem sua identidade descoberta por um imigrante israelense, seu fã, sua sorte começa a mudar. Oori (Ido Mosseri) o convida a visitar sua loja de eletrônicos, localizada num bairro onde israelenses e palestinos vivem lado a lado. Com a ajuda do novo amigo, ele conhece o salão da palestina Dália. Uma bela cabeleireira que o ajuda a concretizar seu sonho. Mas o passado de Zohan não o deixará em paz.


Dirigido por Dennis Dugan, cineasta já familiarizado com o humor de Sandler – os dois trabalham juntos em Um Maluco no Golfe (1996), O Paizão (1999) e Eu os Declaro Marido e… Larry (2007) – ganha brilho com a atuação do elenco. Inspirados, os atores criam personagens bem caricatos, mas com personalidade.

John Turturro está perfeito como o arquiinimigo palestino O Fantasma. Um terrorista, aos olhos de Zohan, que assim como ele, luta pela liberdade de seu povo e que também guarda um segredo. Não há como torcer contra ele, assim como para o trio que descobre a identidade secreta do herói e planeja matá-lo para receberem a glória de seu povo. Sayed Badreya é Hamdi, um motorista de táxi que se une a Rob Schneider, Salim, que além de motorista de táxi é garoto de telemarketing, para o desespero de seus passageiros e Daoud Heidami, o alegre e nada maldoso Nasi. Juntos, eles criam situações divertidíssimas.

Aproveite para assistir:

Fazendo par com Sandler, está Dália (Emmanuelle Chriqui), a bela palestina dona do salão de cabeleireiro, que apesar de insegura quanto ao talento de seu novo empregado, é a única a lhe dar uma chance. Completam o elenco Lainie Kazan e Nick Swardson. Ambos mãe e filho que ajudam Zohan oferecendo um lugar para ele morar.

Crítica por: Viviane França

Site Oficial : —

 


 

Comentários

Não deixe de assistir:

SE INSCREVA NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE