Uma parcela bem considerável de filmes que estreiam todo mês nos cinemas, ou direto nos streamings, vieram das páginas de algum livro. Mas não pensem que é algo simples fazer essa transição. O objetivo de um roteiro adaptado, uma obra que sai do imaginário dos livros para ganhar imagens e sons nas telas de cinema, é conseguir adaptar o que pode ser aproveitado como ferramenta audiovisual dentro desse universo de linguagens diferentes. A partir disso todo um novo universo é montando buscando captar a força da história.

Em cima dessa questão, e tentando fugir de filmes badalados e muito óbvios quando pensamos em adaptações, segue abaixo 10 FILMAÇOS baseados em livros que estão pelos streamings.

 

 


Atrás da Porta (Amazon Prime Video)

Aproveite para assistir:



O cineasta húngaro István Szabó sempre consegue em seus filmes mostrar histórias dramáticas conduzidas por uma protagonista de personalidade forte, marcante, que guia o espectador para dentro da telona. Seu trabalho, Atrás da Porta, é exatamente assim. Em sua primeira parceria com a ganhadora do Oscar Helen Mirren, Szabó consegue detalhar muito bem, com sua inteligente câmera, toda a angústia e sofrimento que transborda na personagem de Mirren. Na trama, somos guiados até a Hungria, mais precisamente, em Budapeste na metade do século 20 onde um casal está à procura de uma empregada para que uma das partes tenha mais tempo para terminar seu novo livro. Eles encontram Emerenc, uma velha senhora rabugenta que no fundo esconde uma sutileza de uma mulher madura, o carinho de uma amiga e o coração de uma mãe. Baseado no Livro The Door escrito por Magda Szabó.

 


Flores Raras (HBO MAX e Globoplay)

Como contar uma história de amor em forma de poesia? O cineasta carioca Bruno Barreto (Última Parada 174) teve a difícil missão de mostrar na tela grande um amor entre duas fortes e diferentes mulheres. Flores Raras é uma história de outro tempo, onde todas as emoções viravam poesia. As atrizes principais, em seus respectivos papéis, dão um show em cena, valorizando cada segundo do bom trabalho de Barreto atrás das câmeras. Roteiro assinado por Carolina Kotscho e Matthew Chapman baseado no livro Flores Raras e Banalíssimas, de Carmen L. Oliveira.

 

Livre (Star+)


O auto respeito é a raiz da disciplina, a noção de dignidade cresce com a habilidade de dizer não a si mesmo. O cineasta canadense Jean-Marc Vallée voltou ao mundo do cinema anos atrás para contar uma história real de dramas e superação. Em Livre, por meio de flashbacks, vamos conhecendo os traumas, as escolhas e os dramas de Cheryl, interpretada de maneira competente pela ganhadora do Oscar Reese Witherspoon. O roteiro, assinado pelo craque Nick Hornby (Alta Fidelidade), é baseado nas memórias da verdadeira Cheryl, na obra Wild: From Lost to Found on the Pacific Crest Trail.

 

Capital Humano (Globoplay)


Há riqueza bastante no mundo para as necessidades do homem, mas não para a sua ambição. Baseado na obra homônima de Stephen Amidon, o surpreendente longa-metragem italiano dirigido pelo cineasta Paolo Virzì, Capital Humano, possui atuações acima da média, uma direção muito instigante que destaca a força do ótimo elenco além de um roteiro muito inteligente que deixa o espectador com os olhos vidrados na telona. Dividido em capítulos, onde conhecemos versões diferentes de uma situação trágica em um certo período de tempo, o filme é um drama que de repente vira um suspense eletrizante.

 

Precisamos Falar Sobre Kevin (Globoplay, Amazon Prime Video e Telecine)

Esse trabalho de Lynne Ramsay é um daqueles filmes que precisam ser vistos pelos amantes da sétima arte, que mostra um relato aterrorizante sobre o relacionamento entre mãe e filho. Na história, baseada no livro homônimo de Lionel Shriver, somos apresentados a Eva (Tilda Swinton), aparentemente atormentada por algum acontecimento no passado. Se escondendo e muito mal tratada nas ruas por onde passa, têm sua casa toda pintada de vermelho. Conforme os minutos vão passando, começamos a interagir com determinadas fases da vida dessa mulher e aos poucos pelos olhos dessa angustiada personagem descobrimos os acontecimentos que a levaram a tal situação. A cada segundo que passa, o espectador se pergunta: O que aconteceu com a família daquela mulher?


 

Eu, Você e a Garota Que Vai Morrer (Star+)

Depois de dirigir episódios dos sucessos American Horror Story e Glee o cineasta Alfonso Gomez-Rejon, com muita delicadeza e objetividade chegou aos cinemas anos atrás com seu novo projeto Eu, Você e a Garota que vai Morrer. Baseado na obra homônima de Jesse Andrews (que também escreveu a adaptação para o cinema) e com uma narrativa deveras peculiar, em menos de 15 minutos temos um excelente raio-x da história e somos conquistados pela história. O longa-metragem fala sobre um tema pesado mas tratado com muito carinho e sentimentos bons.


 

O Maravilhoso Agora (Star +)


Sonhos para quem sonha. Futuro para quem trabalha para ele. Mas, que tal os dois? Baseado na obra homônima de Tim Tharp, exibido anos atrás no Festival de Sundance, The Spectacular Now, no original, é muito mais do que um filme maduro sobre o retrato da juventude. Dirigido por James Ponsoldt (que comandou o interessante Smashed: De Volta a Realidade), o drama promete conquistar todo o tipo de público principalmente por conta de seus diálogos para lá de envolventes.

 

Monstro (Netflix)

O que você vê quando olha pra mim? Baseado no livro homônimo do escritor Walter Dean Myers, lançado no final da década de 90, Monstro é o retrato de uma sociedade que acusa sem pensar, que julga pela cor, acaba com sonhos, definindo destinos de maneira cruel. Um filme de tribunal com um protagonista (interpretado pelo excelente Kelvin Harrison Jr.) em grande destaque que busca em sua narrativa impactante, sensível, refletir toda a emoção, sentimentos que transbordam dentro de seu drama. Primeiro longa-metragem de Anthony Mandler.

 

Sem Evidências (Amazon Prime Video)

Indicado ao Oscar pelo maravilhoso trabalho no sensacional O Doce Amanhã (1997), o cineasta egípcio Atom Egoyan, bastante conhecido pelos cinéfilos, volta aos cinemas com o misterioso filme de tribunal Sem Evidências. Reunindo dois rostos famosos, ganhadores de Oscar, Colin Firth e Reese Whiterspoon, o drama é baseado em uma história real que aconteceu em 1993 nos Estados Unidos. Por mais que seja um filme com muitas cenas no tribunal, Egoyan consegue com muita habilidade não deixar o longa-metragem maçante. Todos os elementos dessa conturbada história são expostos na tela, deixando o espectador dar seu veredito final. Baseado no livro Devils Knot: The True Story of the West Memphis Three de Mara Leveritt.

 


Vida Selvagem (Amazon Prime Video)

De repente do riso fez-se o pranto. Marcando a estreia do ator Paul Dano como roteirista e diretor, Vida Selvagem é um retrato meticuloso e detalhista sobre uma família que conhece o início, o meio e o fim de uma relação e de que forma o único filho de um casal reage a todas essas mudanças. Filme de abertura da Semana da Crítica do Festival de Cannes em 2018, o projeto é baseado no livro Wildlife, de Richard Ford.

 

 

Não deixe de assistir: